Sexta-feira, 26 de Março de 2010

Futebolês #20 Entrada fora de tempo

 

 

 

Começo já a ficar com a sensação, de cada vez que procuro uma nova expressão para esta rubrica, que o baú se está a esgotar… À vigésima primeira edição começa a surgir aquela sensação “desta é que é, vamos ter de ficar por aqui … por falta de matéria-prima”. Depois acaba sempre por surgir mais uma e aí surge uma outra sensação que, por mais que a tenha aqui trazido, não deixa de me invadir o espírito sempre em tons de grande novidade. Refiro-me àquela sensação que tem um pouco a ver com o que em tempos se disse da Coca-Cola: primeiro estranha-se e depois entranha-se! Primeiro estranhamos a sonoridade da expressão e somos invadidos por uma percepção de “non sense” para, logo depois, a acharmos a mais natural do mundo, tão natural que não temos mais nada a fazer que encontrar-lhe todo o sentido que tem…

 

Invariavelmente, depois lhes apontar os vícios e os paradoxos, acabo por achar que fazem todo o sentido. A entrada fora de tempo não foge à regra!

 

Entrar fora de tempo não é mais do que chegar atrasado, como me parece indiscutível. Só que no futebolês, porque em futebol a bola é rainha, vedeta e estrela maior, como temos visto ao longo de todas estas semanas, tudo se passa em função dessa entidade central que é a bola. Daí que entrar traduza o entrar à bola, a atitude deliberada da sua conquista ou, no mínimo de a roubar ao outro. Como temos visto a bola é o que de mais precioso existe no jogo, o que é verdadeiramente surpreendente. Perceber que a bola, quando ainda por cima há ali tantas ao redor do campo, é mais preciosa que o Cristiano Ronaldo não deixa de ser reconfortante para todos nós que só percebemos que cem milhões é uma coisa com muitos zeros.

 

Conquistar a bola para si, ou simplesmente destruir a sua ligação ao adversário, num reflexo dos mais primários dos sentimentos das histórias de amor e ciúme e de faca e alguidar, dá o mote a um jogo que vive de paixões. Muitas vezes mais violentas que as dessas próprias historias de encontros e desencontros, de amores e de traições. Tudo se faz por essa conquista ou por esse roubo. Entra-se á bola de toda a maneira e feitio, esquecendo por completo que apenas se está à procura da mais preciosa donzela daquele reino, sem o mínimo de cavalheirismo, de elegância, de delicadeza, de charme. E como quem a tem dela não larga mão, tudo faz para frustrar as intenções dos que se atravessam no caminho da sua idílica relação, defendendo a sua princesa com todas as suas forças, a nada se poupando, sem regatear esforços e, muitas das vezes, com sacrifício do próprio corpo e muito em especial das próprias pernas. Um verdadeiro exemplo de sentido de defesa da sua dama!

 

É desta dialéctica, desta luta entre quem guarda e preserva um tão escasso e raro bem (uma para vinte e dois) e quem o tenta roubar, que nasce a entrada fora de tempo. Quando o putativo ladrão entra já, orgulhoso, o proprietário pôs a bola a salvo. Já ela lá não está e apenas encontra as pernas que o outro lá deixou, num sacrifício que a bola não dispensa como verdadeira prova de amor. Chegou atrasado!

 

A entrada fora de tempo, ao contrário da bola dividida, é penalizada. Eu acho que até deveria ser duplamente penalizada: por falta de pontualidade, um dos graves defeitos dos portugueses que, a não ser penalizado, nunca mais será corrigido, e pelos danos físicos causados no adversário. Deveriam ser mostrados dois cartões amarelos: um para cada sanção!

 

O problema é quando há confusões: é frequente vermos entradas fora de tempo do Bruno Alves (bom, aquilo é aterrador, é fora de tempo e fora de tudo o que é aceitável!) e dizerem-nos que não, que é uma bola dividida. E aqui há uns mesitos, num tempo de caça às bruxas e quando alguns ainda acreditavam que las hay, las hay, era um ver se te avias: bolas divididas do David Luiz passavam logo a entradas fora de tempo. Era limpinho!

 

 

 

publicado por Eduardo Louro às 07:00
endereço do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De anonimo´s a 26 de Março de 2010 às 20:31
....escreve muito...que até troquei os olhos...só vai no #20...

Comentar post

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.connosco à mesa

Os nossos convidados

Dr. Miguel Horta e Costa

Eng. Cláudio de Jesus

Dr. Saúl António Gomes

Dra. Isabel Damasceno 

Prof. Júlio Pedrosa 

Cor. Valente dos Santos

 

Os nossos leitores

Ana Rita Sousa

Carlos Sintra

 

O nosso email

 

Siga-nos 

 

.podcast


Curvas do Livramento

oiça os nossos debates

Ed. Zero

Edição 1 - 04/Jun/009

Ed. 1.1 Europeias

Ed. 1.2 Autárquicas

Ed. 1.3 Casamentos Gay

Edição 2 - 30/Jun/009

com Clarisse Louro

Ed. 2.1 Pós Europeias

Ed. 2.2 Legislativas

Ed. 2.3 Autárquicas

Ed. 2.4 PMós 2º Clarisse Louro

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.Últimos Comentários

Special thanks to MrCosmos
The Feedburner expert

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.Quiosque

diários

semanários
  regionais
 
   

.Filme recomendado

 

 

Trailer

 

 

 

.Leitura em curso


A Revolução dos Cravos de Sangue

de Gerard de Villiers

Estamos em Portugal, no rescaldo do 25 de Abril, e Lisboa é um tabuleiro de xadrez onde CIA e KGB jogam uma partida mortal. Os serviços secretos americanos, desesperados por apenas terem sabido do golpe de Estado através dos jornais, esforçam-se para impedir que Portugal caia nas mãos do comunismo. Do outro lado, a KGB tem em mente um plano diabólico e põe em campo os seus melhores agentes. É então que um golpe de teatro promete desequilibrar esta guerra fria. Natália Grifanov, mulher de um poderoso coronel da KGB, está disposta a passar para o Ocidente e a relatar todos os segredos que sabe. Para organizar essa deserção a CIA escolhe o seu melhor agente: Malko Linge. Mas nem ele conseguirá levar a cabo esta missão sem evitar danos colaterais. E é então que, nas ruelas de Alfama e nos palácios da Lapa, entre traições e assassinatos, a Revolução dos Cravos mostra a sua outra face.

E, acredite, não é bonita!

Um thriller soberbo e original, passado no pós 25 de Abril de 1974.


Saida de Emergência

.Contador de visitas

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds