Quinta-feira, 19 de Março de 2009

Pais,filhos e a escola

Hoje é o dia do Pai, “ontem” foi o dia da Mulher, “amanhã” será o dia da mãe e a “semana passada” foi o dia dos namorados, sem querer colocar em causa, se calhar até quero, estas efemérides, o que me preocupa mesmo são os filhos.
A Irene Pereira conta no seu “tanto de mim” uma “cena” que retrata bem ao que chegámos em termos de educação:"Não vim mais cedo, nem me tenho importado com nada, nem os testes tenho querido ver, porque já sabia que era assim e não me apeteceu chatear..." . Uma mãe perante o cenário de 6 negativas do próprio filho que nem as notas foi levantar à escola.
Esta semana "toda" a gente se insurgiu com o facto de uma comunidade cigana ter os seus filhos num contentor a ter aulas com currículo alternativo e tentando que assim eles, os ciganos, tenham o mínimo de aprendizagem e  poderem serem socialmente mais capazes.
Aqui del Rei que deviam estar com os outros, mesmo que prejudicassem a evolução dos outros e que não aprendessem nada, o que interessa é que se misturem. Esse é o supremo interesse nacional, agora aprenderem, o que é isso?
Eu pessoalmente, lamento só o facto das instalações, de resto estou de acordo. Será que não é mais proveitoso para todos, cada classe aprender à sua velocidade, com as suas características?
Depois, há os recreios e a hora do almoço para brincarem juntos. Os pais estão de acordo, os meninos e os professores também a pseudo elite pensante deste país está contra. Bem-dito sociólogo, não recordo o nome, que ouvi na terça-feira na Antena 1, a elogiar esta situação.
O meu filho anda no 5º ano, chegado ao segundo período anda desmotivado: “Os testes são fáceis e os meus amigos só se preocupam em ter satisfaz, dizem que chega e assim nem é preciso estudar”.
Em casa tentamos compensar esta desmotivação, falando com ele e fazendo com que quando tem trabalhos se dedique como tem acontecido com a área de projecto e educação cívica, mas não é fácil ver que o nivelamento da turma está a ser feito por baixo e que estes alunos correm riscos de chumbar em anos seguintes.
Como representante dos pais da turma, falei com os professores que me dizem que em 27 alunos da turma, há 5 bons e muito bons e, 22 que vão do fraquinho ao menos mau, que não podem separar esses 5 dos outros e como tal, e apesar de saberem que estão a prejudicar os 5, têm de fazer os testes para o nível da turma.
Esta semana na Reunião da Associação de Pais, uma mãe de outra turma queixou-se do mesmo e colocou uma pergunta: Que pessoas quer a escola formar?
E explicou: é que vejo que a escola em vez de incentivar os  alunos a estudar, trabalhar e dar-lhes valores de esforço, incute neles o facilitismo e que o que conta é passar. Não era possível fazer turmas com diferentes níveis?
Gerou-se uma conversa entre pais e foi notório, até porque na Associação estão os pais mais interessados, que algo tem de mudar na escola, não é possível termos uma escola pública que promove o deixa andar e que os melhores sintam que o seu esforço não é valorizado.
Pensei na ideia e lembrei-me da ATEC que falei há tempos.
A ATEC é uma escola profissional que fica no Parque industrial da Auto-Europa, ao longo do tempo foram verificando que havia um grande desnivelamento dos alunos em Português e Matemática e então solucionaram o problema da seguinte forma: todos os alunos fazem um teste diagnóstico de Português e Matemática e perante o resultado criam turmas por níveis.Naquela escola, à mesma hora todos têm essas disciplinas porque nas outras podem ser, e são, de turmas diferentes. Assim,por exemplo, todo 9º ano tem no dia X  e na hora y Português e noutro dia e noutra hora Matemática. Os resultados foram surpreendentes, os mais fraquinho evoluíram muito e rápido, os melhores estão melhores devido ao nível de exigência empregue pelos professores.
Porque não se faz o mesmo na escola pública?
Deve ser por causa da discriminação !!
Como Pai o que queria é que TODOS os Pais se interessassem pela escola, pelos filhos e que fossem mais exigentes e críticos com o que lhes dão.
Bom dia do Pai a todos.

publicado por Pedro Oliveira às 07:46
endereço do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds