Segunda-feira, 12 de Outubro de 2009

Porque se perdem eleições que são,aparentemente, faceis de ganhar?**

** escrevi este texto no dia 7 deste mês, depois do que aconteceu em alguns locais no nosso País, ontem, faz todo o sentido "puxá-lo", para nova discussão sobre a temática.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Penso que não direi nada de novo se disser que o PSD teve tudo para ganhar as eleições do passado dia 27 de Setembro e não as ganhou porque pensou que não era preciso fazer nada, bastava deixar passar o tempo.

Perdeu as eleições porque não percebeu o povo, não lhe enviou uma mensagem clara que indicasse um novo caminho, um caminho diferente, para melhor, que o escolhido pelo PS.

O PSD não foi capaz de fazer o balanço do que foram estes 4,5 anos e deixou-se levar na conversa socialista.

Mais do que ter um projecto alternativo, é necessário que quem elege os seus representantes sinta confiança na mudança, que  mudar vale mesmo a pena.

Entrar no jogo do adversário e basear a campanha eleitoral em questões "laterais" contra o opositor é passar um atestado de menoridade a quem votou nesse mesmo adversário e, as pessoas não gostam que coloquem em causa o seu voto por essa via.

As pessoas gostam de ser bem tratadas, que lhes perguntem o porquê da sua decisão em eleições anteriores e o que  faz mudar o seu sentido de voto.

Antes de se partir para qualquer acto eleitoral, é preciso perceber porque se perderam ou ganharam as anteriores, é necessário ter a humildade para ouvir as pessoas, aqueles que votam, e não só as elites que definem estratégias.

O PSD perdeu as eleições e vai perder mais se não quiser perceber porque é que as pessoas votam no PS e achar que o povo se deixa ir, só, nas "minis e porco no espeto".

O povo é sábio e soberano, todos os dias nos dá lições, é preciso é querer aprender a ouvir.

Domingo, 11 de Outubro de 2009

Porque a noite é nossa...

...dos eleitores,de quem vota!

O Vila Forte é um blog que passou largamente as fronteiras dos limites do concelho de Porto de Mós, daí que nesta noite de eleições autárquicas fazemos o convite a todos os nossos amigos para aqui virem comentar o que se passa no seu distrito,no seu concelho, na sua freguesia, na sua terra em termos eleitorais. As eleições autárquicas traduzem na plenitude todos os ideais de "Abril", cada pessoa vale um voto, cada voto conta para o nosso futuro.

A nossa cobertura será tanto mais extensa e intensa quanto os vossos contributos em forma de comentários, as consequências e análises das eleições vêm a seguir, por agora, e nas próximas horas queremos é saber estórias e resultados por esse País fora.

obrigado pela contribuição!! Viva Portugal, Viva a democracia!

Eleições09 - um balanço

Estando o pano quase a cair sobre o Blog Eleições09, é tempo de fazer um balanço final.

A oportunidade de participar neste projecto surgiu após algumas trocas de emails com o Prof. Carlos Santos. o convite surgiu no seguimento da vontade que havia em que o mesmo tivesse uma representação geográfica alargada do país, além de outros critérios relativos à abrangência partidária.

Gostei de ter estado numa da reuniões de preparação no IST, de ter conhecido pessoalmente o Paulo Querido do Público, o Luis Novaes Tito do blog a Barbearia do Senhor Luis, A Palmira Silva do blog De Rerum Natura e da Jugular, a Ana Matos Pires também da Jugular e o Nuno Gouveia do 31 da Armada, do Cachimbo de Magritte e do Papa Maizena, entre outros. Pudemos todos acompanhar os bastidores de um blog de projecção nacional e de pertencer ao Newsgroup Eleições09, onde circularam mais de 750 mensagens internas.

A minha participação resumiu-se às eleições europeias e foi com bastante pena que não postei sobre as legislativas nem sobre as autárquicas, em resultado da falta de tempo.

Foi uma experiência muito interessante e que serve também de prova de como é possível algo imaginado e criado em Porto de Mós, estar ao mais alto nível em termos nacionais. Perto do terceiro aniversário do Vila Forte esta é mais uma grande vitória dos editores deste blog, mas também desta nossa terra que é Porto de Mós.

 

Publicado também no Eleições09

Sábado, 10 de Outubro de 2009

Rindo e Reflectindo

Domingo, 20 de Setembro de 2009

Vox pop

Ontem, um Português anónimo na arruada do CDS-PP, de forma simples, mas muita clara, disse o que deve ser dito:

 

" em  vez de andarem a dizer mal uns dos outros, era bom é que se unissem a resolver os problemas do país e discutir ideias"

Sexta-feira, 11 de Setembro de 2009

Uma vergonha

Viva LeiriaHoje de manhã Leiria acordou com TODOS os cartazes de Isabel Damasceno mascarrados de tinta em cima da figura da candidata.

O processo eleitoral autárquico dentro do PSD de Leiria envergonha o partido: a providência cautelar, a vandalização da sede, o desvio de cartas, o incitamento ao voto em branco e agora esta situação não dignifica a democracia no nosso distrito em geral e da cidade de Leiria em particular.

Já não bastava  a cena dos cartazes de Salgueiro...

Uma Vegonha.Como cidadão sinto que este país está a andar para trás no que diz respeito aos valores que definem uma sociedade civilizada nos tempos modernos.

Quinta-feira, 10 de Setembro de 2009

A informação e o debate nunca são demais

Fiquei agradavelmente surpreendido ao entrar no site da CINCUP e ter verificado que lá estava um link para o "blogue autárquicas2009" .Desta forma a CINCUP adere à blogosfera para informar e dar oportunidade a quem queira opinar sobre o processo eleitoral em Porto de Mós.

Que este projecto "blogosférico" da CINCUP não se esgote no dia 12 de Outubro, é o desejo da equipa do Vila Forte.

Terça-feira, 8 de Setembro de 2009

Não gostei...

... de ver Manuela Ferreira Leite na Madeira no carro oficial, do estado, em campanha eleitoral, não gostei de ver que o motorista que conduzia o carro oficial, era o mesmo que conduzia outro carro, à tarde, que não o  do estado e que Manuela Ferreira Leite não tivesse mais cuidado com estas questões.

Gostei que MFL falasse, e bem, sobre a asfixia socialista que todos sentimos, mas sobre o que se passa na Madeira considerasse o melhor exemplo de prática democrática, não gostei.

Eu já lá estive, a Madeira é fantástica não tem que ver com a Madeira de há 30 anos, mas em termos de bom senso e prática democrática não temos nada que aprender com Alberto João Jardim.

Era mais fácil não dizer nada sobre este assunto, mas foi o que senti ao ver as imagens de ontem. Foi um tiro nos pés que nos vamos habituando neste PSD.

Começo a dar, ainda mais, razão a aqueles que dizem que para o PSD era melhor que Manuela Ferreira Leite não saísse de casa.

A sondagem desta semana que dá ao PSD  5% de intenções de voto a menos do PS, não augura nada de bom para o País.

Eu sei que as sondagens para as Europeias falharam, mas era preciso um PSD que não cometesse erros de palmatória como os de ontem.

Quinta-feira, 3 de Setembro de 2009

Chegou a hora

Após 35 anos de Democracia  e desvarios gastadores chegámos ao ponto de termos um país endividado até "à raiz dos cabelos" e com indicadores de desenvolvimento pouco mais que medíocres, em relação aos nossos "colegas de turma". Afinal o que correu mal?

Poderia aqui fazer uma lista imensa, mas quando leio este e este texto, penso que fica tudo muito bem resumido.

Chegou a hora de parar de brincar aos projectos e passar á acção.Daí que a escolha de 27 de Setembro é decisiva, ir votar e não ficar em casa faz toda a diferença. O tempo não é de "narcisismos" e de esbanjamentos, é sim de trabalho e competência, nunca a diferença entre PS e PSD foi tão clara, nas ideias e no que cada líder se propõe fazer.

Nestes últimos 14 anos, 11 foram de governação socialista o resultado é claro, como tal não me restam dúvidas que votar PSD é o melhor para todos nós.

Terça-feira, 1 de Setembro de 2009

A democracia em Porto de Mós está mais pobre

 retirada da net

O CDS sempre foi uma força politica com representatividade nos orgãos municipais em Porto de Mós, ou com vereadores ou com deputados municipais, ou ambas as situações. Este ano, o famoso caso do "apartamento com a bandeira no estendal", foi inicio do fim do CDS (em minha opinião), como partido em Porto de Mós, pois esse caso veio demonstrar que o CDS, hoje, não consegue mobilizar os seus simpatizantes.

Acredito que haja muito democrata cristão que se sente neste momento perdido e que encontre no PSD e PS um porto de abrigo politico.

ESTA noticia só vem reforçar esta minha opinião.Pessoalmente, acho que perde Porto de Mós e  a democracia Portomosense.

Segunda-feira, 31 de Agosto de 2009

Melhor Deputado da Assembleia Municipal de Porto de Mós **

Tendo como exemplo ESTA votação, achei que podíamos fazer o mesmo em relação aos deputados municipais que tiveram melhor prestação nesta legislatura. Para recolha dos nomes a votar contactei, via SMS e mail, alguns dos meus amigos e conhecidos em Porto de Mós, que têm opinião formada sobre o assunto, a quem agradeço a colaboração e envio dos nomeados.Todas estas "eleições" são subjectivas, mas penso ser interessante sabermos quem se destacou pela positiva nestes 4 anos, já que do mau que se foi passando já nós sabemos, e foi referenciado como um gande lamento pela maioria dessas pessoas. O VilaForte também quer, assim, contribuir para a valorização deste orgão e das pessoas que se destaram por lutar, de forma correcta e cordeal, pelo que acreditam ser melhor para o nosso concelho. Os nomes que foram mais referenciados e que vão merecer o nosso voto  para a eleição DO deputado municipal foram :

 

Pelo PSD: António Pires

Pelo PS:  Fernando Amado

 

A caixa de comentários está ao vosso dispôr para a eleição do melhor deputado da Assembleia Municipal Portomosense.

 

p.s: Os nomes de Gisela Rosa, António José Teixeira e Fernando Matos, do PS ; de Luís Malhó, Carlos Venda e Jorge Vala do PSD, também tiveram mais que uma referência, o nome da deputada Antonieta Mariano (CDS) também foi referenciado por um dos meus contactos.

 

** sexta-feira será anunciado o vencedor da votação

Domingo, 30 de Agosto de 2009

A campanha está no ar - #2

Para além do lixo nas bermas, a forma como reagimos positivamente ou não ás inverdades das campanhas eleitorais, de quem vai a votos, também é um bom "barómetro" da maturidade civica e democrática de um povo. Já aqui repudiámos a vandalização de um cartaz de João Salgueiro, pelo que soube,hoje, mais um foi vandalizado na Ribeira de Baixo.

 

Em vez desta mostra  de um comportamento menos civico perante uma campanha feita de pouca seriedade politica, que tal serem colocados uns cartazes ao lado com o seguinte teor: Sr. Salgueiro, não cumpriu porque não fez isto, isto e ainda mais isto.Não cumpriu porque nem sequer fez nada. Não cumpriu porque não prometeu nada para esta terra. Ou então um simples: Se cumpriu dê a vez a outros que façam melhor porque o que cumpriu é insuficiente para nós!

Sexta-feira, 28 de Agosto de 2009

Programa eleitoral PSD

Ontem foi apresentado o programa eleitoral do PSD às eleições legislativas, é um programa de ruptura com as politicas do PS com vista a aumentar a competitividade do país e terminar com lutas estereis, em determinadas áreas, que em nada beneficiaram o país. Pode ser lido AQUI. O discurso de apresentação com todos os detalhes pode ser visto no link: Manuela Ferreira Leite - Politica de Verdade

Sábado, 22 de Agosto de 2009

Eles falam falam, mas não acontece nada

Os politicos dizem à boca cheia que os cidadãos deviam participar mais na vida politica das suas terras, envolverem-se mais no que é seu, tudo muito bonito, tudo muito certo o pior é que na prática, tudo fazem para que os cidadãos tenham que ir bater á porta dos partidos se querem participar activamente na vida politica da sua terra ou do seu país, senão vejamos:

Os movimentos de cidadãos para serem reconhecidos, como tal, têm que angariar mais de 12 000 assinaturas, aos partidos só lhe é exigido 7 500, os partidos estão isentos de IVA nas despesas campanha eleitoral ao contrário do que acontece aos movimentos e para cúmulo, nos boletins de voto não é permitido aos ditos movimentos qualquer simbologia que não seja um número romano.

Digam lá que não vivemos num país fantástico de gente também ela fantástica.

Terça-feira, 18 de Agosto de 2009

Comentários que merecem destaque

O nosso visitante Pedro Lopes, lançou um desafio em forma de comentário que, também, me parece interessante.Como tal, aqui fica em forma de pos't. A caixa de comentários está ao vosso dispor:

 

Era interessante neste espaço sentir a opinião das pessoas sobre os duelos entre candidatos para os diversos órgãos, dos dois principais partidos, em jeito de sondagem

Câmara Municipal

Julio Vieira / João Salgueiro


Assembleia Municipal

Virgilio Casimiro / Mario Pragosa


Juntas Freguesia:

Alcaria

Benvinda Januário / João Rosa

Alvados

António Pardal / Hermano Carreira

Arrimal

Manuel Amado / António Costa

Alqueidão da Serra

José Cordeiro / Rui Marto

Calvaria de Cima

Olimpio Pereira / Helder Paulino

Juncal

José Santiago / João Coelho

Mendiga

Arlindo Ferreira / Jorge Paulo

Mira de Aire

António Ferreira / Artur José

Pedreiras

Rogério Vieira / Vitor Semião

São Bento

Manuel Mena / Luis Cordeiro

São João

José Gomes / Manuel Bártolo

São Pedro

José Carlos / Luis Costa

Serro Ventoso

Carlos Venda / Carlos Amado

 

Curriculos há muitos

Recebo muitos curriculos, muitas das vezes chegam em tempos de oportunidade,mas a maior parte das vezes recebo-os dou uma olhadela e entrego-os ao departamento pessoal para arquivo interno. Muitos deles vêm cheios de experiências profissionais, várias actividades civicas, participação em muitas associações, muitos deles falta só dizerem que pertenceram a uma qualquer associação no infantário... . Outros, aqueles em que perco mais tempo fazem um resumo da sua experiência profissional e pessoal de uma forma objectiva, dizem o que fizeram quais eram os seus objectivos nesses locais, quais as mais valias que introduziram nas empresas e mostram trabalho de casa sobre a empresa para a qual estão a enviar o curriculo.Infelizmente há muitos a enviar curriculos extensos, mas sem "densidade", há muito menos a dizer o valor acrescentado que trouxeram nas organizações por  onde passaram seja em trabalho, seja de uma forma civica e social, muito menos são aqueles que sabem o que pretendem quando se candidatam a uma determinada empresa e/ou função.

Faço o paralelo na politica, parece que a credibilidade e saber o que se quer em determinado cargo público não podem ser colocados em causa, desde que o putativo candidato apresente uma lista de cargos ocupados ao longo da vida, maiores que a minha lista do "Continente", é um salvo conduto à candidatura... A convicção que sabe ao que se candidata, ter ideias concretas sobre a função, traçar objectivos, actividades para os atingir, nada importa, menos importa saber o resultado da passagem por tantas instituições, maior parte das vezes meras figuras decorativas que nada acrescentam ás organizações,mas... o que interessa é que não há instituição na terra, a nível regional e se possivel nacional que não tenha a sua "impressão digital".

E o que dizer então daqueles que são eleitos por um partido e votam em outro em eleições anteriores ou nas seguintes?

Curriculos há muitos...

Domingo, 16 de Agosto de 2009

Quando a cópia é melhor que o original

Quarta-feira, 22 de Julho de 2009

Vou de férias!Até quando eu não sei...

Vou de Férias e como estamos em época pré eleitoral deixo alguns dos meus textos que me marcaram em relação ao que penso sobre Porto de Mós e suas ,REAIS, potencialidades. Falei da importância da Banda Recreativa , escrevi sobre o que poderia ser uma aposta cultural no Concelho , dei a minha visão sobre a escola profissional , olhei para um parque tecnológico e não para um parque industrial , perguntei por uma estratégia para o concelho, falei sobre factores de competitividade: certificação qualidade, valorização recursos humanos , falei sobre formas de turismo , de  outros exemplos, lancei a ideia de uma Universidade em Porto de Mós , e entre muitos mais textos que escrevi sobre Porto de Mós (basta pesquisar por temas em : http://vilaforte.blog.com e http://vilaforte.blogs.sapo.pt ), realço o que escrevi sobre LIDERANÇA , factor critico de sucesso em qualquer organização.

 

Por fim deixo uma sugestão de leitura aos candidatos a Presidente de Câmara e Juntas de Freguesia de Porto de Mós, e que revejam as palestras dos Professores António Câmara e Júlio Pedrosa, organizadas pelo Vila Forte. Quem  conseguir entender a mensagem e levar à prática as  sugestões, estará mais próximo de melhorar a qualidade de vida dos Portomosenses, o que não tem acontecido até agora.

 

Boas Férias, até qualquer dia , por aí....

Sexta-feira, 10 de Julho de 2009

Gripe A e as eleições

«Passeatas nas ruas mais movimentadas das cidades, beijinhos distribuídos aos transeuntes, comícios com centenas de pessoas. O período das campanhas eleitorais é sempre marcado pelo contacto directo dos candidatos com os cidadãos. E os próximos actos eleitorais (legislativas e autárquicas) não serão muito diferentes. A não ser que a situação epidémica da gripe A (H1N1) evolua para um pico de crise aguda e, tal como prevê o Observatório Nacional de Saúde, sejam infectados 2,5 milhões de portugueses. Refira-se que a campanha eleitoral para as legislativas (27 de Setembro) começa no dia 12 e termina a 25, já no Outono. 
O especialista em saúde pública e membro da Direcção-Geral da Saúde, Mário Carreira, não tem conselhos especiais para dar à classe política que vai andar em campanha. Até porque não há certezas sobre a evolução do vírus em Portugal. No entanto, e perante a possibilidade de se assistir a uma epidemia, o médico alerta que o "convívio social aumenta o risco [de contágio]", notando que "as pessoas infectadas não devem estar em contacto com outras pessoas". 

 

Público, hoje

 

Será esta facto relevante para o desenrolar dos próximos actos eleitorais? Como serão umas eleições autárquicas com os candidatos a evitarem o público? Com os previsíveis avisos para se evitar a exposição ao exterior, o contacto telefónico, os media e a internet poderão ter um papel determinante na campanha. Que impacto isso terá no nosso concelho?

 

Especulemos.

Sexta-feira, 3 de Julho de 2009

Provavelmente a saída do euro pode ser uma hipótese

Daniel Bessa, ontem, esteve reunido com a industria dos moldes.Como sempre, foi esclarecedor nas suas opiniões.Disse claramente que a capacidade de Portugal não está em produzir, mas sim em sermos um grande centro de engenharia, ou  seja, que os industriais pensem como prestadores de serviços, acréscimo de valor, e não como produtores de produtos, pois assim estão a enviar mensagem errada para o mercado, a China é que produz, nós temos de vender engenharia, o caso da Efacec é paradigmático, cresce a cada 2 anos 100% e por cá, quase, só faz engenharia. Sobre a crise e o défice, foi claro que o défice real andará pelos 10 a 12 % em 2009.

Ficou no ar, ainda que não de forma explicita, que se calhar tinhamos mais a ganhar com a saída do euro e nova introdução do escudo, é que não há milagres e com a nossa divida externa estamos completamente estrangulados.

Fiquei a pensar no assunto e se calhar seria um bom tema de discussão na campanha para as legislativas, haverá coragem?

Segunda-feira, 29 de Junho de 2009

Já ninguém acredita em sondagens...

O Presidente Cavaco Silva, achou por bem, também, não confiar nas sondagens que tinha sobre  a preferência dos Portugueses em quererem as eleções no mesmo dia e vai daí, marcou as Legislativas para 27 de Setembro.

Quarta-feira, 24 de Junho de 2009

A entrevista

Manuela Ferreira Leite mostrou,há pouco, na SIC, que felizmente, aquilo que muitos dizem que votar PS ou PSD é mesma coisa, não é verdade, mais, demonstrou que o caminho se faz caminhando sem ziguezagues, que no fim se pode derrotar aquele "animal feroz", que  era invencível e que a receita de ter alguém igual  a ele para o derrotar é errada. Gostei da postura, das explicações e da aula de investimento público.Soube reconhecer aspectos positivos de algumas decisões deste governo, demonstrou que o PSD não é, neste momento "bota abaixista", que tem uma Senhora á frente dos destinos do PSD e que há outra forma de fazer politica que não seja através da demagogia fácil, propaganda e cacique gratuito.Relembrou que não é com os 50 000 militantes que se ganham eleições, mas sim com quem está fora do partido, falou que todos somos necessários para derrotar esta politica que nos está a empobrecer dia após dia e que não é com promessas sem valor que se faz politica.Ficou claro que com este PSD liderado por ela não há lugar a nacional porreirismos, mas sim com trabalho em prol de um País que não está condenado a ser pobre pela vaidade de quem o lidera.

Segui a moção de censura a semana passada, a entrevista de Sócrates na Sic, o debate de hoje e a entrevista de há minutos, sou social democrata, mas não alinho em carneirismos, como tal digo que durante esta semana fiquei completamente esclarecido sobre o que é o projecto PSD para o País e o projecto Sócrates, um projecto de um partido vs projecto de um Homem cada vez mais só, é tipo confundir a estrada da Beira com a beira da estrada, e ainda bem.Não tenho problema nenhum em assumir que em alguns momentos duvidei do caminho escolhido por esta liderança, hoje reconheço que me enganei, siga para Bingo.

Sinto-me empolgado para participar na vitória do meu PSD, este PSD.Obrigado Drª Manuela Ferreira Leite.

 

(também editado no eleições 2009)

Eleições no mesmo dia, Sim ou Não?

O debate sobre esta questão, no twitter e blogosfera, não pára. As opiniões são imensas e os argumentos são válidos de parte a parte, mas afinal o que é melhor para o País e para a Democracia?

Eu sinceramente acho que o melhor será as eleições ocorrerem no mesmo dia, podia ficar pelo argumento económico/financeiro e poupar 10 milhões de euros ( o custo de cada acto eleitoral), mas não vou ,só, por aí.

Pelo que tenho lido as duas eleições têm de ocorrer entre o dia 20 de Setembro e 11 de Outubro, um espaço de tempo insignificante e que na prática vai levar a que as campanhas se sobreponham, depois penso que dois actos eleitorais tão próximos fai fazer com que  a abstenção em uma delas,eleições, seja muito elevada, mais que o habitual: " ainda agora votei, vou ter que votar outra vez??!!!" , e por fim é minha opinião que os Portugueses já são democraticamente crescidos para saberem fazer a diferença entre uma coisa e outra.

Venham de lá esses argumentos prós e contra para animar a "festa".

Terça-feira, 9 de Junho de 2009

A análise que faltava

Perante os resultados eleitorais de Domingo, o xadrês cerebral da classe política e dos eleitores (os interessados) não tem parado de desenhar cenários.

Vejamos o seguinte:

O efeito ‘circulo único nacional’ beneficiou os partidos de menor dimensão como não aconteceria numas eleições legislativas. Este efeito pode observer-se por exemplo no Bloco de Esquerdam, onde o terceiro deputado europeu foi eleito in extremis, sendo que numas legislativas muitos dos votos neste paartido seriam perdidos nos circulos eleitorais. Já alguém simulou estes resultados numas legislativas?

A abstenção também favoreçeu os partidos com menos expressão como o BE e o PCP, pois têm um eleitorado mais fervoroso que não falta às eleições, coisa que não acontece com os partidos do poder. Tal facto explica o reforço do peso global destes dois partidos.

A abstenção também foi superior pelo facto de se tratar de eleições europeias, que são sempre as recordistas da não participação.

Assim, podemos dizer que nas legislativas:

- haverá uma maior participação eleitoral

- o centrão estará por isso mais representado

- o BE e o PCP terão um menor peso global na votação

- muito dos votos no BE e PCP serão ‘inúteis’ pois serão perdidos nos círculos eleitorais

Por isso, considero razoável que a o peso acumulado do PS e do PSD será bem maior nas próximas legislativas do que foi no passado Domingo.

Ora, escutando as vozes que dentro do PS recomendam e até exigem que o PS volte a ser a referência da esquerda portuguesa, vozes essas que receiam a dissidência de Alegre, pode dizer-se que cabe ao PSD aproximar-se a tornar-se atraente ao centrão.

Os resultados do PSD nestas eleições, assim como nas últimas legislativas, mostraram o peso do núcleo duro dos sociais-democratas, pois mesmo em condições difíceis (ora com Santana Lopes como candidato, ora numa luta desigual em termos orçamentais face à campanha realizada pelo PS e com todas a sondagens a falhar por defeito nas previsões) foram fieis ao partido.

O mesmo também se pode dizer do CDS-PP, onde este efeito ainda assume maior expressão.

Até que ponto se conseguirá fazer desta vitória uma mudança de ciclo, não sabemos, mas gostei de ouvir o discurso de Sócrates no Domingo à noite, quando disse que o eleitorado tinha mostrado o seu descontentamento, mas o PS iria manter a sua trajectória. Acho bem que o faça, pois dessa forma confirmará a sua trajectória descendente.

Assim nesta dinâmica acredito que basta que o PSD não faça asneiras para poder aspirar ao regresso, sozinho ou coligado, à governação dos destinos do país. Será que consegue?

Publicado também no Eleições2009

Sexta-feira, 5 de Junho de 2009

Vila Forte em Podcast no Eleições2009

Vila Forte debate as europeias em podcast.

Dia de reflexão

Amanhã é o dia de reflexão eleitoral.Na blogosfera questiona-se a utilidade do dia de reflexão e no twitter até se desafia o boicote a esse dia que nada significa segundo a maior parte dos internautas.Afinal para que serve o dia de reflexão quando mais de 60% das pessoas já decidiu que não vai votar e quem vai votar já sabe em quem vai dar, já que ainda não se pode vender,lol, o seu voto?

Para quê um dia de reflexão se a Campanha nada esclarece e em nada contribui para haver dúvidas?

E que tal antecipar a eleição em um dia e deixar a malta ir descansada para uma semana de férias?

 

(também editado no eleições 2009)

publicado por Pedro Oliveira às 16:32
endereço do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 3 de Junho de 2009

Assim não vamos lá

Eu e o Pedro Correia ficámos desiludidos, saiba porquê, AQUI!

publicado por Pedro Oliveira às 22:34
endereço do post | comentar | favorito
|

Tacada do dia

"Gostaria de Perguntar ao Dr. Vital Moreira se a sua tese de Doutoramento sobre a Casa do Douro ainda é válida ou também ele deu cambalhota sobre este tema e concorda com a postura do Governo em relação à instituição?" (jornal das eleições da Antena1)

 

Presidente da Casa do Douro relevando o facto de Vital Moreira ser o único cabeça de lista que ainda não visitou a Instituição.

 

(também editado no eleições 2009)

Querem lá saber!

Faltam 4 dias para as eleições e o que fica desta Campanha?

Infelizmente o que todos esperávamos ou ainda pior, digo ainda pior porque apesar de tudo, havia a esperança que a anunciada ,elevada, abstenção fizesse com que os candidatos fossem pelo caminho do esclarecimento do que estava em causa, a importância cada vez maior da UE nas nossas vidas e principalmente credibilizar a politica, os politicos e engrandecer a democracia. Mas não, o caminho foi o da troca de galhardetes, da arruaça, do conflito pessoal, do tirar partido dos "soundbites" de processos de investigação em curso, do despique parolo de quem tem jeito para quê, enfim está e vai ser uma campanha que vai contribuir mais um pouco para o distanciamento das pessoas da politica e dos politicos como as arruadas e pseudo-comicios têm demonstrado.

Tenho até a suspeita que "eles" se queixam, mas no fundo no fundo querem lá saber, e nós?

 

(também editado no eleições 2009)

Sexta-feira, 29 de Maio de 2009

O apoio a Durão Barroso

Sócrates já declarou o apoio a Durão Barroso, Vital Moreira não consegue avaliar o trabalho do Presidente da Comissão Europeia, os partidos mais à esquerda sendo do contra, sem dar alternativas, dizem que apoiar Durão Barroso é um exercicio de patriotismos bacoco,tendo à cabeça desta ideia o Sr. Dr.Mário Soares que quando quis ser Presidente do Parlamento Europeu não se importou muito com a questão de onde vinham os votos, mas tudo bem.

Neste momento o Parlamento Europeu só aprova ou não o candidato que vier dos governos dos 27, mas com o Tratado de Lisboa o Presidente da Comissão é eleito pela maioria dos que ocupam os lugares do Parlamento Europeu.Ora se o Tratado de Lisboa for ratificado por todos os membros até ao fim deste ano é importante que quem tem como Bom o desempenho de Durão Barroso e que se reveja nas propostas do PSD que vote dia 7 no PSD, pois está assim a aumentar a possibilidade de Durão Barroso ser re-eleito.

Como há muitos Socialistas que avaliam o trabalho do actual Presidente da Comissão como BOM e as ideias de Vital são nulas é provável que a re-eleição de Durão Barroso esteja quase garantida...

 

(também editado no eleições 2009)

Quinta-feira, 28 de Maio de 2009

A falta de jeito

Sócrates e o seu aparelho partidário arranjaram um novo slogan para Manuela Ferreira Leite,"não tem jeito para a politica", realmente estes Socialista preocupam-se muito com quem não tem jeito, mas enfim.

O que dizer então do Candidato Vital Moreira, parece um saco de areia de tanta "porrada" que leva, ele é o Miguel Portas a mandá-lo ir ler o tratado de Lisboa, ele é o Jerónimo a lembrá-lo que a Revolução da Educação não passa de barralhar tudo e tudo ficar pior e é ele próprio a tentar dar nas vistas, mas sem qualquer nexo.

Numa altura de crise profunda, em que as famílias estão endividadas e sem emprego, numa altura em que os Países estão com dificuldades orçamentais, o Senhor  Professor Doutor Vital Moreira um dia quer um novo imposto Europeu, ideia com barbas, mas que só falará dele, imposto, em concreto depois das eleições..., e no dia seguinte  já quer mais contribuição dos Países para o Orçamento Europeu.

O que o candidato Vital Moreira devia esclarecer é como é que se reforma a UE por forma a que o Orçamento Comum seja convenientemente distribuido e em que áreas estratégicas porque, caso não saiba, até houve devolução de dinheiro da UE referente ao ano de 2008.

Já para não falar do assunto "tabu", taxa de execução fundos comunitários concretizada pelo Governo PS.

Caso para dizer que em relação à falta de jeito estamos conversados.

 

(também editado no eleições 2009)

Quarta-feira, 27 de Maio de 2009

As comissões Parlamentares de Inquérito

Não sei qual é a vossa opinião, mas para mim as comissões de inquérito não passavam de encontros de Deputados onde se entretiam a discutir assuntos de relevante interesse, mas que nunca produziam nada, ou seja, as conclusões, quando havia,  não tinham consequência, as comissões não serviam para coisa nenhuma em termos práticos.

Felizmente que a comissão Parlamentar que está a tratar do caso BPN está  mostrar o contrário, que os Deputados estão realmente interessados em esclarecer o assunto e que querem mostrar serviço aos cidadãos/contribuintes. Para quem se interessa minimamente por politica e pensa que ser Deputado é um cargo nobre na luta pelos valores democráticos, sente-se satisfeito pelo trabalho realizado por esta comissão e se me é permitido, destaco o papel fundamental do Deputado Nuno Melo, tem sido incansável na tentativa de saber mais.

A transmissão ontem em directo da audição do sr. Oliveira e Costa foi um excelente contributo para a Democracia e esperamos todos que esta comissão seja o exemplo a seguir  para as próximas. É desta forma que se credibilizam as instituições e os politicos.

 

(também publicado no eleições 2009)

Terça-feira, 26 de Maio de 2009

Os comicios são do passado e os tempos de antena?

Ontem quando cheguei a casa o meu mais velho estava todo irritado, os 4 canais estavam a dar os tempos de antena, ás 19 horas.Ele não pode mudar para outros, pois lá em casa não há mais.Realmente era verdade todos estavam a cumprir a lei, mas meus senhores e minhas senhoras, os tempos de antena são uma seca e não cativam ninguém, são mais uma razão para aumentar, ainda mais, a abstenção.

Manuela Ferreira Leite, acha que os comicios são do passado, eu sinceramente também acho e não vale a pena Sócrates fazer disso cena de  filme dramático, basta ver quantas pessoas estiveram no,pequeno, Pavilhão do União de Coimbra no arranque  da campanha Socialista.

Os politicos têm de criar novas formas de comunicação, apelativas e eficazes, tempos de antena "seca" e pavilhões com meia dúzia de pessoas vindas de autocarro desta ou daquela freguesia do Portugal profundo,tipo "visita de estudo", é tapar o sol com a peneira e fazer de conta que tudo está bem,e não está.

 

(também editado eleições 2009)

Segunda-feira, 25 de Maio de 2009

Entrevista de Ilda Figueiredo ao Sol - curiosidades

Algumas incongruências na entrevista de Ilda Figueiredo ao semanário Sol.

Sábado, 23 de Maio de 2009

Já começou a campanha!

Acabo de assistir ao que considero um escândalo.A Campanha do governo, peço desculpa do PS, na manipulação dos "tempos de antena" e não foi na RTP.

O Jornal da Noite na SIC, começou com o comicio de Sócrates e Zapatero em Valência, Espanha, passados alguns minutos directo em Coimbra com discurso de Sócrates e depois do "perdidos e achados", novamente PS, agora com a "arruada" de Vital Moreira em Coimbra.

Começa bem esta Campanha Eleitoral!

Quinta-feira, 21 de Maio de 2009

Quem será o próximo ?

Parece que a moda pegou. Primeiro foi o Candidato Vital Moreira, na 3ª feira foi o candidato a canditado ao SCP, Dias Ferreira.Um dia destes uma das formas de ganhar votos será contratar uns "capangas", simular umas agressões e armar-se em vitima.

roubada aqui

publicado por Pedro Oliveira às 12:27

editado por Paulo Sousa às 08:37
endereço do post | comentar | É aqui que se vêem os comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 20 de Maio de 2009

Provavelmente os piores de sempre

Não sei qual é a vossa opinião, mas os cartazes/slogans destas Eleições Europeias estão ao nível do debate politico, fraquinhos, muito fraquinhos.Parece que a criatividade anda fugida dos partidos politicos e não é por falta de dinheiro, como sabemos. Por isso só posso concordar com esta análise da "Pronúncia do Norte".

    

 Nuno Melo

 

Segunda-feira, 18 de Maio de 2009

Leiria no eleições2009

Este facto merece destaque nacional.

publicado por Paulo Sousa às 00:10
endereço do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 7 de Maio de 2009

Parece que vai ser o fim do mundo

Desta vez Manuela Ferreira Leite não se pode queixar, todos viram e ouviram a entrevista com o Mário Crespo e ainda não pararam de falar nela, mais em concreto de um hipopético cenário de bloco central.

Sinceramente este alvoroço todo só se compreende porque estamos em periodo eleitoral,porque de resto; qual é o problema?

Sim,alguém me explique qual é o problema se a única forma de termos um governo de maioria for uma coligação PSD/ PS ?Estamos a falar do País ou de capelinhas?

Ou será que era melhor uma coligação tipo PS ou PSD/PCP ; PS ou PSD/BE , pois nem o PS nem o PSD podem fazer coligação com o CDS já que os 2% das sondagens não dá para fazer sonhar Paulo Portas.

Na prática não existe já uma divisão de cargos na Administralção Pública entre os dois partidos?Os outros estão com inveja é?

E que tal se parassem um pouco, lessem e vissem o que se passa com a Alemanha,coligação SDP e CDU?Já sei os gajos são Alemães e nós Portugueses.

Venham daí esses vossos argumentos a favor ou contra.

Sábado, 2 de Maio de 2009

Onde estava Vital Moreira?

Foto retirada de  http://eleicoes2009.info/

Vital Moreira disse  que se lembrou do caso da Marinha Grande.Salvo as devidas diferenças, nós Portugueses não nos esquecemos de que lado estava  nesta altura da sua vida.   Sentiu na pele , literalmente, o que nós Portugueses pensamos dos viracasacas!!

 

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.connosco à mesa

Os nossos convidados

Dr. Miguel Horta e Costa

Eng. Cláudio de Jesus

Dr. Saúl António Gomes

Dra. Isabel Damasceno 

Prof. Júlio Pedrosa 

Cor. Valente dos Santos

 

Os nossos leitores

Ana Rita Sousa

Carlos Sintra

 

O nosso email

 

Siga-nos 

 

.podcast


Curvas do Livramento

oiça os nossos debates

Ed. Zero

Edição 1 - 04/Jun/009

Ed. 1.1 Europeias

Ed. 1.2 Autárquicas

Ed. 1.3 Casamentos Gay

Edição 2 - 30/Jun/009

com Clarisse Louro

Ed. 2.1 Pós Europeias

Ed. 2.2 Legislativas

Ed. 2.3 Autárquicas

Ed. 2.4 PMós 2º Clarisse Louro

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.Últimos Comentários

Special thanks to MrCosmos
The Feedburner expert

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.Quiosque

diários

semanários
  regionais
 
   

.Filme recomendado

 

 

Trailer

 

 

 

.Leitura em curso


A Revolução dos Cravos de Sangue

de Gerard de Villiers

Estamos em Portugal, no rescaldo do 25 de Abril, e Lisboa é um tabuleiro de xadrez onde CIA e KGB jogam uma partida mortal. Os serviços secretos americanos, desesperados por apenas terem sabido do golpe de Estado através dos jornais, esforçam-se para impedir que Portugal caia nas mãos do comunismo. Do outro lado, a KGB tem em mente um plano diabólico e põe em campo os seus melhores agentes. É então que um golpe de teatro promete desequilibrar esta guerra fria. Natália Grifanov, mulher de um poderoso coronel da KGB, está disposta a passar para o Ocidente e a relatar todos os segredos que sabe. Para organizar essa deserção a CIA escolhe o seu melhor agente: Malko Linge. Mas nem ele conseguirá levar a cabo esta missão sem evitar danos colaterais. E é então que, nas ruelas de Alfama e nos palácios da Lapa, entre traições e assassinatos, a Revolução dos Cravos mostra a sua outra face.

E, acredite, não é bonita!

Um thriller soberbo e original, passado no pós 25 de Abril de 1974.


Saida de Emergência

.Contador de visitas

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds