Segunda-feira, 13 de Outubro de 2008

Concurso de ideias aqui ao lado

Aqui ao lado em Alcobaça um movimento de ideias procura uma nova utilidade para o Mosteiro. Recomendo a leitura deste texto no Público de hoje:
 
 
«Movimento de ideias em Alcobaça só tem como denominador comum o facto de todos quererem dar uma nova vida ao monumento. 

A Movimentos de ideias, mais ou menos informais, fervilham em Alcobaça, em torno do seu mosteiro. Todos alinham pela urgência da sua reabilitação, que também revitalizará Alcobaça, mas seguem caminhos díspares nas ideias para a sua ocupação: há quem perfilhe a vertente cultural e museológica, outros sugerem o regresso às origens monásticas, pela espiritualidade do espaço, mas também há quem defenda um aproveitamento turístico, com a criação de hotel de luxo ou de charme. 
A desocupação de um lar da terceira idade de duas das alas do monumental edifício e a afectação daqueles espaços ao Mosteiro de Alcobaça, integrando-os, em 2002, no programa de reabilitação dos conjuntos monásticos, provocou algumas ondas de debate, meio adormecido, é certo, sobre possíveis ideias quanto à sua revitalização e ocupação, pois aquela área, superior a três hectares, está sem utilização, e a degradar-se, pelo que a recuperação é exigência defendida pelas várias correntes. Caso contrário, "mais valia deixar estar o lar da terceira idade", dizem. 
Uma primeira ideia foi fazer o seu aproveitamento espacial para instalar o Museu de Alcobaça, ligado às actividades e obras de arte do mosteiro, um centro de investigação e outras actividades ligadas à cultura como um centro de estudos medievais, um pólo da Universidade de Coimbra, uma área ligada à recuperação das profissões praticadas no mosteiro ao longo dos seus 800 anos.

Quartos nas celas
Paralelamente, outra ideia foi ganhando adeptos desde que, em 2006, surgiu com força a instalação de uma unidade hoteleira de luxo, com um auditório e outros equipamentos de suporte. Rui Rasquilho director do mosteiro na altura, foi dos que mais se destacaram nesta proposta. Os edifícios que rodeiam os claustros do Cardeal e do Rachadouro eram os escolhidos para a sua instalação. "Não há outra solução", defendia Rui Rasquilho. Dos 93 quartos previstos para o hotel, 48 estão projectados para o Claustro do Rachadouro, as antigas celas dos monges. 
A sua proposta avançava com a possibilidade de a antiga biblioteca ser incorporada no hotel. Este projecto foi acolhido pelo Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico (Igespar). Elísio Sumavielle, que preside ao instituto, reafirma que essa ideia existe, havendo já pretendentes para a construção de um hotel de cinco estrelas, com 40 quartos. 
Mas defende que, "tratando-se de um monumento classificado pela Unesco, a concessão a um privado terá que obedecer a regras muito precisas, cuja concretização passa por um concurso internacional e pelos ministérios das Finanças, Economia e Cultura". "A recuperação do espaço é, de toda a forma, fundamental para evitar a sua degradação", diz Sumavielle. 
Regresso às origens 
Mas a ideia da afectação de parte do mosteiro para a instalação de um hotel, não é consensual. António Caldeira classifica a hipótese de um hotel de luxo no templo como uma ideia peregrina, ficando o mosteiro para usos de hóspedes ricos. 
Com outros dirigentes da Associação para o Desenvolvimento da Região de Alcobaça, foi proposto em 1999 um plano de utilização do mosteiro com as funções de "espiritualidade, preservação da herança cultural, educação, investigação, divulgação dos livros, e acolhimento" - a reabilitação para a sua missão de "espaço vivo de irradiação do espírito e de cultura" - bem como a instituição de um novo modelo de gestão. Nesse plano, o destaque ia para o restabelecimento do ensino superior no Mosteiro, através do Colégio de Nossa Senhora da Conceição. 
Sumavielle confirma que há pretendentes para projecto hoteleiro, mas adverte que as regras são muito precisas 
A Já existe um programa para a Reabilitação e Revitalização do Conjunto Monástico, assinado por um conjunto de alcobacenses que também condenam a instalação do hotel de luxo. Consideram os signatários que "o mosteiro é um todo e alienando a fins exclusivamente privados o equivalente a dois terços do monumento é cometer grave erro científico e de política cultural, evidenciando uma perspectiva fragmentada da compreensão de um processo histórico de longa duração (...). É também um erro estratégico em termos de rentabilidade económica futura, no sentido em que a sua capacidade de atracção turístico-cultural fica diminuída com esta subtracção ao valor de uso do monumento na sua compreensão e fruição global", lê-se no documento. 
Dizem os signatários que o turista cisterciense é especial e que procura no mosteiro, entre outras coisas, "uma interioridade, o silêncio, a permanência no tempo, a solidariedade, a paz, a perfeição, o mistério", pelo que a revitalização do mosteiro passa "pela instalação de comunidades monásticas (...), pois este é um dos mosteiros que chegaram até aos nossos dias intacto na forma e na sua monumentalidade." O futuro passa, dizem, pela instalação de uma comunidade monástica no Claustro do Cardeal. Uma segunda componente seria uma hospedaria, um lugar de descanso e pernoita num espaço de grande dimensão religiosa-espiritual no eixo Alcobaça-Fátima-Tomar. Este mesmo eixo fundamentaria a existência de um museu e um centro de estudos cistercienses, área atractiva da investigação científica, universal que projectaria e integraria Alcobaça no contexto europeu. Por último, é defendida a criação de um centro de artes monásticas, dedicado ao estudo, produção artística, conservação, restauro e divulgação das artes e ofícios cistercienses.»

 

publicado por Paulo Sousa às 08:35
endereço do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds