Quarta-feira, 19 de Maio de 2010

Desculpem lá...não peço desculpa!

Na entrevista que ontem a RTP1 proporcionou ao Primeiro Ministro de Portugal, ficou uma vez mais evidente que os entrevistadores não tiveram grande trabalho.

As respostas estavam preparadas, independentemente das perguntas e foi assim até ao fim.

Ficou também claro que o Primeiro Ministro reconhece que nestes últimos tempos o mundo mudou, mas o seu discurso continua a não mudar.

Afinal a crise que vivemos não decorre apenas daquilo que aconteceu nas últimas semanas. Há mais de um ano que ouvimos ilustres economistas deste país, lançar alertas sobre o mau caminho que o Governo estava a seguir; que não era possivel o equilibrio das finanças Públicas sem "cortar" do lado da despesa e sem aumentar os Impostos. Mas infelizmente o Primeiro Ministro não reconhece que o problema está no erro das suas Politicas dos últimos 6 anos e vê "apenas" no ataque ao Euro a razão desta crise.

Aliás promete mais despesa para daqui a alguns meses. Promete levar por diante as obras faraónicas que tem vindo a anunciar, promete, promete...

Nesta entrevista pudemos observar um Primeiro Ministro igual a si próprio, que ousou pedir um esforço aos Portugueses, quando sabe que o esforço será de grande dimensão; que disse ter feito tudo para não aumentar os impostos, mas que uma vez mais sustentou no aumento dos impostos a solução para reduzir o défice.

Todos sabemos que não é fácil ser Primeiro Ministro numa conjuntura como a actual.

Mas percebe-se que, mais esforço, menos esforço, mais desempregado menos desempregado, mais mês menos mês o País há-de ultrapassar a crise e melhores dias virão.

Vem aí o Verão, as Férias, as Festas, o Mundial e o Benfica foi Campeão.

Afinal estamos em Portugal!

 

 

publicado por Jorge Vala às 14:00
endereço do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De DireitaNacional a 19 de Maio de 2010 às 14:45
Discordo de "o erro das suas politicas dos últimos 6 anos". Vejamos:
Positivamente Sócrates diminuiu o défice criado pelos Governos GUTERRES/ DURAO BARROSO. Positivamente, investiu nas energias renováveis. Positivamente informatizou áreas relevantes como Finanças e Justiça.
Negativamente: afrontou de forma errada não percebendo o conteúdo de certas profissões qual seja ligadas à Justiça, e ao Ensino.

Foco constantemente este assunto. Verdade e clareza, a politica como megarrelação humana não está de fora.

O erro do nosso Primeiro Ministro é o assumir um continuum optinista irreal desde há um ano.

Ferreira Leite, Rangel, Medina Carreira tinham sido claros.
Pelo menos, face à clareza, haveria necessidade de duas coisas: contra-argumentação clara ou assumir. Não houve contra-argumentação clara nem assunção.

O PM recebe a censura 4 em 4 anos, nao tem de pedir desculpa.
Desculpa têm de pedir alguns portugueses em confiar nos partidos dos interesses (o centro nebuloso, em que nada causa...nada)
De Maria Antonieta a 19 de Maio de 2010 às 16:37
Esta crise nada tejma ver com outras.
Ela é de carácter mundial muito centralizada na aposta da desvalorização do euro em relação ao dólar com contornosde atingir a U.E.
Não vai ser uma crise que o Verão ou a Selecção vá fazer esquecer e o Jorge sabe bem disso.
As consequencias desta situaçao são imponderáveis , não se sabe quando irá´parar mas em 2011 não é de certeza.
O P.M. apresenta um aspecto cansado, para não dizer desesperado, apesar do optimismo que quer incutir nas suas palavras. O P.P.C,muito bem a meu ver, não quer ser Governo, mas porque sabe a dimensão da crise também não quer ter em consciência o facto de não contribuir para a tentativa de resolução ou da minimização do problema.
È Bruxelas que manda agora, aqui como na Grécia e irá mandar em outros países
Depois será o FMI..
Em Democracia é impossível cumprir o que foi imposto á Grécia e a Grécia não irá cumprir.
O sistema financeiro de Bruxelas irá inevitavelmente destruir as democracias na Europa, mas poderá arrastar consigo a queda do próprio modelo de U.E.
De Marco a 19 de Maio de 2010 às 17:28

Ora bem ...

Assumo sem qualquer tipo de complexo que tenho algumas dificuldades em perceber todo este espectáculo politico:

- Ele é crise mundial;
- Ele é ataque ao euro;
- Ele é crise na Grécia;
- Ele é mudança radical do contexto económico europeu;
- Ele é isto e aquilo;

Eu, que sou um leigo nestas matérias, alguém me explique:

Mas alguém acredita que o défice portugues tenha aumentado de menos de 3% para 9,3% apenas devido à crise?
Mas alguém acredita que o défice era mesmo de 3%?
Mas alguém acredita que o défice de 9,3% não resulta apenas dos milhões enviados para a Banca a fundo perdido para pagar luxos e desvairios de alguns?
Mas alguém acredita que o actual défice 9,3% não seja também do resultado do envio, ridiculo, de 2mil milhões de euros para a grécia, mais uma vez para pagar dividas que não são nossas?
Mas alguém acredita noutra coisa que não disto?

Ora se as empresas em Portugal não estivessem a fechar (pequenas/médias empresas), se as multinacionais não se estivessem a deslocalizar (depois de receberem milhões em ajuda do estado), de o desemprego diminuisse, de as prestações sociais de apoios as efectivamente desempregados (não aos desempregados por interesse), apoio à natalidade, baixa de impostos, aumento de vencimentos, etc. etc. etc.
Então sim ... agora não me venham com conversas da treta que é da crise ... não cortem com a mama à Banca ... às empresas públicas, às privadas que dominam a administração central, as pensões milionárias de professores, militares, juizes, e nunca vão ver o défice a diminuir, mas sim mais e mais medidas de austeridade.

Cumprimentos,
De Anonimo´s a 19 de Maio de 2010 às 19:34
Marco, Ok..

A Alemanha nao está como nós, a Holanda também nao.
Mandar pó "Mundial" é desculpa grotesca e denota ignorância.
... nao se ouve fallar na Suécia, na Eslovénia...veja o crescimento deste último país...p. ex..

Mentira, nao. Agora, nao!
De Marco a 20 de Maio de 2010 às 00:19

Vai-me desculpar se me intitular ignorante ... mas não percebi nada do que escreveu ... zero ...

Se me puder explicar, Obrigado.

passar de um défice de menos de 3% para os 9,3% em mês/mês e meio ou menos segundo o sr . primeiro ministro é no mínimo chamar estúpidos a muitos portugueses ... mais ... desculpar esse aumento com a crise dos outros pior ainda ...

Mais veremos para que vão servir estes 2 mil milhões de receitas extraordinárias ... se para enviar para a Grécia ... se para financiar o Aeroporto e TGV ... ou se para diminuir o défice ...

Cumprimentos,

Comentar post

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.connosco à mesa

Os nossos convidados

Dr. Miguel Horta e Costa

Eng. Cláudio de Jesus

Dr. Saúl António Gomes

Dra. Isabel Damasceno 

Prof. Júlio Pedrosa 

Cor. Valente dos Santos

 

Os nossos leitores

Ana Rita Sousa

Carlos Sintra

 

O nosso email

 

Siga-nos 

 

.podcast


Curvas do Livramento

oiça os nossos debates

Ed. Zero

Edição 1 - 04/Jun/009

Ed. 1.1 Europeias

Ed. 1.2 Autárquicas

Ed. 1.3 Casamentos Gay

Edição 2 - 30/Jun/009

com Clarisse Louro

Ed. 2.1 Pós Europeias

Ed. 2.2 Legislativas

Ed. 2.3 Autárquicas

Ed. 2.4 PMós 2º Clarisse Louro

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.Últimos Comentários

Special thanks to MrCosmos
The Feedburner expert

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.Quiosque

diários

semanários
  regionais
 
   

.Filme recomendado

 

 

Trailer

 

 

 

.Leitura em curso


A Revolução dos Cravos de Sangue

de Gerard de Villiers

Estamos em Portugal, no rescaldo do 25 de Abril, e Lisboa é um tabuleiro de xadrez onde CIA e KGB jogam uma partida mortal. Os serviços secretos americanos, desesperados por apenas terem sabido do golpe de Estado através dos jornais, esforçam-se para impedir que Portugal caia nas mãos do comunismo. Do outro lado, a KGB tem em mente um plano diabólico e põe em campo os seus melhores agentes. É então que um golpe de teatro promete desequilibrar esta guerra fria. Natália Grifanov, mulher de um poderoso coronel da KGB, está disposta a passar para o Ocidente e a relatar todos os segredos que sabe. Para organizar essa deserção a CIA escolhe o seu melhor agente: Malko Linge. Mas nem ele conseguirá levar a cabo esta missão sem evitar danos colaterais. E é então que, nas ruelas de Alfama e nos palácios da Lapa, entre traições e assassinatos, a Revolução dos Cravos mostra a sua outra face.

E, acredite, não é bonita!

Um thriller soberbo e original, passado no pós 25 de Abril de 1974.


Saida de Emergência

.Contador de visitas

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds