Quinta-feira, 24 de Setembro de 2009

Todos defendem o SNS, mas...

...Há sempre um mas.

Não há partido que não defenda com unhas e dentes o SNS (sistema nacional de saúde), e quem não se coloque em bicos de pés a dizer que o seu partido foi decisivo na sua criação.

Mas, há um perguntinha, simples, que gostava de colocar: Como é que se defende um SNS sem médicos? Passo a explicar;

 

A semana passada foi notícia o facto de mais de 10% dos médicos do SNS já serem estrangeiros, daqueles que nos seus paíse podem ser médicos com média de 14,15 valores.

Estamos todos satisfeitos porque vai haver mais hospitais, muitos hospitais novos, mesmo daqueles que após a visita da ministra as camas tenham sumiço, se assim é qual é a razão, objectiva, para os "desgraçados" que queiram ser Médicos tenham uma de duas vias para o serem: ou emigram e vão estudar para fora, ou não fazem mais nada na vida do que tentarem não serem frustrados uma vida inteira por não terem entrado na faculdade de Medicina por uma décima algures entre o 18,5 e o 19?

 

Se alguém conseguir ter uma justificação lógica para isto agradeço, já que dos partidos não me parece que venha grande coisa, mesmo daqueles que se dizem pais do SNS e que não têm medo de interesses corporativos... .

publicado por Pedro Oliveira às 07:29
endereço do post | comentar | favorito
5 comentários:
De Paulo Sousa a 24 de Setembro de 2009 às 08:25
A razão é conhecida há muito tempo, sem que no entanto nenhum governo consiga alterar a tendência, e prende-se com o lobby da Ordem dos Médicos sobre o Ministério da Educação que não permite a entrada de alunos nos cursos de Medicina na proporção necessária para as necessidades do país. Assim conseguem, que sendo escassos, tenham melhores remunerações e ninguém os possam dispensar seja por que motivo for. Como diz a lei da Oferta e da Procura, como há menos que o necessário, o preço sobe.
De patti a 24 de Setembro de 2009 às 09:08
É o SNS e as PME's.
De Maria a 24 de Setembro de 2009 às 12:19

Ora mais nada ...

Além de não permitirem a formação de médicos em número suficiente capaz de suprir as necessidades do SNS, permite-lhes ter menos concorrência também na sua actividade no privado.

Desde já clarifico a minha opinião sobre algumas de muitas questões que se levantam na saúde.

- Considero indecente a média de entrada nas universidades de medicina (ou qualquer área de saúde) em Portugal, nada garante que um aluno que termine o secundário com média de 18/19/20, com disciplinas que em nada têm a ver com a saúde, venha a ser um melhor médico que um aluno com média de 14/15, acho que com a passagem do 9.º Ano para o 10.º Ano devia haver uma área especifica no secundário com oferta curricular adaptada à área da saúde.
- Considero indecente os médicos terem a oportunidade de acumularem funções no público e no privado, escolham e vivam do seu ordenado cumprindo as suas funções enquanto profissionais de saúde.
- Depois colocar no devido lugar a Ordem dos Médicos, classe importante na sociedade portuguesa, mas que à semelhança de outras classes, advogados, engenheiros, arquitectos, magistrados constituem "corporações" com demasiada influência sobre os decisores políticos e sobre as políticas a tomar, são importantes sim mas devem respeitar as decisões de quem governa o país.

E mais fica por dizer de certeza ...

Cumprimentos,
De Ferreira-Pinto a 24 de Setembro de 2009 às 12:52
Mais facilidade no acesso, com maior rigor na avaliação psicológico, e menos permissividade nas acumulações!
De António carvalho a 24 de Setembro de 2009 às 17:14
É preciso colocar essa questão da falta de medicos a todos os partidos que governaram o Ministério da saúde e do Ministério do Ensino Superior, desde a criação do SNS.
Durante anos, permitiu-se a entrada no sistema de médicos que só exerciam medicina privada, sobretudo nas carreiras hospitalares e na medicina cirúrgica. Com essas contratações, suprimiu-se uma parte das lacunas do sistema, ,mas não se cuidou de prever ou não se quiz mesmo preparar a rápida saída por aposentação desses médicos, num prazo médio de 10 a 15 anos. Como todos sabemos, a preparação de um médico a nível de conhecimentos e estágio prático, leva no mínimo 6 a 7 anos a poder entrar com a qualidade exigivel no atendimento de doentes. Ora, como as faculdades de medicina só existem ao nível da Universidade pública e o número de alunos foi permanentemente fechado ao número insuficiente para fornecer ao sistema médicos novos, fomos chegando à atual situação. Jovens que gostavam de ser médicos têm que ir estudar para Espanha e depois como o sistema está em colapso, contratam-se médicos estrangeiros . Ainda no mês passado, foram contratados 42 médicos cubanos para o sistema.
Não digo que a própria ordem dos médicos não tenha influenciado negativamente as possíveis e corretas medidas a implementar, mas não são relevantes como razão objetiva para as dificuldades de atendimento dos doentes, dentro de limites de tempo razoáveis e aceitáveis.
Mas, a vaca(estrutura) do SNS, tem sido chupada por tanto leiteiro, que a ração dada à vaca deixou de ser suficiente e então nada melhor que começar a distribuir pelo sistema privado uns cheque doença , dentista, cataratas, etc, como manobras de diversão.
Depois, como a degradação passou a ser tanta, vá de construir hospitais e a equipá-los, para entregar a Cªs. seguradoras, sociedades financeiras e a derrapagem continua. Depois, inventam-se hospitais empresa e outras coisas mais, mas sempre no mesmo ciclo. Menos médicos, menos enfermeiros, menos anestesistas, menos auxiliares e está a ficar pronto o caldeirão para que ninguém possa ser responsabilizado politica e monetáriamente por tanta incompetência e conluio. As vitimas sempre as mesmas. Aqueles que menos podem. Depois, têm que fazer um seguro de saúde, senão adeus médico familiar, porque especialistas-é a sorte grande.

Comentar post

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds