Quinta-feira, 20 de Agosto de 2009

Um dia triste na democracia Portomosense

O vila forte caminha para o seu terceiro aniversário, amado por uns odiado por outros.É da vida!

Sabemos que há gente que faz questão de não nos ler, outros que nos lêem via impressão que alguém faz chegar à sua secretária. Somos lidos por muitos que o dizem abertamente e que fazem questão de nos comentar. Uns comentam com nome próprio, outros com nick name por opção virtual e sabemos quem são pois o assumem, outros não, mas isso pouco importa, outros ainda por opção forçada, com medo. Medo de o chefe no trabalho saber, medo que o chefe do partido saiba, medo que seja criticado à mesa do café pelos seus amigos, simplesmente por medo.....

Há quem decida em grupo não comentar no blog, mesmo que, aparentemente, sejam mais os pontos que nos unam que nos dividem.Há alguns ainda que ao longo destes três anos deram o nome e a cara, pela amizade que têm por nós, editores, e por amor pela nossa terra.Hoje houve um deles, um dos que nos comenta desde o primeiro dia,  foi proibido de comentar no Vila Forte, por respeito e amizade que lhe tenho, não irei revelar quem é, mas decidi fazer este post, como forma de indignação e revolta, eu sei quem foi o autor da proibição e daí ainda a minha maior tristeza.Em Porto de Mós, há censura e perseguição politica!!

publicado por Pedro Oliveira às 09:58
endereço do post | comentar | favorito
21 comentários:
De Pedro Silva a 20 de Agosto de 2009 às 10:22
Este tempo pré elitoral em Porto de Mós, mostra que as feridas abertas há 4 anos não estão a sarar, o clima hostil é tal que se fazem abordagens inqualificaveis na rua por parte de determinadas pessoas.Este BLOGUE foi uma pedrada no charco no pântano que existe nesta terra, a mesquinhez, a inveja e o medo da verdade, têm sido uma cruz que têm sabido levar, espero sinceramente que não desistam e este episódio que relata só demonstra ainda mais a vossa força, a força das palavras é do raio.Faz bem em não dizer quem é pois seria o mesmo que um despedimento caso seja profissional ou um olhar de lado em termos "da sociedade da pastelaria" que por aqui temos,caso seja politico.
Bem hajam
De Ana Narciso a 20 de Agosto de 2009 às 11:10
Quando a suspeita pode atingir várias pessoas é a pior nódoa; não sai nem com "benzina".Instala-se e corrói tudo.
Estou preocupada!
De Miguel a 20 de Agosto de 2009 às 11:15
Vergonhoso mas nada que que não seja previsivel e que ainda vai piorar.
Na blogosfera "politica" da terriola tivemos dois blogs anónimos de escárnio que dava para nos rirmos,mas não metiam medo a ninguém das aves de rapina de PS e PSD, depois apareceu um ressabiado que tem um blog que mais não é que o chorrilho de factos mal amanhados sempre na tentativa de fazer cócegas ao João Salgueiro,mas que não passa disso mesmo.
Não se percebe o porquê daquele episódio mal explicado do convite do Júlio a esse senhor se nem votos da familia iria trazer.Sobra um blog de laranjinhas,umas mais laranjas que outras, em que todos no inicio pensavamos estar a alargar o espectro e força do PSD no concelho, rapidamente vimos que passaram a proscritos derivada à falta de tacto politico e também se viu que não iriam a reboque do PSD, muitos são os textos sobre ideias para Porto de Mós, são as palestras, agora os debates rádio, ou seja, marcaram terreno e caminho na opinião pública cá no burgo, quer se goste quer não.Neste tempo de colocar a bala nas armas há que marcar terreno e os partidos, os dois mais representativos, têm que desvalorizar o peso que o blog já tem naquelas pessoas que decidem e influenciam os outros, logo há que impedir que as suas tropas se mostrem nesta altura em comentários no blog, que é para não dar azo a fugas de votos.Mais, tenho como certo que o PSD por exemplo ache que só a Ana e o Jorge irão votar PSD, os restantes 3, os mais irreverentes e sem nada a perder em termos politicos, esses podem influenciar outros e disso tem medo o PSD e o PS envia para aqui alguns dos seus para semear charme.Está giro este jogo cá na terra, pena que muitos não tenham sabedoria para o jogar com tiques de autoritarismo tomem decisões contra producentes como esta que sr. oliveira nos conta.
Queremos ver as cenas dos próximos capitulos.
De RUI a 20 de Agosto de 2009 às 11:36
Mas que terra é esta, que gente é esta que nos manda, nos quer mandar e nos quer atrofiar?
Á tempos foi aqui denunciado que havia empresas do concelho que supostamente nem eram contactadas para dar orçamentos para a câmara por causa deste blog, agora proibe-se pessoas de comentar?Proibir é uma palvra forte, que só me faz lembrar os tempos da outra senhora.
Somos mesmo provicianos no pensar e no agir.
Não sei quem será,nem quero saber pois a minha reacção ainda poderia ser pior, estou solidário com os resistentes neste tempo que mais parece do estado novo em Porto de Mós.Ninguém se revolta?
De violeta a 20 de Agosto de 2009 às 11:42
Pedro
e o medo voltou a entrar na vida das pessoas...
e isso é grave, muito grave!
Um dia feliz
De anónimo a 20 de Agosto de 2009 às 12:27
Vivemos numa DITADURA chamada democracia.
Onde não existe policia politica, mas existe chantagem economica e profissional.
De Rafael Marcelino a 20 de Agosto de 2009 às 13:57
Afinal a perseguição Politica ou partidária confirma-se que nunca acabou desde o 25-Abril-74 em Porto de Mós.
Local inicial era no Rossio, agora é mais abrangente.Para mim não é novidade nenhuma esta (Boa-Nova) que o Sr. Pedro Oliveira nos traz hoje em post.É apenas um desabafo de mais um episódio a que não resistiu por conhecer bem os actores.
Mas essa pessoa se for inteligente pode usar um nick para que não seja identificado na via pública e voltar a denunciar factos e opinar. Digo eu...
A Ameaça é a arma dos fracos.
Vai bonito este Concelho..vai..vai.
De bicho do mato a 20 de Agosto de 2009 às 14:04
Quando justifiquei em tempos o porquê de utilizar alcunha, chamaram-me cobarde e agora?
É que conheço ambos os lados da barricada, pelos vistos alguém acreditou no Pai Natal e deu-se mal.
Faço amesma sugestão do Sr. Marcelino, que utilize uma alcunha e bote faladura.
Somos uns tristes, um povo de merda é o que é.
De bicho do mato a 20 de Agosto de 2009 às 15:21
a tal cena do fdp começou aqui, ainda continua:
http://simplex.blogs.sapo.pt/131451.html
De Paulo Jerónimo a 20 de Agosto de 2009 às 15:28
Amordaçar quem quer que seja nem parece coisas deste tempo. Pedro sabes o que penso sobre o assunto, mas repetindo-me: "O vila forte sempre foi e continua a ser um dos meus blogues de passagem obrigatória. Sabes perfeitamente que na minha opinião, o Vila é um espaço de mais valia para o concelho, e faz falta. Melhorar, todos nós podemos. Sempre."

O amordaçado resigna-se à situação? Se sim, está aí que fazer...

Abraço.
PC.
De Ze a 20 de Agosto de 2009 às 17:34
Porto de Mós tem muitas coisas que, apesar de já não me surpreenderem, continuam a entristecer-me profundamente. Este não é, no entanto, um mal exclusivo da nossa terra, é uma realidade cada vez mais evidente por esse país fora, não posso, por isso, deixar de sublinhar uma ideia já aqui apontada, não nos podemos conformar, de forma alguma!


Por aqui sou só o Zé, felizmente não há nenhuma razão para isso a não ser a de que a minha verdadeira identidade não acrescenta nem retira nenhum valor àquilo que por aqui vou dizendo.
De António carvalho a 20 de Agosto de 2009 às 20:19
já nada se pode considerar de politicamente anormal, nestas paragens de Porto de Mós.
Os mais novos, lembrar-se-ão de quando se verificou um referendo nas freguesias de S. Pedro e S. João, com o fim de unificar as duas freguesias numa única e que depois dos resultados desse referendo que, foi indicador para a unificação, a Assembleia Municipal que daria corpo legal a essa consulta, resultou numa batalha campal.
Talvez outros ainda se lembrem, de que alguns delegados partidários do PCP em algumas mesas de voto no concelho de Porto de Mós, eram e foram durante anos vexados e ameaçados de agressões fisicas por tentarem impedir que alguns votantes profissionais votassem três ou quatro vezes em representação de eleitores que diziam simplesmente que não viam.
Tudo isto foi acontecendo à sombra do sillêncio dos detentores do poder local concelhio, ou até ao impedimento da pintura de um mural politico, que estava mais do que preto de tanta sujidade, mas que incomodou tanto depois de estar pintado, que levou a que o então Presidente da Câmara, tivesse sido julgado por abuso e coautoria de destruição de propaganda politica.
Caro Pedro, gostei desta sua postura, nomeadamente quanto à falta de democracia neste concelho. Fundamentalmente porque a cultura de poder que se enraízou nas pessoas , foi a do exercício velado da coação à opinião livre e discordante, mesmo que verdadeira, construtiva e sincera.
Porto de Mós, tem atrás de si um débito cultural enorme e quando temos responsáveis municipais que afirmam que a compra de jornais para as bibliotecas é um gasto, estamos entendidos sobre a matéria.
Eu por conhecimento direto, tenho a certeza de que existem pessoas em Porto de Mós que têm medo de dizer o que pensam em muitas áreas da vida social e politica. E não é necessário que seja do nosso concelho, basta ser a nível nacional.
Já afirmei diversas vezes, que uma das grandes mágoas que me deixam os resultados parciais do 25 de Abril, foi a criação desta classe politica dirigente desta País, que maioritariamente è de fraca qualidade, gerou corrupção tipo máfia e que faz tudo para esconder a capacidade e virtudes dos muitos poloiticos a seguir ao 25 de Abril e felizmente de vários quadrantes politicos.
Vale a pena o combate pela verdade e pelos direitos de pensar e dizer, mas também de não ser marginalisado pela diferença.
De Rafael Marcelino a 20 de Agosto de 2009 às 22:25
Nem mais caro Ant. Carvalho. Os meus cumpts.Como eu disse atraz quem não se lembra dos quentes anos de 1974-75?!, Nunca o Sr. Joaquim da Serra (S. Bento) vendeu tanta caçadeira. Era uma boca e criava-se o inferno no Rossio e arredores. Cheguei a sair do Quartel Militar para intervir nas desordens públicas em Porto de Mós agora pelo que se vê é tudo democracia e os Novos então são quase todos iluminados em tudo.Deixa-me estar calado se não ainda levo alguma achega.
Sempre disse e digo, sem Justiça a sério (célere) nunca pode haver democracia, e assim vamos cantando, chorando e... rindo.
Plenamente de acordo, Muitos dos valiosos e sabedores do bem tem medo de dizer o que pensam.
Estamos entegues aos Corruptos-Mafiosos-Mentirosos.Até um dia destes.
De Ana Narciso a 21 de Agosto de 2009 às 12:13
Faz todo o sentido esta sua argumentação só lhe acrescento algumas questões: qual era a única força política com organização e doutrina à data do 25 de Abril? Eu respondo o Partido Comunista . Foi ali que os dirigentes partidários (forjados, muitos deles, na então UEC( União dos Estudantes Comunistas - a Ana Rita Carvalhais era uma destacada activista) se doutrinaram e combateram dentro e fora do partido. Alguns afastaram-se, mas ainda mandam : Alberto Martins( dirigente da UEC) Mário Lino e Vital Moreira ambos militantes do PCP e muitos outros que depois passaram por outras estruturas partidárias e que trouxeram a militância comunista para outros partidos. Ou seja António Carvalho a escola política foi a escola comunista. Não havia outra. Contudo, há um aspecto que se perdeu ao longo dos anos e aí concordo consigo: o idealismo. Era uma marca ! Lutavam, porque queriam algo de diferente. Hoje luta-se por lugares e por puro oportunismo pessoal. Claro que há excepções e há excepções em todos os quadrantes políticos. Todos. Também já lhe posso confessar que prefiro negociar politicamente com um Comunista do que com um Socialista: os primeiros discutem a alínea e a vírgula , vão ao detalhe, mas uma vez firmado o acordo é para levar até ao fim. Podem cair raios e coriscos que a palavra de um comunista é para levar até ao fim. A do Socialista( há excepções claro !) depende da hora a que foi acordado o assunto: muda de fuso horário e muda de opinião desdiz o que disse. Um verdadeiro totoloto! Mas sempre com a máxima simpatia género - porreiro !
De Anómico a 20 de Agosto de 2009 às 22:09
Mais uma mentira, mais um boato. E dizem-se democratas. Aviltrar partidos, pessoas e instituições com a arma própria de quem só sabe viver das pressões e da entriga.
E vai ser sempre assim até às eleições.

Já agora, porque será que quando os sr.s editores disto estiveram a jantar na festa do Juncal não houve nenhum anónimo a lançar boatos e suspeições neste espaço??
De Pedro Oliveira a 21 de Agosto de 2009 às 08:55
Por quem sois meu caro anónimo.
Pela sua ousada teoria diria que é um dos editores,LOL.
Mais meu caro, lá porque fui jantar ao Juncal não quer dizer que tenha jantado com os restantes editores, jantei com a minha familia e amigos e nenhum deles era editor do Vila Forte, mais cumprimentei e fui cumprimentado de forma cordial e educada, como deve ser, pelo Presidente João Salgueiro e Albino Januário, pessoas que politicamente são "meus" adversários, mas que pessoalmente, até hoje, nada tenho que apontar.
Como vê a sua teoria necessita de mais bases para que possa passar a teorema.
Quanto a este assunto ser boato, digo-lhe simplesmente que o episódio é verdadeiro como os outros que tenho aqui trazido, mas como é óbvio só acredita quem quer e há sempe a solução de colocar a cabeça na areia...
Só mais uma coisa o texto está assinado, não é anónimo como o seu valorozo contributo para o tema.Ficámos todos esclarecidos sobre o que pensa sobre o assunto.
abraço.

Comentar post

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds