Quinta-feira, 30 de Abril de 2009

André Desculpa - #2

 

Os senhores agentes da autoridade, intervieram para explicar qual a sua missão no âmbito da polícia de escola, que eram poucos para muitas escolas, que estas situações eram muito frequentes, que não precisavam de relatórios para actuar, bastava terem conhecimento destas situações e que estavam disponíveis para uma acção de sensibilização.
 
Bom o julgamento continuou, dando-se lugar à intervenção dos pais:
 - Fazerem isto (tirar a camisola) com 8 anos, aos 12 vão ser violadores! Diz uma mãe.
 - Porque é que não disponibilizam mais uma professora para apoiar as crianças? Pergunta um pai.
 - Não é possível por lei. Responde a representante do Agrupamento, muito conhecedora da lei, mas sem uma única palavra sobre a situação.
 - Eles nas minhas aulas portam-se bem! E agora, até na aula de Inglês das AEC, mas nas outras aulas das AEC é que, parece que percebem que não são a sério, não sei porquê? E portam-se muito mal. Diz a professora das crianças.
 - Não fui eu que inventei as AEC! Responde o vereador.
 - Mas porque é que não arranjam professoras mais velhas para as AEC? Pergunta uma mãe.
 - Mas vai haver muitas professoras que se vão reformar e depois vão aparecer professoras mais novas. Isso não é solução! Responde o vereador.
 - As crianças andam em grupo nos recreios e umas manipulam as outras.
 - O André diz às meninas para não serem amigas da minha filha.
 - Mas eu não estou a perceber porque é que estão a fazer um caso tão grande de uma coisa sem importância nenhuma. Diz a mãe da menina
 
Entretanto a mãe que desmaiou, voltou a desmaiar, agora com necessidade de se chamarem os bombeiros e ir para o hospital.
 
 - O problema é a educação que essas crianças têm em casa. Os pais têm que ser chamados à atenção! Diz outra mãe.
 - Temos que arranjar uma solução.
 - Eu acho que os pais destas crianças deviam de vir um dia à escola para se retratarem junto das crianças. Sugere uma mãe queixosa.
 - Eu estou de férias e amanhã venho cá. Diz uma das acusadas.
 - Temos que arranjar uma solução. Diz a directora.
 - Há outros pais na sala, dos meninos que se portaram mal, não dizem nada? Diz a directora, olhando para mim.
 

(continua)

estou: na Idade Média
publicado por Luis Malho às 00:01
endereço do post | comentar | favorito
19 comentários:
De António A. a 30 de Abril de 2009 às 00:37
Sr. Malhó e Sr. Oliveira Já fiz os comentários ontem ás 21h, 26m e 21h, 58m no post nº 1 sobre o tema.
De António A. a 30 de Abril de 2009 às 00:51
Ops ., correcção - Onde digo 21h,58m deve-se ler 23h,16m
De salvoconduto a 30 de Abril de 2009 às 01:14
Só falta quem alvitre amarrar o André ao pelourinho...

Voltarei cá para ver como acabou.
De Carlos Santos a 30 de Abril de 2009 às 06:26
Eu só posso oferecer a minha solidariedade. E fazer o que foi solicitado: http://ovalordasideias.blogspot.com/2009/04/portugal2009-ditadura-dos-pobres-de.html

Abraço,
Carlos
De Pedro Oliveira a 30 de Abril de 2009 às 09:16
Aconselho vivamente a leitura do texto do nosso amigo Carlos, que ontem nos pediu autorização para reflectir sobre este caso no seu blog.
O meu comentário ao texo do Carlos: Gostaria de ter escrito eu o texto, está lá tudo.O Carlos é Professor Universitário, é do Porto e só nos conhece deste mundo blogosférico, ou seja, não está "amarrado" a questões pessoais.É obrigatório ler, pode ser que assim os intervenientes e os que tiveram a preocupação de ouvir os intervenientes em separado, de uma vez por todas, percebam onde queremos chegar ao denunciar esta situação.
Obrigado Carlos,os Andrés deste país agradecem a sua lucidez na análise.
De Fatima a 30 de Abril de 2009 às 07:08
Estou incrédula com este caso.
Parece mentira que a estupidez possa chegar tão longe!
E assim se perde tempo a discutir assuntos fúteis.
Qualquer dia, naqueles jogos de miúdos onde uma equipa joga de camisola, outra de tronco nu, ainda é caso de atentado público.
De Pedro Oliveira a 30 de Abril de 2009 às 08:57
Um apelo aos intervenientes nesta reunião, nunca levem os vossos filhos ás vossas reuniões,assim são poupados ao gozo por parte deles. No outro dia seria mais ou menos assim: fonix meu, os cotas são marados pá,policia e o camandro por causa do André, e ainda dizem que antigamente roubavam fruta,iam ver as garinas aos balneários,são é uns granda mentirosos, deviam ser cá uns betinhos e uns meninos da mamã.
Olha agora temos de portar bué bem,levantar quando a prof entra, só não percebi bem se é preciso benzer e rezar a avé maria e o pai nosso antes da aula começar.Estes cotas são mesmo uns cortes.
De Ana Narciso a 30 de Abril de 2009 às 09:07
Eu continuo sem perceber quais foram as razões poderosas que convenceram os outros protagonistas ( Câmara, Agrupamento e Escola Segura) a estarem presentes numa reunião de Pais e Encarregados de Educação. Continuo sem perceber , do ponto de vista da organização escolar, quem apresentou queixa, quem apurou responsabilidades e quais foram os processos disciplinares aplicados anteriormente a estas crianças. Se a mãe da visada disse"Mas eu não estou a perceber porque é que estão a fazer um caso tão grande de uma coisa sem importância nenhuma. "
Então????????
De Jorge Soares a 30 de Abril de 2009 às 09:07
Eu desde que li o primeiro post estou incrédulo que isto possa acontecer...... na verdade com o meu mau feitio já tinha dado um murro na mesa e possivelmente a reunião , que não tem ponta por onde se lhe pegue tinha acabado ali...
quem d
Aqui há uns tempos tive uma situação bem grave com um dos meus filhos ao que um marmanjo lhe colocou um ferro no pescoço enquanto outro lhe agarrava as pernas e quando fui falar com a directora da escola esta disse-me que nada podia fazer.... agora leio isto e a única conclusão que posso tirar e que efectivamente quem esta a ser julgado não e' o André

Tudo isto não tem nome, será que toda essa gente não tinha nada útil para fazer durante aquele tempo?

Jorge Soares
De LR a 30 de Abril de 2009 às 09:28
Sr. Jorge Soares não sei onde mora,mas se calhar depois desse incidente com o seu filho e o que se passa no juncal, provavelmente está tentado em arranjar comprovativo de residência para que o seu filho vá para a escola Juncalense.Está a ver que até temos coisas boas por cá,a policia não falha por aqui.Mesmo que Porto de Mós,concelho, tenha um dos maiores aumento no distrito de Leiria na criminalidade, o do André já se juntou à estatistica....
De Jorge Soares a 30 de Abril de 2009 às 10:48
Infelizmente ia ficar um pouco caro o transporte das criancinhas para a escola.

Mas era deveras interessante que alguém fizesse um levantamento de outras situações que tenham ocorrido ai com crianças em que os pais sejam menos mediáticos e verificar se o tratamento da situação por parte escola, da policia e da câmara municipal foi o mesmo.

Jorge Soares
PS:Peco desculpa mas este teclado não tem acentos e o corrector ortográfico não resolve tudo.
De patti a 30 de Abril de 2009 às 10:24
Mas não eram crianças com apenas sete anos? E não chegava a professora tomar alguma medida com os meninos, chamar-lhes a atenção, pedirem desculpa à menina e então se não resultasse, falar com os pais individualmente?
De anonimo a 30 de Abril de 2009 às 10:51
E será que há hora dos acontecimentos relatados a PROFESSORA ESTAVA LÁ PARA VER?
Ou será que alguém lhe contou?
De Paulo Sousa a 30 de Abril de 2009 às 10:57
Para quem não leu todos os comentários de ontem eu volto a repetir.
Não acredito que tenha sido uma preocupação exclusivamente inquisitorial ou pedagógica que mobilizou os responsáveis por este episódio. Acredito que têm consciência que se excederam.
Os que os terá mobilizado foi um conjunto de episódios em que o Luís Malhó esteve envolvido.
O primeiro deles será o facto de ser Presidente da Assembleia Municipal e por diversas vezes ter deixado o Exucutivo atrapalhado (ou como eles costumam dizer, com as calças na mão).
O segundo poderá ser o episódio das pistolas de plástico que deixou todo o Executivo debaixo dos holofotes da imprensa, tendo o Presidente apresentado explicações diferente para cada jornalista que o abordou. Sabemos que o vereador em causa ficou especialmente agastado com o episódio.
Lembro que o assunto saltou deste blog para o Região de Leiria e logo depois para o Correio da Manhã, Rádio Comercial e para o Público. O Presidente chegou a lamentar-se que havia um aproveitamento político da oposição. A oposição não não tocou no assunto, mas com essas declarações entendemos que o Presidente sentiu o episódio como politicamente atacável.
Há também o caso das AEC's, assunto que neste blog nunca foi esquecido e que contribuiu para que, entre um louvor proposto pelo executivo à empresa que prestava (?) esse serviço e uma rescição com justa causa passassem poucos meses.
Claro que parte dos docentes são solidários com o vereador, e perante tudo isto, não acredito, como disse, que tenha sido uma preocupação exclusivamente inquisitorial ou pedagógica que mobilizou os responsáveis por este episódio.

Considero este como mais um episódio da longa novela que é o relacionamento do actual executivo com a blogosfera, ou seja com a opinião livre dos cidadãos que não os aplaudem, pois basta não os aplaudir para ser suspeito.
Há de facto duas facções em choque. Uma delas usa o orçamento municipal para apostar mais numa terra que noutra de acordo com o comportamento dos seus munícipes, usa os recursos que lhe são postos à disposição para tentar intimidar quem apenas pede igualdade, usa dos mecanismos reguladores do ensino para tentar embaraçar quem não os teme.
A outra usa apenas da palavra.
Obrigado blogosfera, obrigado liberdade de expressão, obrigado 25 de Abril.
De patti a 30 de Abril de 2009 às 11:01
Caro anónimo, saberá V.Exa, por um acaso o que significa dirigir-se a alguém em maiúsculas?

Se não sabe, eu até perco uns segundos a explicar-lhe: siginifica que está a gritar, que não consegue manter um tom civilizado numa simples troca de palavras, que se exalta e se descontrola sem motivo para isso e finalmente que é mal educado!
De Anónimo a 30 de Abril de 2009 às 13:43
Eu sei que maiusculas é gritar nesta linguagem,mas fiz foi propositado,porque h ágente que está ofendida porque só se lê a opiniao de uma das partes,já que a outra em vez de aqui esclarecer entretem com música pimba,mas esquece um PORMENOR, um grito forte, que a professora há hora dos pseudo-gravissimo sacontecimentos não estava na sala, ah pois é, onde estava a professora?Mas vai querer receber a hora por inteiro, não tenham dúvidas.

Comentar post

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.connosco à mesa

Os nossos convidados

Dr. Miguel Horta e Costa

Eng. Cláudio de Jesus

Dr. Saúl António Gomes

Dra. Isabel Damasceno 

Prof. Júlio Pedrosa 

Cor. Valente dos Santos

 

Os nossos leitores

Ana Rita Sousa

Carlos Sintra

 

O nosso email

 

Siga-nos 

 

.podcast


Curvas do Livramento

oiça os nossos debates

Ed. Zero

Edição 1 - 04/Jun/009

Ed. 1.1 Europeias

Ed. 1.2 Autárquicas

Ed. 1.3 Casamentos Gay

Edição 2 - 30/Jun/009

com Clarisse Louro

Ed. 2.1 Pós Europeias

Ed. 2.2 Legislativas

Ed. 2.3 Autárquicas

Ed. 2.4 PMós 2º Clarisse Louro

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.Últimos Comentários

Special thanks to MrCosmos
The Feedburner expert

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.Quiosque

diários

semanários
  regionais
 
   

.Filme recomendado

 

 

Trailer

 

 

 

.Leitura em curso


A Revolução dos Cravos de Sangue

de Gerard de Villiers

Estamos em Portugal, no rescaldo do 25 de Abril, e Lisboa é um tabuleiro de xadrez onde CIA e KGB jogam uma partida mortal. Os serviços secretos americanos, desesperados por apenas terem sabido do golpe de Estado através dos jornais, esforçam-se para impedir que Portugal caia nas mãos do comunismo. Do outro lado, a KGB tem em mente um plano diabólico e põe em campo os seus melhores agentes. É então que um golpe de teatro promete desequilibrar esta guerra fria. Natália Grifanov, mulher de um poderoso coronel da KGB, está disposta a passar para o Ocidente e a relatar todos os segredos que sabe. Para organizar essa deserção a CIA escolhe o seu melhor agente: Malko Linge. Mas nem ele conseguirá levar a cabo esta missão sem evitar danos colaterais. E é então que, nas ruelas de Alfama e nos palácios da Lapa, entre traições e assassinatos, a Revolução dos Cravos mostra a sua outra face.

E, acredite, não é bonita!

Um thriller soberbo e original, passado no pós 25 de Abril de 1974.


Saida de Emergência

.Contador de visitas

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds