Segunda-feira, 9 de Novembro de 2009

Voltei ... para me opor!

           Depois da grande ausência desta mesa virtual, por motivos vários dos quais destaco a necessidade de reflectir sobre tudo o que aconteceu; uma pausa para pensar, uma reacção  de afastamento para poder apreciar melhor   as personagens e o cenário   do novo ciclo político com grandes consequenciais para a nossa vida quotidiana.

         A nível local ainda mal tinham fechado as urnas de voto , já a grua instalada e parada há meses no morro de St.º António, se afadigava na continuação da construção da Casa Velório.
          Se  era tão oportuna  porque  pararam as obras durante a campanha eleitoral?
          O que poderá parar aquela obra? A voz do cidadão ou a voz dos tribunais?
          Voltei para me opor.
publicado por Ana Narciso às 22:07
endereço do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Jorge Vala a 10 de Novembro de 2009 às 00:04
Olá Ana, ainda bem que voltaste e com este tema. Quando se debateu a localização da Casa Velório achei que os cidadãos da nossa vila poderiam ter alguma coisa a dizer. Em conjunto com outras pessoas da Assembleia Municipal tentámos iniciar um movimento que mostrasse ao Executivo da necessidade de partilhar uma decisão que iria condicionar por décadas toda a envolvente urbanistica à localização do referido edificio. Poucos quiseram saber. Neste momento percebo também que poucos se importam com a localização: Encolhem os ombros e vão dizendo que há sitios melhor, mas no fundo o que importa é que se construa. Ora com uma maioria de cidadãos aqui residentes a pensarem desta forma e a legitimarem o Sr Salgueiro nas urnas, penso que só resta mesmo a via judicial. Mas por aí, como se pode ganhar? E depois acontece como no Juncal, em relação às ossadas... o Sr Salgueiro faz chantagem, faz-se de vitima e ainda culpa os "arruaceiros" do movimento por estarem a pôr em causa uma obra tão importante.
Estou contigo. Não nos vamos calar. E duas pessoas já é um movimento. Eu também não desisto de lutar e de ser "o palhaço" desta causa, mas também é tempo de perguntar; com esta solidariedade será que continua a valer a pena?
De anonimo a 10 de Novembro de 2009 às 00:11
Porto de Mós tem o que merece.
Uma cas velório enterrada,longe dos cemitérios, longe das igrejas, mas junto a um mercado, cinema e escolas.
Deve ser dificil encontrar tanta conjugação e planeamento do território.
Os portomosenses estão felizes.
A palhaçada continua.
Já agora, na barraca da batota no jardim, era importante que se pusesse luz, para o casino trabalhar durante a noite.
De Eduardo Louro a 10 de Novembro de 2009 às 00:28
O resultado das eleições não serve para legitimar tudo. O "plebiscito" de João Salgueiro não pode significar um SIM à construção da casa velório naquele local. Vale a pena sensibilizar a população e o executivo no único sentido de parar com algo que não faz sentido, que lesa a harmonia e o desenvolvimento da vila, e que não pode ser transformada numa qualquer bandeira, numa arma de arremesso de uns contra outros e muito menos numa birra... Vale a pena pugnar pelo bom senso e acho que ninguém se pode demitir da tarefa de mobilizar consciências e vontades para evitar que seja cometido um erro grave. Sem vencedores nem vencidos de uma mera polémica! Uma mobilização em que só Porto de Mós fique a ganhar.
De Paulo Sousa a 10 de Novembro de 2009 às 01:21
Olá Ana,
É um prazer voltar a ler um post seu...!! lol
Sobre o assunto, posso partilhar o que já passei no Juncal.
O Sr. Salgueiro não distingue o direito ao contraditório com a afronta e quando assim é as coisas tornam-se difíceis e os culpados são sempre os outros.
Olhando para o que se passou no Juncal, voltaria a manter a mesma posição, mas hoje reagiria com impacto efectivo.
Há sempre formas de falar ao ouvido de quem não quer ouvir.
De Pedro Oliveira a 10 de Novembro de 2009 às 08:55
Em semana muito complicadda por estes lados, mas com um tempinho para dar beijinho à Ana e desejar que tudo já esteja normalizado.
Como sempre, este espaço recebe-a de braços abertos para um xi.
Estamos nesta luta porque Porto de Mós, MERECE!!

p.s. peço desculpa aos nossos vizinhos,mas tem-me sido impossivel ir aos vossos cantinhos.
abr
De Rodrigo a 10 de Novembro de 2009 às 18:45
Ainda bem que se afastou para reflectir, surpresa das surpresas a sua primeira acção foi voltar á carga com o Salgueiro não desista amiga, o seu PSD até está bem, a sua amiga Olga até acertou, as suas ideias durante a campanha foram bem recebidas pela população, a sua convocatória para a manifestação junto á casa velório durante a campanha correu bem , apareceu a srª e a amiga, tenho pena de estar a assistir ao fim do PSD tambem em Porto de Mós.

Comentar post

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds