Sexta-feira, 23 de Abril de 2010

Futebolês #24 Tiro

 

O futebolês, como toda a linguagem desportiva, tem uma forte carga belicista. O que não admira pois o futebol, como grande parte das restantes modalidades desportivas, desenvolve-se a partir de conceitos, tácticas e estratégias profundamente ligadas às lides militares.

 

Os mais elementares conceitos do jogo – defesa, ataque e contra-ataque – têm uma sustentação bélico-militar que vai muito para além da semântica. Daí que o tiro, para além de constituir uma modalidade olímpica, tenha o seu lugar nesta forma de expressão, associado a um movimento dos membros inferiores, também conhecido por puxar a culatra a trás, que resulta num disparo que é um pontapé numa bola que se transforma em projéctil.

 

Até aqui tudo bem. Temos um tiro que resulta de um movimento da culatra transformado num disparo que expele um projéctil. Mesmo que a culatra não seja mais que uma perna e que o disparo seja simplesmente impulsionado pela coxa e pelos gémeos. A coisa começa a soar a estranho é quando se fala de um tiro de pé esquerdo, fazendo percepcionar o pé como uma arma mortífera, coisa de que nem Bin Laden ainda se lembrou!

 

A verdade é que é destes tiros que gostamos. De pé esquerdo ou de direito. Com o peito ou com a parte interior do pé. Com a parte exterior ou mesmo de bico, de trivela e ou de bicicleta. E não dos outros, que também os há. E bem mais vezes que o desejável!

 

Como os tiros, os outros, estes tiros – os remates – também podem ser fulminantes. Ou de pólvora seca! E a bola também pode passar de mero projéctil a um muito mais moderno e sofisticado míssil. Teleguiado, até.

 

O Cristiano Ronaldo, por exemplo, não desfere simples tiros de pé direito. Não ele desfere verdadeiros mísseis teleguiados, com destino infalível. Bom, isto no Manchester United e no Real Madrid, porque na selecção nacional não passa de uns meros fogachos que mais parecem tiros de pressão de ar. Desconfio que se trate de um grave problema de logística das selecções nacionais porque também o Messi, que no Barcelona (parece que quando encontra do outro lado o comandante-chefe Mourinho a coisa pode complicar-se!) faz do seu pé esquerdo um autêntico lança mísseis, quando chega à selecção da Argentina parece que o transforma numa simples e desajeitada caçadeira. Mas aí, para além da logística, parece-me que há ainda um sério problema de comando. Logo na pátria de el comandante!

 

Da mesma forma que nem todos os países podem ter submarinos (sendo que alguns seria mesmo melhor que os não tivessem, tantas são as alhadas para os adquirir!) nem todos os jogadores podem disparar mísseis. Se mesmo aqueles dois, os dois melhores do mundo, o fazem apenas em determinadas cenários de guerra, imagine-se quão restritiva é a sua utilização. Alguns ficam-se pelos já muito bons tiros certeiros! O que importa é o resultado final, se um tiro certeiro dá no mesmo de um míssil, que diferença faz?

 

E depois o tiro certeiro tem a vantagem de ser muito mais abrangente que o míssil. É que extravasa o remate e o próprio rectângulo de jogo . Por exemplo, Luís Filipe Vieira deu um tiro certeiro quando contratou o Jesus. Claro que o tiro foi certeiro mas não para o Jesus: foi certeiro no Quique e atingiu o Rui Costa ainda de raspão! E parece que também foi certeiro para Pinto da Costa que, apesar de apenas atingido por uma ligeira nuvem de fumo de pólvora nos olhos, nada comparável à nuvem que veio do vulcão lá da Islândia, que em vez dos olhos atingiu o coração de muitas companhias de aviação, ficou com a vista turvada e com dificuldade em ver o caminho para a Champions. Bom, e nos túneis, onde ele agora tanto gosta de brincar, é que não consegue mesmo ver nada!

 

Quem se farta de dar tiros certeiros é o Sporting. É cada tiro cada melro! Agora é o Paulo Sérgio… Eu bem avisava na semana passada que era difícil arranjar um treinador a sério! Mas como o critério era um treinador que este ano tivesse ganho ao Benfica só tinham três hipóteses. Sendo duas meramente teóricas: Rafael Benitez, de que o Liverpool nunca  abriria mão e Domingos que espera, com paciência, pelo FC Porto. Tiro certeiro, pois claro: num universo de três acertaram no único possível – em cheio!

 Sem tiros, certeiros ou falhados, e com cravos vermelhos em vez de balas, se fez a revolução há 36 anos que, neste domingo, já depois de amanhã, iremos celebrar. Curiosamente o mesmo dia em que muitos, seis milhões segundo as contas, poderão também festejar o título. Uma coisa agora bem mais escassa do que naqueles tempos! Também por isso mais saborosa!

 

PS: Hoje o Vila Forte vai ter um filho. A Telma vai dar à LUZ! Não vai dar a Alvalade, ao Dragão a outro sítio qualquer.

publicado por Eduardo Louro às 08:00
endereço do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Paulo Sousa a 24 de Abril de 2010 às 01:10
Houve também tiros de 'puxar a culatra atrás' dentro do túneis, tiros esses perpetados pelo mártir agressor, de que cujas imagens nunca tivemos acesso... fosse uma escuta ao PM e o conteúdo era totalmente conhecido. Assim, sem imagens, alimentam-se dúvidas e justifica-se para consumo interno uma época em que nem tudo correu bem.
De Eduardo Louro a 24 de Abril de 2010 às 14:05
Pois isso é resultado da tal núvem de fumo, dano colateral do tal tiro certeito. Ele bem queria empurrar para o túnel do Marquês, mas as reservas de espaço já estão feitas: na Estátua do Marquês, já há alguns dias e agora também na rotunda do Boavista, na Invicta. Esse é que é um local difícil de aceitar (o único sítio do mundo onde um leão se sobrepõe a uma àguia), mas lá está: RESERBADO!
De Paulo Sousa a 24 de Abril de 2010 às 18:07
Não era nuvem de fumo... era pó dos cachecóis benfiquistas...

Comentar post

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.connosco à mesa

Os nossos convidados

Dr. Miguel Horta e Costa

Eng. Cláudio de Jesus

Dr. Saúl António Gomes

Dra. Isabel Damasceno 

Prof. Júlio Pedrosa 

Cor. Valente dos Santos

 

Os nossos leitores

Ana Rita Sousa

Carlos Sintra

 

O nosso email

 

Siga-nos 

 

.podcast


Curvas do Livramento

oiça os nossos debates

Ed. Zero

Edição 1 - 04/Jun/009

Ed. 1.1 Europeias

Ed. 1.2 Autárquicas

Ed. 1.3 Casamentos Gay

Edição 2 - 30/Jun/009

com Clarisse Louro

Ed. 2.1 Pós Europeias

Ed. 2.2 Legislativas

Ed. 2.3 Autárquicas

Ed. 2.4 PMós 2º Clarisse Louro

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.Últimos Comentários

Special thanks to MrCosmos
The Feedburner expert

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.Quiosque

diários

semanários
  regionais
 
   

.Filme recomendado

 

 

Trailer

 

 

 

.Leitura em curso


A Revolução dos Cravos de Sangue

de Gerard de Villiers

Estamos em Portugal, no rescaldo do 25 de Abril, e Lisboa é um tabuleiro de xadrez onde CIA e KGB jogam uma partida mortal. Os serviços secretos americanos, desesperados por apenas terem sabido do golpe de Estado através dos jornais, esforçam-se para impedir que Portugal caia nas mãos do comunismo. Do outro lado, a KGB tem em mente um plano diabólico e põe em campo os seus melhores agentes. É então que um golpe de teatro promete desequilibrar esta guerra fria. Natália Grifanov, mulher de um poderoso coronel da KGB, está disposta a passar para o Ocidente e a relatar todos os segredos que sabe. Para organizar essa deserção a CIA escolhe o seu melhor agente: Malko Linge. Mas nem ele conseguirá levar a cabo esta missão sem evitar danos colaterais. E é então que, nas ruelas de Alfama e nos palácios da Lapa, entre traições e assassinatos, a Revolução dos Cravos mostra a sua outra face.

E, acredite, não é bonita!

Um thriller soberbo e original, passado no pós 25 de Abril de 1974.


Saida de Emergência

.Contador de visitas

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds