Quinta-feira, 20 de Maio de 2010

Ressaca

Estamos a viver uma semana de ressaca. Diria que de muitas ressacas – dos festejos benfiquistas à visita do Papa – mas, fundamentalmente, da ressaca do anúncio das medidas de austeridade com que o governo, com a muleta do PSD, nos vai tornar a vida ainda mais difícil.

Uma ressaca, e reportando-me apenas à mais clássica, a simples herdeira de uma noite de copos com alguns excessos, não é coisa fácil, havendo mesmo especialistas que entendem que a melhor forma de a enfrentar é com o pêlo do mesmo cão. Como se diz na gíria: em cima de uma pôr-lhe outra, ou curar uma com outra!

Parece-me que é mesmo isso que está a acontecer e, como dizia a Ivone Silva na rábula da Agostinha e do Agostinho num velho programa da nossa televisão (sim, dessa tal!) – Sabadabadu, se não estou em erro –: está tudo grosso!

Ora vejam só:

O nosso impagável primeiro-ministro (PM) inicia a semana em Madrid a expressar-se em portuñol, aquela linguagem muito expedita com que, sempre solícito, o tuga tenta responder a nuestros hermanos quando lhe perguntam por um restaurante ou pelo melhor caminho para chegar a este ou aquele monumento. Só que não era exactamente a mesma coisa, era o PM de Portugal perante uma plateia internacional … que ria perdidamente. Poderia pensar-se que estariam todos a rir da estória do tango (nem sei o que será de menos bom gosto e mais deprimente) e da necessidade de dois para fazer o par. Mas não, toda aquela gente ria que nem bêbados (também eles) com toda a graça que tem um PM a expressar-se daquela maneira.

O INE divulga a taxa de desemprego no final do primeiro trimestre, situada nos 10,6% e correspondendo a um crescimento de 1,7% face ao período homólogo do ano passado. O mais alto nível de desemprego dos últimos 30 anos, com regiões a atingirem valores que entram claramente na red line de alarme, como a região Norte, com 12,6% ou o Algarve, com 13,2%. Nada que preocupe o PM, para quem não era sequer importante avisar que esses números irão subir ainda mais, mas sim a notícia do IEFP de que em Abril haviam menos mil desempregados inscritos nos Centros de Emprego, como se ninguém soubesse o que se passa com os seus ficheiros.

Entretanto o ministro das finanças dizia em Bruxelas que afinal as medidas de agravamento temporário de impostos, anunciadas para ano e meio, eram para manter até quando necessário. O que quer tão simplesmente dizer que no final de 2011 não teremos o deficit ao nível anunciado, porque, como é evidente, de tudo o que foi o tal acordo com o PSD, a única coisa que está quantificada é o aumento de impostos. De redução de despesas: nada! Nada está quantificado, pelo que, como sempre, o ajustamento de consolidação se faz apenas pelo lado da receita: pelos impostos que nos saqueiam!

O secretário de estado dos assuntos fiscais, depois secundado pelo ministro das finanças (como iremos ver agora é esta a política de comunicação do governo: um secretário de estado manda um bitaite, a ver se ninguém liga, depois vem o ministro e confirma-o e por fim, se houver necessidade, vem o PM e desmente, porque aí já ninguém acredita!) vem dizer que os aumentos do IRS têm efeitos retroactivos a Janeiro. Para além de inaceitável é inconstitucional, o que neste momento até nem quer dizer grande coisa. Pois, e lá veio o PM atabalhoadamente declarar falso alarme! Mas, claro, não dá para acreditar. Acreditem que não! Porque tecnicamente é impossível e creio mesmo que também ilegal.

Como aqui antecipava na semana passada – num texto publicado pouco antes do anúncio das medidas de austeridade – bastaram apenas dois dias para se ver que a terceira travessia não fora descartada. Era, como então dizia, apenas para europeu ver. Isto já não traduz apenas o desnorte do governo, com discursos contraditórios entre ministros e PM, traduz a falta de seriedade e de respeito pelos compromissos assumidos  com as instituições europeias e com o seu parceiro de diálogo.

A metodologia foi a mesma: começa pelo secretário de estado, logo no dia seguinte ao anúncio do seu cancelamento, passa pelo ministro da tutela, que logo no sábado garantia que a terceira ponte era mesmo para avançar e culmina na segunda-feira, com o pobre do ministro da economia a ver-se obrigado a confirmá-lo para, na entrevista à RTP – mais um exercício de delirante negação da realidade e de manifestas dificuldades de relação com a verdade – o PM vir dizer que o lançamento do novo concurso será adiado por seis meses, à espera que “a situação financeira internacional” o permita.

Sim, para o PM não há problemas no país, apenas e sempre uma crise financeira internacional. Para o PM os problemas existem num “mundo que mudou em duas semanas” e que, coitados, precisam da nossa ajuda. Para nós esta é apenas a primeira de muitas e muitas semanas de ressaca!

publicado por Eduardo Louro às 14:00
endereço do post | comentar | favorito
|
13 comentários:
De Pedro Oliveira a 20 de Maio de 2010 às 14:25
Para se curar uma bela ressaca é voltar a beber do mesmo, como tal nada como o campeonato do mundo para continuarmos bêbados! PORTUGAL,PORTUGAL!!
De RATAPLAN a 22 de Maio de 2010 às 09:46
depois da tolerancia de ponto - doce envenenado - a machadada final. os espanhois cortam na despesa publica. cá aumentam-se os impostos. se calhar seria de pensar em cortar nas despesas de representação dos senhores da politica, nos carros de luxos, na contratação de assessores e adjuntos perfeitamente dispensáveis...y otras cositas mas....
cá no burgo perfila-se mais um adjunto.... mas entretanto tem que se cortar nalguma coisa....
e depois arranjam-se subsidios para aqueles a quem já se retirou tudo!...mas tasse bem! vem ai o mundial.... e a malta eufórica vai assistir aos jogos e comemorar nas tasquinhas de s. pedro....eheheheheh
De Paulo Sousa a 20 de Maio de 2010 às 14:38
De bebedeira em bebedeira até à cirrose final...
De Eduardo Louro a 20 de Maio de 2010 às 14:46
As quintas-feiras têm destas coisas: é dia de conselho de ministros, cuja reunião vem terminando pouco depois das 14 horas, isto, é pouco depois da publicação deste já meu habitual post da quinta-feira. Pois bem o ministro das finanças acaba de esclarecer a questão do aumento do IRS. Tal como eu afirmava não é tecnicamente possível evitar a rectractividade daí que, como o ministro veio explicar, o que se faz é aplicar uma taxa que seja o resultado da anualização das novas taxas aplicadas a partir de Junho. Mas não deixa de haver rectroactividade, como toda a gente percebe.
De Pedro Oliveira a 20 de Maio de 2010 às 17:10
O mundo mudou há duas semans, mas o eleitor tuga, NÃO!
É bom que o PSD perceba rapidamente que está ser levado no tango...A partir de agora,dada a "mão" ao país,é tempo de vincar diferenças e mostrar caminhos alternativos ao abismo que nos querem guiar.

Sondagem SIC/EXPRESSO - PS 36,2 (+0.2) PSD 33 (+4.5) CDS 11.3 (-1.8)
BE 7.1 (-0.9) CDU 7.7 (-0.5) José Sócrates + 9.8 (+2.5) PP Coelho +13,7
(+3,1)
De Rafael Marcelino a 20 de Maio de 2010 às 17:45
País dos quatro Fs.= Fátima, Futebol, Fado e Feriados e tudo agora com a Benção do Papa.
A vaca secou e da outra quem quiser leitinho tem de tratar bem da vaca.
Quando nos tempos do Cavaco como PM se iniciou a era com as Carradas de dinheiro da UE a enriquecer uns tantos Novos -ricos nunca ninguém imaginava que um dia alguém ia pagar tudo. Chegou a a hora com a desculpa de ter sido isto e aquilo.
Mas continua bem para muitos. Essa a que é essa. Ainda não ouvi dizer que retiraram as regalias a um homem que nada produz para a nação (reformado com 40-Mil euros mês). Falo do Jardim Gonçalves que tem 40-Seguranças privados e um Jacto privado.
Tudo há conta do BCP-Millénio e vieram ontem os Manegers dos Bancos pedir restricões e cortes-dificuldades nos empréstimos etc etc e quando apresentam lucros fabuosos.Alguém entende isto???
Já sei..É inveja
Ricardo Salgado (BES)sabe como é...
De Marco a 20 de Maio de 2010 às 21:59
Sr. Rafael ... tudo à conta do BCP não .. tudo à conta do défice de 9,3% se é que me fiz enteder ...
De Rafael Marcelino a 20 de Maio de 2010 às 22:14
Caro Marco. isso.. isso. Tudo em razão do bom nome do tal chamado défice. Somos(?) pobrezitos mas emprestamos Milhões de Euros a outros corruptos como (nós).Sustentam-se Mafiosos com regalias e pensões douradas.
E afinal que é ou foi feito do Dias Loureiro?! ainda mexe?!
O velhote (OC-BPN))a que entrou para a grelha mas logo que ameaçou dar com a lingua nos dentes, saltou DL, mas como outros o temeram e para acalmar o homem deram-lhe a prisão(?) domiciliária.
Santa familia.

calar bocas e
De Marco a 21 de Maio de 2010 às 12:01

Porque é que os senhores dos bancos andam tão caladinhos ????

Porque efectivamente são eles que tê grande quota de culpa nisto ...

Ah não ... estou enganado, segundo o arrogante Sérgio Sousa Pinto ontem na RTP1 a culpa do défice de 9,3% foi do ataque violento das agencias internacionais ao euro ... desculpem estava enganado ...

De Rafael Marcelino a 20 de Maio de 2010 às 22:19
Deixe-me dizer-lhe que agora vou ver na TVI através da Net uma corrida de Toiros em que até aqui o elememto mais sério é o Toiro.
Cumpts.
De Rafael Marcelino a 20 de Maio de 2010 às 17:48
Não esquecer que vem aí o Mundial de Futebol e logo depois as férias. A Agência Abreu está esgotada para destinos dourados.
De Anonimo´s a 21 de Maio de 2010 às 16:32
Para que conste:

O Eurostat publicou recentemente um fascículo com estatísticas das finanças públicas desde 1996. Não sendo surpreendente, é arrepiante perceber que dos países periféricos do euro Portugal foi o que mais deteriorou a sua posição orçamental.

De facto, a posição financeira líquida do Estado português foi a que pior se comportou entre os periféricos (Portugal, Espanha, Grécia, Itália e Irlanda) de 1996 a 2009, com uma variação de -30,6 p.p. contra -5,7 da Grécia e variações positivas da Espanha, Itália e Irlanda. A Dívida Pública directa das administrações públicas (excluindo dívida não financiável autonomamente pelo ao sector empresarial do Estado e a inerente às PPPs) foi a que mais cresceu, 16,9 p.p., contra 15,7 da Grécia e reduções na Itália e em Espanha (-14,2 p.p.).

Um doce para saber quem foram os governos!...(aprendi esta com os recentes exames...)
De ANTI-Centro- a 22 de Maio de 2010 às 10:47
É óbvio que foi o PSD / PS . Como seriam outros. O problema é antropologico. E nao dos partidos (meras consequencias do ser gregário tuga).

Comentar post

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.connosco à mesa

Os nossos convidados

Dr. Miguel Horta e Costa

Eng. Cláudio de Jesus

Dr. Saúl António Gomes

Dra. Isabel Damasceno 

Prof. Júlio Pedrosa 

Cor. Valente dos Santos

 

Os nossos leitores

Ana Rita Sousa

Carlos Sintra

 

O nosso email

 

Siga-nos 

 

.podcast


Curvas do Livramento

oiça os nossos debates

Ed. Zero

Edição 1 - 04/Jun/009

Ed. 1.1 Europeias

Ed. 1.2 Autárquicas

Ed. 1.3 Casamentos Gay

Edição 2 - 30/Jun/009

com Clarisse Louro

Ed. 2.1 Pós Europeias

Ed. 2.2 Legislativas

Ed. 2.3 Autárquicas

Ed. 2.4 PMós 2º Clarisse Louro

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.Últimos Comentários

Special thanks to MrCosmos
The Feedburner expert

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.Quiosque

diários

semanários
  regionais
 
   

.Filme recomendado

 

 

Trailer

 

 

 

.Leitura em curso


A Revolução dos Cravos de Sangue

de Gerard de Villiers

Estamos em Portugal, no rescaldo do 25 de Abril, e Lisboa é um tabuleiro de xadrez onde CIA e KGB jogam uma partida mortal. Os serviços secretos americanos, desesperados por apenas terem sabido do golpe de Estado através dos jornais, esforçam-se para impedir que Portugal caia nas mãos do comunismo. Do outro lado, a KGB tem em mente um plano diabólico e põe em campo os seus melhores agentes. É então que um golpe de teatro promete desequilibrar esta guerra fria. Natália Grifanov, mulher de um poderoso coronel da KGB, está disposta a passar para o Ocidente e a relatar todos os segredos que sabe. Para organizar essa deserção a CIA escolhe o seu melhor agente: Malko Linge. Mas nem ele conseguirá levar a cabo esta missão sem evitar danos colaterais. E é então que, nas ruelas de Alfama e nos palácios da Lapa, entre traições e assassinatos, a Revolução dos Cravos mostra a sua outra face.

E, acredite, não é bonita!

Um thriller soberbo e original, passado no pós 25 de Abril de 1974.


Saida de Emergência

.Contador de visitas

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds