Terça-feira, 4 de Maio de 2010

Desafio perdido

(... ) (em 1994 ) A competitividade era a palavra de ordem a que as nossas empresas teriam de  subordinar a sua acção,apostando na produtividade, na inovação, na qualidade, na moda, no marketing, na internacionalização, no apoio aos clientes. A valorização dos recursos humanos pela educação, formação profissional e ciência era a arma chave para vencer"... Portugal está como que a participar numa corrida onde tem enfrentar algumas subidas difíceis. Vamos na retaguarda do pelotão da frente , formado pelos 15 países da União Europeia. Num segundo pelotão com grande atraso, vêm a Polónia, Hungria, Checoslováquia, Roménia, Bulgária, e outros países de leste. Não nos podemos atrasar, porque depois seria difícil recolar e corríamos o risco de ser apanhados  por este segundo pelotão "(...)

                                                     Cavaco Silva in Autobiografia Política, Volume II , pag. 472

 

 Volvidos estes anos, não só nos deixámos ultrapassar como ficámos  em situação critica.

 Como foi possível desbaratar prestígio, dinheiro e tempo?

 Os jovens mais qualificados abandonam o país : ficam apenas os que já não podem ou ainda não querem, mas têm vontade de o fazer.

 Que prioridades elencámos?

  Será que fiscalizamos o suficiente? Indagamos o possível? Exigimos o adequado?

 Ou ficamos contaminados pelo " diz-que disse"? Pelo parece que?

 Quando iremos actuar  civicamente de uma forma exigente, sem medo e sem receio?

 Ou será que nos incomodam , ameaças travestidas de "alertas" elaboradas mais para intimidar  e condicionar do que esclarecer e aprofundar a res publica?

  Um país  ou uma autarquia com uma liderança esclarecida e forte e uma oposição informada e critica terá todas as condições para apanhar o pelotão da frente.

  Não pode  nem devem  ser condicionados!

publicado por Ana Narciso às 08:00
endereço do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Febo a 4 de Maio de 2010 às 10:57
É hoje noticia, da empresa alemã dos submarinos.
"O conselho de supervisão da empresa alemã considera que este é um “passo necessário para abrir caminho para um novo começo para a empresa”, num comunicado emitido ontem e publicado no site da Ferrostaal, onde se diz também que o seu substituto deverá ser encontrado “muito em breve”.

A empresa é alvo de acusações de corrupção por suborno no âmbito do concurso para fornecimento de dois submarinos a Portugal, e também num negócio do mesmo tipo com a Grécia.

Dois gestores do da empresa, um dos quais que integrava a administração, tinham já sido detidos na sequência de buscas à sede da empresa (em Essen) e a outras instalações suas na Alemanha. Mitscherlich está indiciado pelas autoridades alemãs."
Assim se pode recuperar a credibilidade e fazer acreditar aue há sistemas que funcionam.
Em Portugal, vão-se fazendo uns inquéritos para ficar tudo na mesma.
O Madoff nos Estados Unidos está a cumprir pena de cadeia.
Por cá suspende-se o administrador, mas fica a receber o vencimento.
É a diferença.
Por esta e por outras, como o da credibilidade de quem pede emprestado, é que o país tem de ir suportando juros mais altos.
Até quando?
Lá virá o dia em que o homem de fraque cá chega, se necessário acompanhdo do especialista em cobranças dificeis.

De anonimo´s a 4 de Maio de 2010 às 15:11
Espanta-me duas coisas.
--A admiração de alguns;
--A indiferença de outros.
*
A admiração de alguns reflecte-se no facto de parecer que isto nao teve nada a ver com o passado, é uma coisa momentânea, que nao se sabe quem nos governou nos últimos 20 anos. Mas a mentalidade do betao e da estrada continua...

A indiferença de outros atinge a grau da loucura.
Vejo lojas, carros novos, ,vejo tonterias consumistas. Como dizia alguém adquirir bens de luxo é hoje um pecado social.

Aqueles que podem: comprem nacional, nao peçam créditos (por vós e pelos nossos bancos), incutam a ideia de poupança aos filhos (recentemente fiquei parvo c uma criança de 11 anos...com as ideias de poupança...prova que ainda existe), a ideia de formação ética, formação lógica, e aquisitiva, pois esta batalha está perdida (crescimento zero, endividamente, falta de competitividade) mas a próxima é bem poir (pois é sabido que chineses, coreanos, checos, polacos, holandeses, canadianos, brasileiros, árabes, estão a investir fortemente na educação).

Como tudo na vida, esforço e nao sesta.


De Rafael Marcelino a 4 de Maio de 2010 às 21:18
Esta geração política que nasceu depois de Abril e se tornaram beneficiários do esforço e sacrificio de tantos não sabe o que é dignidade!
De ricardo a 4 de Maio de 2010 às 23:47
O prestigio não o desbaratamos, mas de uma maneira marota piscamos-lhe o olho. Pois na realidade nós não éramos tão maus como a CEE nos pintava, mas já que eles tinham essa convicção e nos mandavam dinheiro a rodos mais valia estar calados e fazer render o peixe.

O dinheiro desbaratamos pois em 94 o prestigio e sucesso que tinhamos era quantificado pelo carro que se conduzia pela quantidade de vezes que se ia ao Algarve ou os apartamentos que se tinha.
Entaõ quem tinha material que dava para mais 5/10anos em economia fechada este ficava e o dinheiro caia no banco ou nestes "certificados de sucesso" a economia já não era fechada e a competição ia ficando para trás como a conhecida tartaruga da famosa fábula ( por fim triunfaremos).
O fim desejado nunca mais chegava, mas pelo menos tinha-se os tais "certificados" e aqui entra o tempo perdido.

Não se fiscalizou o suficiente pois a situação era válida para todos. Não se pode acusar de "roubo" se se "rouba" também.

Indagou-se sim do modo que se indaga agora conversas privadas que não passam de sururu logo nunca se sabe bem ao certo se o que se fala tem cabimento ou não.

Exigiu-se o adequado ás leis que são legisaldas e num pais de rotundas anda-se á volta do obstáculo.
Aqui entram as nossas meias leis pois tinham um falha, um paradoxo, um ou outro buraco. Buracos, omissões e afins que permitem que o obstáculo seja contornado seja de um modo subtil ou descarado.

De ricardo a 5 de Maio de 2010 às 01:10
Não é bem ao encontro do post mas aqui vai.


Eu sou dador de sangue há 9 anos ou coisa parecida este ano ainda não tinha dado. Recebi uma carta em casa de informação sobre determinado ponto de recolha. Lá me apresentei para, espero, ajudar alguem.

Devido a um problema de uma colega soube o ano passado que o reconhecimento de compatibilidade para dador de medula óssea é hoje efectuado com uma mera recolha de sangue. Um pequeno tubo.

Antes de a recolha de sangue ser efectuada qualquer dador tem de preencher um impresso e posteriormente ser visto pelo médico que lá está.

Enquanto estava de agulha no braço perguntei ao enfermeiro que lá se encontrava se a recolha das celulas para a medula óssea ainda hoje é uma operação ofensiva para o dador, que de pronto me respondeu que não, é praticamente umas análises de sangue daquelas que todos fazemos 1/2 vezes por ano.
Perguntei-lhe então:
* Se é assim porque não se poupa recursos e tempo fazendo as 2 recolhas de uma vez?

+ Quem vem dar sangue pode não queres ser dador de medula óssea.

* Sim é verdade mas com o impresso que nos é dado antes da recolha pode-se por bem destacado a pergunta: Quer ser dador para a medula óssea?
E apesar disso ainda é visto por um médico onde pode tirar as dúvidas que tenha.

+ Nós somos do instituto de sangue de Coimbra que é o que "abastece" aqui a zona. Para isso há um outro instituto que trata desse assunto.

*Epa mas se num dia se mata 2 coelhos duma cajadada era preferível, não?

+ Era só mais um tubinho de sangue... Mas como te disse isso não é problema do meu instituto há-de haver outros que tratam disso.

Aqui se vê um boacdinho daquilo que temos todos os dias.
E depois é a mim que pedem para poupar

Comentar post

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.connosco à mesa

Os nossos convidados

Dr. Miguel Horta e Costa

Eng. Cláudio de Jesus

Dr. Saúl António Gomes

Dra. Isabel Damasceno 

Prof. Júlio Pedrosa 

Cor. Valente dos Santos

 

Os nossos leitores

Ana Rita Sousa

Carlos Sintra

 

O nosso email

 

Siga-nos 

 

.podcast


Curvas do Livramento

oiça os nossos debates

Ed. Zero

Edição 1 - 04/Jun/009

Ed. 1.1 Europeias

Ed. 1.2 Autárquicas

Ed. 1.3 Casamentos Gay

Edição 2 - 30/Jun/009

com Clarisse Louro

Ed. 2.1 Pós Europeias

Ed. 2.2 Legislativas

Ed. 2.3 Autárquicas

Ed. 2.4 PMós 2º Clarisse Louro

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.Últimos Comentários

Special thanks to MrCosmos
The Feedburner expert

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.Quiosque

diários

semanários
  regionais
 
   

.Filme recomendado

 

 

Trailer

 

 

 

.Leitura em curso


A Revolução dos Cravos de Sangue

de Gerard de Villiers

Estamos em Portugal, no rescaldo do 25 de Abril, e Lisboa é um tabuleiro de xadrez onde CIA e KGB jogam uma partida mortal. Os serviços secretos americanos, desesperados por apenas terem sabido do golpe de Estado através dos jornais, esforçam-se para impedir que Portugal caia nas mãos do comunismo. Do outro lado, a KGB tem em mente um plano diabólico e põe em campo os seus melhores agentes. É então que um golpe de teatro promete desequilibrar esta guerra fria. Natália Grifanov, mulher de um poderoso coronel da KGB, está disposta a passar para o Ocidente e a relatar todos os segredos que sabe. Para organizar essa deserção a CIA escolhe o seu melhor agente: Malko Linge. Mas nem ele conseguirá levar a cabo esta missão sem evitar danos colaterais. E é então que, nas ruelas de Alfama e nos palácios da Lapa, entre traições e assassinatos, a Revolução dos Cravos mostra a sua outra face.

E, acredite, não é bonita!

Um thriller soberbo e original, passado no pós 25 de Abril de 1974.


Saida de Emergência

.Contador de visitas

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds