Domingo, 5 de Outubro de 2008

Onde não está a verdade

Depois de ter garantido que as reformas dos portugueses não serão “jogadas na bolsa”, referindo-se às propostas do PSD, Sócrates mostrou désdem pelo mercado de capitais que, como já assumiu não conhece bem, e não conhece bem ao ponto de ignorar que os PPR públicos lançados este ano pelo seu governo, basearem o seu funcionamento nesse mesmo mercado de capitais. Será mesmo assim, ou pelo contrário temos de considerar qual o público a que se dirigia no nessa declaração, que era nem mais nem menos que a esquerda do seu eleitorado?

Após as declarações, talvez verdadeiras mas em tom alarmista, de Manuel Pinho quando disse que “o mundo da prosperidade acabou”, Sócrates veio tranquilizar os portugueses, garantindo que as famílias portuguesas com poupanças podiam estar tranquilas apesar da crise financeira global, e sublinhou a capacidade de resistências das instituições financeiras nacionais aos problemas do sector.

Hoje o FMI alerta para a vulnerabilidade da banca portuguesa, nomeadamente devido ao crédito malparado a empresas que poderá triplicar.

O mito de que não existe ligação entre o mercado financeiro norte-americano e o europeu, onde o português se inclui, não passa disso mesmo, de um mito.

O colapso do Banco Fortis da Bélgica, detentor de activos ditos tóxicos, cujo envolvimento com o ramo segurador do Grupo BCP é significativo, é um exemplo de como numa segunda ou terceira vaga o impacto irá fazer sentir-se.

Podemos questionar-nos se é razoável o governo ser alarmista, referindo-se a um sector tão importante da economia e onde a confiança é determinante, mas o que sabemos é que da classe política podemos contar sempre com muitas mensagens destinadas cada uma ao seu público, mas também sabemos que para ouvir a verdade temos de esperar que ela venha do exterior.

publicado por Paulo Sousa às 22:59
endereço do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Paulo Sousa a 6 de Outubro de 2008 às 08:22
Li hoje no Público parte do discurso de ontem de Cavaco Silva:

«Verdade. A verdade contra a ilusão que "é fonte de descrença". Verdade, palavra repetida vezes sem conta, ontem, pelo Presidente da República nas comemorações do 5 de Outubro, em que reconheceu que o país vive momentos difíceis. Uma realidade que não pode ser "iludida pelos agentes políticos"»
De José Ferreira a 6 de Outubro de 2008 às 09:44
Meu caro Paulo
Verdade? Da boca do 1º ministro?
Um pequeno exemplo:
há 15 dias no comicio do PS, em Guimarães, a certa altura "-vejam lá se pusessemos as reformas dos portugueses em fundos privados, como pretendia o PSD.Nós não somos irresponsáveis"-afirmou.
Problema- não disse aos portugueses que do dinheiro das sua reformas, o ministério da Segurança Social tem investidos no mercado de acções e fundos,cerca de mil e seiscentos milhoes de euros-1,6 mil milhões.
Está a ler?
Como se exorcisa a bolsa, se diz mal de outro projecto politico(PSD) e na prática assim se actua.
Verdade?
Não,irresponsabilidade e demagogia.
Se quiser confirmar o valor, está nas publicações do próprio ministério.
Cumprimentos
De Paulo Sousa a 21 de Outubro de 2008 às 08:17
"A carteira de investimentos da Segurança Social perdeu, pelo menos, cerca de 200 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano em resultado da crise financeira internacional, o que corresponde a menos de dez dias de pensões para a velhice. O PÚBLICO não conseguiu uma confirmação oficial para estes números.
Ontem, os responsáveis do Ministério do Trabalho divulgaram em conferência de imprensa que o Fundo de Estabilização Financeira da Segurança Social (FEFSS), o maior fundo de investimento de capitalização com o objectivo de salvaguardar as pensões em caso de necessidade, sofrera uma perda de 3,14 por cento nos primeiros nove meses de 2008."

O Público, hoje
De Paulo Sousa a 21 de Outubro de 2008 às 08:22
"Segurança Social aplicou cerca de 500 milhões de euros no BPN"

"O critério de selecção das instituições (onde a Seg Social investe), segundo Manuel Baganha, é feito com base de um rating mínimo. Neste caso, o valor mínimo escolhido é AA-, classificação que o BPN já não atinge.
Nos últimos anos, o BPN foi objecto de reanálises sucessivas por parte das agências de notação financeira, que avaliam a qualidade da dívida de uma empresa. Em Março deste ano a Fitch Ratings classificou a capacidade do BPN cumprir com as suas responsabilidades de longo prazo em BBB, com o outlook (perspectiva) estável. E em Julho a Moody's reviu em baixa o rating do banco de Baa1 para Baa3, dada a excessiva concentração do risco de crédito, nomeadamente na área da construção e no imobiliário.
Nos últimos cinco anos, o BPN foi alvo de várias averiguações por parte do Banco de Portugal, acções que culminaram na substituição da administração encabeçada por José Oliveira e Costa, ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais de Cavaco Silva, por uma nova equipa liderada por Miguel Cadilhe, ex-ministro das Finanças do actual presidente, e que está em funções desde Julho."

O Público, hoje
De Paulo Sousa a 21 de Outubro de 2008 às 08:26
A maior falha consiste na mentira dita à boca cheia pelo Primeiro Ministro com a frase "as reformas dos portugueses não serão jogadas na bolsa", dirigida para um target eleitoral específico com interesses eleitoralista.
As perdas da Seg Social poderão ser recuperadas no futuro porque os mercados descem e sobem, o que já não acontece com as mentiras e falta de seriedade do Eng Sócrates.
De Pedro Oliveira a 21 de Outubro de 2008 às 08:40
Ontem não ouvi a entrevista de Manuela Ferreira Leite na TVI, é o que dá nunca ligar aquele canal, nem lá passa a bola agora,mas por causa da nossa palestra de sexta Feira estive ao telefone com um grande amigo meu que é socialista convicto,mas não vota Sócrates,diz que é muito larajinha para o gosto dele, adiante, esse meu amigo confidenciou que gostou da entrevista dela,Ferreira Leite, e que depois do que ela disse,propostas concretas,ficou sem perceber porque é que o governo continua com a teimosia dos 2,2% do défice para o ano que vem e não utiliza os 0,8% da diferença,2,2 para 3%, para apoiar as familias com a baixa de impostos por exemplo. Ele,esse meu amigo, só vê uma razão, o governo estar a mentir e que o défice não vai ser nada 2,2%.
Hoje de manhã na rádio ouvi, pequenas passsagens, da entrevista e da intervenção do Ministro das Finanças nas jornadas parlamentares do PS, Fiquei com a ideia que a "Avó Manela" quando fala, o PS fica fulo,porque será?

Comentar post

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds