Sexta-feira, 28 de Maio de 2010

Futebolês #29 Meter o pé

Se na linguagem comum temos expressões como meter o nariz, meter a colher ou meter a mão, no futebolês temos a expressão meter o pé. Nada mais natural – dir-se-á – no futebol o normal será meter o pé! No futebol também muita gente mete o nariz … onde não é chamado, muita gente gosta de meter a colher e também se mete a mão, e de que maneira! Também se mete o pé na argola. E há quem ponha aqui o seu pezinho...Mas só e apenas meter o pé integra o vocabulário futebolês! Meter o pé significa determinação, garra, vontade de ganhar, persistência, ambição, raça

 Meter o pé está eminentemente ligado à disputa da bola, à disputa de cada lance, com coragem e sem medos. Como se fosse o último, com o vigor e a convicção de que será recompensado com a conquista da bola, afinal, como temos visto, a preciosidade mais disputada num jogo de futebol.

 Poderemos encontrar o tipo mais dotado que se possa imaginar para a prática do futebol – capacidade técnica e artística, como agora diz o Jorge Jesus, velocidade, potência de remate, colocação, etc – mas, se não meter o pé, nunca será jogador, jogador de top, bem entendido.

 Arriscaria mesmo a afirmar que meter o pé será, pela força com que arrasta e integra os grandes conceitos do futebol actual, a mais completa expressão do futebolês. Meter o pé não se limita a descrever a mera disputa de bola. Vai muito para além disso, para reflectir toda a dimensão psicológica do jogador: em particular o carácter e a força mental. A forma como mete o pé diz tudo sobre o comportamento social do jogador, isto é, sobre como ele se integra naquele microcosmos social que é a equipa, o grupo a que pertence. Se é alguém que sabe colocar os interesses colectivos acima dos seus interesses particulares ou se, pelo contrário, entende que os seus próprios interesses se sobrepõem aos de todos os outros. Se é alguém com inegável espírito de grupo e solidário, um entre pares, ou se, pelo contrário, é alguém egocêntrico e inchado de vedetismo.

Sendo o futebol um jogo colectivo, feito de um forte espírito de grupo, quem não meter o pé arrisca-se a ficar isolado do grupo, por desmerecer da solidariedade e da coragem dos restantes colegas, e a transformar-se num corpo estranho dentro da equipa. Esta é uma verdade cada vez mais verdade, uma verdade que cresce à medida que as dinâmicas de grupo se vão cada vez mais afirmando nas novas realidades do futebol, em que a dimensão humana, em toda a sua complexidade, é tratada ao mais alto nível pelas diferentes ciências postas ao serviço do desporto em geral e do futebol em particular.

 Meter o pé tem, por tudo isto, o seu quê de misterioso, quase como código de representação genética. Há jogadores que, chegada a hora, tiram o pé. E há os que metem a cabeça onde outros nem os pés metem! Há, evidentemente como em tudo, quem confunda as coisas e entenda que meter o pé é entrar a matar, varrer ou ceifar o adversário. Que vale tudo, à Bruno Alves ou à Paulinho Santos. Isso não é meter o pé, é ir com tudo: pés, braços, cotovelos, cabeça, enfim, com tudo o que estiver à mão! Isso não é impor respeito, é aterrorizar!

Meter o pé está ainda ligado a correr, dentro da mesma imagem de raça, de ambição, de agressividade e de espírito de sacrifício de que muitos jogadores fazem a sua imagem de marca. Raça, ambição, agressividade e espírito de sacrifício que, ao contrário de há bem poucos anos, é hoje indispensável nas grandes estrelas. O virtuosismo é apenas um plus que faz a diferença, mas só a faz depois de terem corrido ou trabalhado tanto como os outros. Como é um plus, mas que faz toda a diferença, transportar essa mentalidade para o colectivo e cada um dos membros do grupo. Que Mourinho faz como ninguém, como se viu com Etoo, a estrela que no Barcelona não corria, que já tudo tinha ganho, e que no Inter correu e defendeu no campo todo com a ambição de um principiante. E como se percebeu que iria, apesar de tudo, conseguir fazer com Balotelli. É, por tudo isso, o melhor e o mais ganhador treinador de futebol. Também por isso se pôde dar ao luxo de escolher o Real Madrid… bem antes do Real Madrid o escolher a ele!

 

publicado por Eduardo Louro às 08:00
endereço do post | comentar | favorito
|
Sábado, 22 de Maio de 2010

Rendam-se!!

"A Europa rendeu-se a José Mourinho"

A Bola

 

"Se engrandeció también la leyenda de José Mourinho, odiado por unos e idolatrado por otros, capaz de devolver al Inter a lo más alto. Él y la voluntad de unos jugadores que volvieron a ofrecer un recital de sacrificio, solidaridad, disciplina táctica y pegada, mucha pegada."

Marca

 

"Comme face au Barça et à Chelsea, José Mourinho a montré qu'il était le meilleur tacticien d'Europe et peut-être du monde."

L' Équipe

 

"A 30 anni la prima grande squadra e la prima finale: se questo è un debutto... E la sera di José Mourinho che festeggia piangendo la sua seconda Champions con due squadre diverse."

Gazzetta dello Sport

 

«Quero ser o único a conquistar a Champions em três clubes»

José Mourinho

 

Após mais uma final da Liga do Campeões, a equipa de José Mourinho, desta vez o Inter de Milão, voltou a vencer o que será o troféu de maior prestígio mundial para um clube de futebol.

A meio da tarde estive num convívio de família e, claro, o jogo do final da tarde e José Mourinho foram assuntos de conversa. Os detractores acusam-no de ser arrogante, de desprezar a língua portuguesa, entre muitas outras coisas. Fiz uma sugestão a quem não gosta dele: Vençam-no repetidamente e deixará de ser importante.

A ambição que o 'Special One' mostra ao afirmar que quer ser o único a conquistar a Champions em três clubes diferentes, alimenta o ódio que lhe têm, mas também a admiração a outros. E pergunto: alguém dúvida que o irá conseguir?

O nosso país precisa de líderes que não se resguardem atrás do xadrez calculista da política, mas que não tenham medo de correr riscos, e dessa forma sejam exemplo para o portugueses. Encolhidos não resolveremos a nossa situação. É pena que José Mourinho não tenha optado pela política.

tags:
Quinta-feira, 29 de Abril de 2010

DEFENDER os interesses do país....

foto,via albergue espanhol

tags:
Quinta-feira, 11 de Fevereiro de 2010

Gente Especial

Enquanto por aqui passávamos uma semana bem à portuguesa, preenchida de tudo aquilo que faz de nós um caso à parte onde quer que seja e cheia de tiros no pé, não muito longe e ainda no sul desta Europa, um sul que nos mapas que vamos vendo se vai desprendendo e já tratado por PIGS* (podiam chamar-lhe por ovelhas ranhosas mas arranjaram maneira de tratar por porcos), em Itália, José Mourinho fazia questão de reafirmar que é realmente especial, seja the special one ou lo speciale, bem diferente destes seus compatriotas que por cá se iam entretendo com disparates, palermices e murros.

Quem acompanha estas coisas da bola sabe que ele tem lá no Inter de Milão um rapaz de pouco mais de 20 anos que é uma das grandes promessas do futebol italiano. Por acaso, e é apenas uma curiosidade, porque não é de todo comum, é um italiano negro. Dá-se pelo nome de Balotelli e vem sendo um autêntico quebra-cabeças para lo speciale. Uma relação que tem sido tudo menos fácil mas que ele sabe ter que gerir da melhor forma para não perder nem desvalorizar um activo de elevado potencial.

Numa sessão de apresentação pública de uma contratação de Inverno, um jovem chamado Mariga contratado ao Parma, Mourinho tecendo elogios à inteligência do seu novo jogador referiu que quem treina diariamente com o Zanetti e o Cambiasso (dois veteranos jogadores argentinos da equipa, pelos vistos profissionais exemplares) se não melhora é porque só tem um neurónio. Não era o caso deste jogador, que tinha milhões, conluia em consonância com os elogios que já fizera à sua inteligência.

Toda a gente percebeu que aquilo era uma mensagem para o rapaz que lhe dá cabo da cabeça: Balotelli. A forma que ele tinha encontrado para, sem referir o seu nome, lhe dizer que andava a tomar atitudes pouco inteligentes e que precisava de arrepiar caminho.

Isto passou-se na sexta-feira. No sábado, na conferência de imprensa de antevisão do jogo de domingo, toda a imprensa o interroga, interpretando a mensagem do dia anterior, sobre o caso Balotelli. Responde que a única interpretação que a imprensa pode fazer é esta: “quando fui buscar o meu filho à escola, alguns pais agradeceram-me pelo facto de os filhos terem chegado a casa e perguntado o que é um neurónio. Foi a minha contribuição para ajudar miúdos de 8 e 9 anos a perceber o que é um neurónio”.

Delicioso! Está aqui tudo, acho eu! Inteligência emocional, liderança, gestão de conflitos, comunicação…

E, comparando com o que ao mesmo tempo por cá se passava, temos de concluir que precisávamos de mais portugueses assim. Gente desta. Especial!

 

 

* Evidentemente que, podendo ler-se pigs – “porcos” –, a sigla não é inocente: Portugal, Italy, Greece and Spain.

 

Segunda-feira, 23 de Março de 2009

Doutor Mourinho

 

mourinho

 

 

Doutor Honoris Causa pela Faculdade de Motricidade Humana, a Faculdade que lhe deu os instrumentos para triunfar na vida; o talento   já morava com ele.

O resto da história já todos conhecemos.

tags:

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.connosco à mesa

Os nossos convidados

Dr. Miguel Horta e Costa

Eng. Cláudio de Jesus

Dr. Saúl António Gomes

Dra. Isabel Damasceno 

Prof. Júlio Pedrosa 

Cor. Valente dos Santos

 

Os nossos leitores

Ana Rita Sousa

Carlos Sintra

 

O nosso email

 

Siga-nos 

 

.podcast


Curvas do Livramento

oiça os nossos debates

Ed. Zero

Edição 1 - 04/Jun/009

Ed. 1.1 Europeias

Ed. 1.2 Autárquicas

Ed. 1.3 Casamentos Gay

Edição 2 - 30/Jun/009

com Clarisse Louro

Ed. 2.1 Pós Europeias

Ed. 2.2 Legislativas

Ed. 2.3 Autárquicas

Ed. 2.4 PMós 2º Clarisse Louro

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.Últimos Comentários

Special thanks to MrCosmos
The Feedburner expert

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.Quiosque

diários

semanários
  regionais
 
   

.Filme recomendado

 

 

Trailer

 

 

 

.Leitura em curso


A Revolução dos Cravos de Sangue

de Gerard de Villiers

Estamos em Portugal, no rescaldo do 25 de Abril, e Lisboa é um tabuleiro de xadrez onde CIA e KGB jogam uma partida mortal. Os serviços secretos americanos, desesperados por apenas terem sabido do golpe de Estado através dos jornais, esforçam-se para impedir que Portugal caia nas mãos do comunismo. Do outro lado, a KGB tem em mente um plano diabólico e põe em campo os seus melhores agentes. É então que um golpe de teatro promete desequilibrar esta guerra fria. Natália Grifanov, mulher de um poderoso coronel da KGB, está disposta a passar para o Ocidente e a relatar todos os segredos que sabe. Para organizar essa deserção a CIA escolhe o seu melhor agente: Malko Linge. Mas nem ele conseguirá levar a cabo esta missão sem evitar danos colaterais. E é então que, nas ruelas de Alfama e nos palácios da Lapa, entre traições e assassinatos, a Revolução dos Cravos mostra a sua outra face.

E, acredite, não é bonita!

Um thriller soberbo e original, passado no pós 25 de Abril de 1974.


Saida de Emergência

.Contador de visitas

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds