Quarta-feira, 9 de Dezembro de 2009

TGV, uma outra visão

Se não houver uma mudança de posição por parte do governo, mudança essa que ponha fim à teimosia, e não importa que seja motivada por um espasmo de bom senso, ou imposta por algum organismo internacional, e parece que uma desgraça chamada TGV avança na nossa direcção à velocidade do dito.

Agora tornou-se público o facto do projecto não incluir o transporte de mercadorias, o que é mais uma machadada na já incrível rentabilidade e capacidade de retorno do projecto.

Recomendo a leitura do que João Carvalho pensa sobre este assunto.

tags:
Domingo, 6 de Dezembro de 2009

Posso estar a ver mal o filme,mas...

....quando penso nisto

e nisto

 

vem-me à cabeça esta megalomania e suas consequências

 

Mas é como digo, posso estar enganado....

 

imagens da net

 

 

Quarta-feira, 11 de Novembro de 2009

Ler os outros

E se o TGV estivesse fora de moda? Até em França?

 

Via Delito de Opinião

tags: ,
Quinta-feira, 5 de Novembro de 2009

Previsões! Optimistas?

A Comissão Europeia acaba de divulgar as previsões macroeconómicas para a União e, naturalmente, para Portugal. São previsões revistas em alta, mesmo para o nosso país!

A zona euro terá, este ano, uma quebra de 4%. Em economês, um crescimento negativo de 4%. Portugal, crescerá negativamente este ano 2,9%.

Até poderia parecer uma boa notícia, mas não é! Para 2010 e 2011 as previsões de crescimento apontam, respectivamente, para 0,75% e 1,5% para a zona euro e 0,3% e 1% para Portugal.

E isto não é só uma má notícia. É péssima! Continuaremos a divergir, a afastar-nos dos nossos parceiros europeus. Mas, pior ainda, com esse crescimento não é possível baixar o desemprego. Desemprego que, nestas mesmas previsões, não chegará a atingir, ao contrário do esperado, os dois dígitos. Isto é, ficará aquém da taxa de 10%. Mas será isto possível? Não será que essa taxa não foi já atingida?

Fica a sensação que alguém está a olhar para o desemprego com os olhos muito embaciados. Talvez seja por isso que esteja em curso uma revisão do conceito de pleno emprego. Desde meados da década de 90 que se institucionalizou a barreira dos 5% como taxa de desemprego de referência para o conceito (como se sabe o pleno emprego não existe como conceito absoluto, o desemprego é intrínseco ao próprio sistema). Está agora em curso uma revisão dessa taxa para 7%. Ou seja, aquilo que era uma taxa de desemprego preocupante há dois anos atrás querem agora os economistas que passe a corresponder ao conceito de pleno emprego!

Eu, que também sou economista, protesto! Não é a lavar a cara desta forma que se limpa o sistema e se resolvem os reais problemas da economia.

Para o deficit orçamental português também não há boas notícias. Que atinja, este ano, os 11% na Espanha, Grécia e Irlanda não serve de boa notícia para os nossos 8% (e não 5 ou 6, como vem dizendo o Ministro das Finanças). Se os 5% previstos para o próximo ano, no meio de tudo isto, até já nem nos espantariam, os 8,7% previstos para 2011 são dramáticos. Porque é um recorde que nos remete para o início dos anos 80, quando o FMI por cá andou (lembram-se?), e porque é este o ano que a União Europeia determinou para pôr fim ao regabofe que nasceu da crise internacional. Nesse ano regressarão os critérios de convergência, com o limite de 3% para o deficit. Que Portugal, como habitualmente, irá cumprir. E sabemos como! Com desorçamentação, o que quer dizer mais institutos, mais fundações… Enfim mais não sei quantos sacos azuis do Estado, com as consequências conhecidas!

A dívida pública também se agravará. Passará dos 66,3% do PIB de 2008 para 77,4% neste ano, para 84,6% no próximo e para mais de 91% em 2011, sempre bem acima do limite imposto pelos critérios da EU. Mas isto é falar da dívida pública porque, se falarmos de endividamento nacional, com os TGV´s, aeroportos e auto-estradas…

A festa está bonita, pá!

 

Terça-feira, 23 de Junho de 2009

Ler os Outros

Podem dizer o que quiserem, mas quem tinha razão ao advertir para os erros das "faraónicas" obras públicas era Manuela Ferreira Leite, o "jamé" de Sócrates quanto ao adiar do TGV e outros projectos deu num "vamos esperar pelas eleições"...

No "31 da armada" está um bom texto sobre o que disse, em tempo oportuno, Manuela Ferreira Leite sobre o assunto, AQUI.

publicado por Pedro Oliveira às 12:33
endereço do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

Riscado do mapa ou talvez não...

       

Sócrates não dá ponto sem nó, e ao "apadrinhar" a ideia do mundial de futebol em 2018, está a fazer com que seja inevitável a construção do TVG nos prazos que estão acordados desde 2003, entre Espanha e Portugal.Sendo assim, e se a candidatura conjunta for para a frente, esse será um dos pontos fortes do projecto, rapidez na deslocação de pessoas para as várias cidades dos dois países. Perante estes factos será que o TGV será riscado do mapa pelo PSD?

Em minha opinião só iriamos construir a linha Lisboa-Madrid, jamais  a de Lisboa-Porto, são euros  a mais para 10-15 minutos a menos do que temos agora .

Quem disse que bola e politica não andam de mãos dadas?

 

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.connosco à mesa

Os nossos convidados

Dr. Miguel Horta e Costa

Eng. Cláudio de Jesus

Dr. Saúl António Gomes

Dra. Isabel Damasceno 

Prof. Júlio Pedrosa 

Cor. Valente dos Santos

 

Os nossos leitores

Ana Rita Sousa

Carlos Sintra

 

O nosso email

 

Siga-nos 

 

.podcast


Curvas do Livramento

oiça os nossos debates

Ed. Zero

Edição 1 - 04/Jun/009

Ed. 1.1 Europeias

Ed. 1.2 Autárquicas

Ed. 1.3 Casamentos Gay

Edição 2 - 30/Jun/009

com Clarisse Louro

Ed. 2.1 Pós Europeias

Ed. 2.2 Legislativas

Ed. 2.3 Autárquicas

Ed. 2.4 PMós 2º Clarisse Louro

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.Últimos Comentários

Special thanks to MrCosmos
The Feedburner expert

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.Quiosque

diários

semanários
  regionais
 
   

.Filme recomendado

 

 

Trailer

 

 

 

.Leitura em curso


A Revolução dos Cravos de Sangue

de Gerard de Villiers

Estamos em Portugal, no rescaldo do 25 de Abril, e Lisboa é um tabuleiro de xadrez onde CIA e KGB jogam uma partida mortal. Os serviços secretos americanos, desesperados por apenas terem sabido do golpe de Estado através dos jornais, esforçam-se para impedir que Portugal caia nas mãos do comunismo. Do outro lado, a KGB tem em mente um plano diabólico e põe em campo os seus melhores agentes. É então que um golpe de teatro promete desequilibrar esta guerra fria. Natália Grifanov, mulher de um poderoso coronel da KGB, está disposta a passar para o Ocidente e a relatar todos os segredos que sabe. Para organizar essa deserção a CIA escolhe o seu melhor agente: Malko Linge. Mas nem ele conseguirá levar a cabo esta missão sem evitar danos colaterais. E é então que, nas ruelas de Alfama e nos palácios da Lapa, entre traições e assassinatos, a Revolução dos Cravos mostra a sua outra face.

E, acredite, não é bonita!

Um thriller soberbo e original, passado no pós 25 de Abril de 1974.


Saida de Emergência

.Contador de visitas

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds