Terça-feira, 10 de Novembro de 2009

A face "maquilhada" de um Portugal de fachada

Roubando uns minutos à formação, não podia deixar passar em branco a notícia que li hoje no Correio da Manhã, no restaurante onde fomos almoçar, formadores e formandos .

A noticia em si não é nova, no sentido em que no meu tempo de estudante vivi situação idêntia:O Portugal da fachada!

Em Portugal e pelos vistos no resto da Europa, o dito continente social, o que conta na distribuição ou não dos impostos de todos nós, para os mais necessitados, não é o que realmente recebemos ou temos, ou que conta é o que dizemos que recebemos, independentemente do que temos.Nos anos 90, muitos colegas meus, filhos de industriais e não só..., recebiam bolsa da acção social e muitos que realmente necessitavam tinham de desistir de estudar ou arranjar emprego, porque os pais trabalhavam por conta de outrém e o que declaravam ao fisco era o real, realidade essa que era incomportável para ter um quanto mais dois a estudar fora de casa ao mesmo tempo...

Passados 20 anos, estamos na mesma, não acreditam então vejam esta notícia!

 

Falta cumprir o 26 de Abril!!

 

(comentário recorrente aqui no Vila Forte que me parece cada vez mais actual)

 

Somos o País dos processos furacões, faces ocultas, facturas falsas, sobreiros, submarinos que fazem "escola" numa sociedade com quase 3 milhões de pobres e de outros tantos que mamam (desculpem o termo) à conta de uma minoria, cada vez mais asfixiada e que um dia destes tem que dizer BASTA!

publicado por Pedro Oliveira às 13:50
endereço do post | favorito
De anónimo a 10 de Novembro de 2009 às 16:07
não se prostituam as palavras!
Muro de Berlim, é muro de Berlim.
Muro de Opressão. Em Portugal nao há opressão!
Muro de Berlim é que mata o jovem Fetcher (jovem morto a tiro, e deixado a morrer no local pelos guardas da ex-RDA e filmado pelas câmaras de tv).
Muro de Berlim é a queda do Comunismo.
Banalizar as coisas para dar outros significados, para além de má fé, é ignorância..
De Pedro Oliveira a 10 de Novembro de 2009 às 16:15
Há conversas de anónimos que podem ser um bom mote para uma discussão serena e sem ser necessário chamarmos nomes uns aos outros, só pelo gozo da troca de ideias, que nem são melhores ou piores...são as de cada um.
Pois aqui fica um contributo meu, caros anónimos:

Infelizmente os muros não caem, têm de ser derrubados e isso cabe a cada um de nós saber se quer ou não contribuir para que os "muros" desta vida sejam destruidos, seja o de Berlim ou das familias que não têm dinheiro para que os filhos tenham as mesmas oportunidades dos meus ou dos seus, e assistirmos impávidos e serenos ao que se passa neste país cada vez mais desigual.
Infelizmente o que não faltam são "muros" vergonhosos na nossa sociedade.
abraço
De anónimo a 10 de Novembro de 2009 às 16:51
Pedro: comungo do seu espírito. Sou anónimo, porque os argumentos ad fulanam (hominem) valem pouco (assumo a minha morte, a minha circunstância gassetiana do efémero), e então podemos estar todos juntos e sem pessoalizar algo que este país leva décadas de atraso. Por fim, gosto do privado.
Agradeço o espaço dado a anónimos de participarem.
Coragem.
Mas não se conclua covardia minha, como é tipico de um certo discurso de há uns vinte a esta parte. Explicando, a coragem pode ser uma má virtude (Hitler era corajoso...). Existe uma ambivalência no discurso ético humano. Por isso, aquilo que digo nao pode ser entendido nunca "ele queria dizer isto...", "ele diz porque..."
Coragem na medida em que há um nome que é o seu, que o dentifica, e dá a possibilidade com outros de um auditório.
O que digo é só o limite do mundo existente: termina na última vogal.
De Pedro Oliveira a 10 de Novembro de 2009 às 17:03
É bom saber que as ideias estão acima da fulanização. Foi sempre a minha opinião e por ela que lutei no Vila Forte, felizmente ao fim de 3 anos, posso,podemos, dizer que somos compreendidos e aceites nesta nossa luta pelas ideias e pelo debate. o tu isto ou tu aquilo nada valem, pois estão carregadas de preconceitos colados à figura.Ou seja, para nós o importante não conhecer o Jorge ou a Patti ou simplesmente anónimo, por exemplo, é saber que há pessoas que gostam de trocar ideias,emoções e sentimentos connosco.Por mim podem e devem continuar, estou a gostar.Sempre com respeito pela opinião no sentido em que ela tem em si vivências que a tornam diferente e não porque alguém usa gravata ou tem barba.
Gosto pouco de comentários que nada trazem para a discussão e que banalizam a pessoa que os escreve seja ou não anónimo, uma questão de bom senso e de valorizar quem pensa nas coisas, pois aqui ninguém está certo ou errado.É evidente que lutar pelo que se acredita, não é mau, antes pelo contrário.
abraço
De Anómico a 10 de Novembro de 2009 às 18:37
Estás a esquecer os anos de cilicio
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds