Sexta-feira, 16 de Abril de 2010

Livro do Sapateiro

Numa tertúlia da Livraria Arquivo em Leiria trouxe um testemunho absolutamente inesperado. Um jovem , volumoso e com uma voz arrastada disse:

 - Tenho passado a vida a ver televisão e o único livro que li foi a Bíblia…

Claro que nesta altura todos os presentes se viraram para trás, tentando localizar o jovem da voz arrastada. Ele continuou:

 -O meu pai morreu o ano passado e tenho mais de mil livros em casa … ainda não li nenhum; passo da primeira página para a última porque quero ver o fim. Como se faz para gostar de ler um livro até ao fim?

O poeta e orador convidado Pedro Tamen respondeu:

 - Passe para a página dois.

Fellini teria aqui um argumento para um filme fantástico.

 Acabada a sessão , o jovem volumoso de voz arrastada , tinha o livro de poesia na mão para o autor assinar.

 Não é ficção! Aconteceu mesmo.

 Fiquei a cogitar neste episódio.

 Há indícios cada vez mais consistentes de que o século XXI se poderá transformar na era das doenças mentais ou de instabilidade emocional como: a depressão e comportamentos de risco. Sabemos ainda tão pouco sobre o nosso cérebro apesar de sabermos cada vez mais. Contudo continuamos com interrogações: como actuar? Com que meios? Com que resultados no quotidiano de cada um?

 Apesar destas perguntas , há uma que prevalece “ que dedicatória teria escrito Pedro Tamen naquele seu livro de poesia ” O Livro do Sapateiro?”

publicado por Ana Narciso às 23:21
endereço do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Jorge Soares a 17 de Abril de 2010 às 00:40
É incrível que alguém seja capaz de reconhecer em público algo assim... eu conheço muitos adultos que são assim, são os mesmos que só compram os jornais desportivos, ou as revistas cor de rosa.. e mesmo assim, só para ver as fotografias e ler as gordas e não me parece que seja um problema de século XXI, é um problema que se arrasta desde trás...

De certeza que o Pedro Tamen escreveu a dedicatória na página 2

Bom fim de semana

Jorge Soares
De antonio carvalho a 17 de Abril de 2010 às 12:21
Gostei !!!
Não pretendendo proveito próprio, quero deixar aqui um retrato de uma vivência na Escola Secundária de Porto de Mós, onde fui convidado por uma aluna do 10º. ano, para falar de livros e autores, no âmbito do mês das bibliotecas escolares. Foi fantástico como todos !! o(a)s participantes alunos (34), me receberam e ouviram falar de um livro (A crónica dos bons malandros) de "Mário Zambujal", autor escolhido por mim, para a referida tertúlia, passando o tempo disponível para a conversa a uma velocidade enorme.
Uma experiência que me deixou mais convictamente afirmativo de que estes nossos jovens só precisam de uma coisa, para se afirmarem em plenitude. Que nós os mais velhos saibamos ser respeitadores e transmissores de confiança e respeito pelas IDEIAS e EXPERIÊNCIAS de vida. Depois o tempo, saberá com o trabalho e conhecimento de cada um construir um mundo novo, em cada tempo que não será o nosso, mas o outro, sempre em mudança.
Por fim, li um dos meus últimos poemas que aqui vos deixo:

VISIONÁRIO


Diamantes claros,
são os teus olhos,
irradiando macia e ousada
onda de luminosidade ímpar.
Depois, quando te envolves
nos caminhos e ruas planas
despidas de sentido,
sinto a perda do farol
e receio a noite, sem a estrela maior.
É como a casa abrigo
que se transforma em fantasma
no mais vasto campo de silêncio
-Aquele, onde o teu corpo
se ergue de medo
por nada dar.
De Ana Narciso a 18 de Abril de 2010 às 17:23
Também gostei deste do Pedro Tamen
NOÉ

Pronto, pronto, eu faço. Dá um trabalhão
mas faço. Corto madeira, arranjo pregos,
gasto o martelo. E o pior também:
correr o mundo a recolher os bichos,
coisas de nada como formigas magras,
e os outros, os grandes, os que mordem
e rugem. E sei lá quantos são!
Em que assados me pões. Tu
gastaste seis dias, e eu nunca mais acabo.
Andar por esse mundo, a pé enxuto ainda,
a escolher os melhores, os de melhor saúde,
que o mundo que tu queres não há-de nascer torto.
Um por um, e por uma, é claro, é aos pares
- o espaço que isso ocupa.

Mas não é ser carpinteiro,
não é ser caminheiro,
não é ser marinheiro o que mais me inquieta.
Nem é poder esquecer
a pulga, o ornitorrinco.
O que mais me inquieta, Senhor,
é não ter a certeza,
ou mais ter a certeza de não valer a pena,
é partir já vencido para outro mundo igual.

(Analogia e Dedos, 2006)
De Maria de Fátima Borges Marques da Costa a 20 de Abril de 2010 às 16:10
Boa tarde
Porque "O livro do sapateiro" era meu, o jovem amigo, volumoso e de voz arrastada foi o meio mais fácil de o fazer chegar às mãos de Pedro Tamen, uma vez que a cadeira de rodas dificultava o caminho. Afinal, e que me perdoe Pedro Tamen, o seu testemunho foi a dedicatória mais importante.Obrigada. Gostei do Fellini

Maria de Fátima Marques da Costa
De amelia pais a 27 de Abril de 2010 às 13:05
GRANDE E VALENTE FÁTIMA!
De Ana Narciso a 27 de Abril de 2010 às 22:13
Obrigada pelo vosso testemunho. Quase poderiamso dizer : o que a vida mostra e o que ela esconde. E aconteceu poesia!!

Comentar post

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.connosco à mesa

Os nossos convidados

Dr. Miguel Horta e Costa

Eng. Cláudio de Jesus

Dr. Saúl António Gomes

Dra. Isabel Damasceno 

Prof. Júlio Pedrosa 

Cor. Valente dos Santos

 

Os nossos leitores

Ana Rita Sousa

Carlos Sintra

 

O nosso email

 

Siga-nos 

 

.podcast


Curvas do Livramento

oiça os nossos debates

Ed. Zero

Edição 1 - 04/Jun/009

Ed. 1.1 Europeias

Ed. 1.2 Autárquicas

Ed. 1.3 Casamentos Gay

Edição 2 - 30/Jun/009

com Clarisse Louro

Ed. 2.1 Pós Europeias

Ed. 2.2 Legislativas

Ed. 2.3 Autárquicas

Ed. 2.4 PMós 2º Clarisse Louro

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.Últimos Comentários

Special thanks to MrCosmos
The Feedburner expert

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.Quiosque

diários

semanários
  regionais
 
   

.Filme recomendado

 

 

Trailer

 

 

 

.Leitura em curso


A Revolução dos Cravos de Sangue

de Gerard de Villiers

Estamos em Portugal, no rescaldo do 25 de Abril, e Lisboa é um tabuleiro de xadrez onde CIA e KGB jogam uma partida mortal. Os serviços secretos americanos, desesperados por apenas terem sabido do golpe de Estado através dos jornais, esforçam-se para impedir que Portugal caia nas mãos do comunismo. Do outro lado, a KGB tem em mente um plano diabólico e põe em campo os seus melhores agentes. É então que um golpe de teatro promete desequilibrar esta guerra fria. Natália Grifanov, mulher de um poderoso coronel da KGB, está disposta a passar para o Ocidente e a relatar todos os segredos que sabe. Para organizar essa deserção a CIA escolhe o seu melhor agente: Malko Linge. Mas nem ele conseguirá levar a cabo esta missão sem evitar danos colaterais. E é então que, nas ruelas de Alfama e nos palácios da Lapa, entre traições e assassinatos, a Revolução dos Cravos mostra a sua outra face.

E, acredite, não é bonita!

Um thriller soberbo e original, passado no pós 25 de Abril de 1974.


Saida de Emergência

.Contador de visitas

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds