Terça-feira, 10 de Novembro de 2009

A face "maquilhada" de um Portugal de fachada

Roubando uns minutos à formação, não podia deixar passar em branco a notícia que li hoje no Correio da Manhã, no restaurante onde fomos almoçar, formadores e formandos .

A noticia em si não é nova, no sentido em que no meu tempo de estudante vivi situação idêntia:O Portugal da fachada!

Em Portugal e pelos vistos no resto da Europa, o dito continente social, o que conta na distribuição ou não dos impostos de todos nós, para os mais necessitados, não é o que realmente recebemos ou temos, ou que conta é o que dizemos que recebemos, independentemente do que temos.Nos anos 90, muitos colegas meus, filhos de industriais e não só..., recebiam bolsa da acção social e muitos que realmente necessitavam tinham de desistir de estudar ou arranjar emprego, porque os pais trabalhavam por conta de outrém e o que declaravam ao fisco era o real, realidade essa que era incomportável para ter um quanto mais dois a estudar fora de casa ao mesmo tempo...

Passados 20 anos, estamos na mesma, não acreditam então vejam esta notícia!

 

Falta cumprir o 26 de Abril!!

 

(comentário recorrente aqui no Vila Forte que me parece cada vez mais actual)

 

Somos o País dos processos furacões, faces ocultas, facturas falsas, sobreiros, submarinos que fazem "escola" numa sociedade com quase 3 milhões de pobres e de outros tantos que mamam (desculpem o termo) à conta de uma minoria, cada vez mais asfixiada e que um dia destes tem que dizer BASTA!

publicado por Pedro Oliveira às 13:50
endereço do post | favorito
De anónimo a 10 de Novembro de 2009 às 15:08
Há demasiados muros neste país para serem derrubados, sim porque eles não caem como se diz e escreve por aí...
De anónimo a 10 de Novembro de 2009 às 15:53
Que demasiados muros, caríssimo? Fcamos todos sem saber..logo laracha para o ar...logo irrelevante.
De anónimo a 10 de Novembro de 2009 às 16:03
Acha que não?!
Os muros da desigualdade de oportunidades: educação, saúde, justiça e principalmente da pouca vergonha do fosso entre os que roubam e os que pagam.Acha que são poucos,os muros?
Se estes muros são irrelevantes para si, estamos entendidos.Para si Portugal é o ideal de país.
De anónimo a 10 de Novembro de 2009 às 16:38
Portugal: não é o ideal para aquilo que eu penso que queria para a minha Nação.
A minha Nação é a minha fidelidade.
Somos um décimo milionésimo de soberanos em cinco minutos quatro em quatro anos..e uns escravos inteiros todos os segundos...
Mas nao há melhor sistema.
Convido-o a propôr soluções concretas, em vez de se lamentar!
De anónimo a 10 de Novembro de 2009 às 16:48
Mas há ou não de facto muros ou paredes, para não o ferir na questão Berlinesa(só um aparte, olhe que a Angle Merkle diz que os melhore anos de vida que teve foi na RDA,35 anos, e os da então RDA,maioritariamente, desejam ser novamente independentes da Alemanha,RFA.Chamar ignorante aos outros pode ter efeito boomerang.............)em Portugal?
Esta posta é ou não sintoma de que algo falhou no que nos venderam no 25 de Abril?
Dizer 2 ou 3 coisas mais ou menos eruditas, não esconde o que se passa neste país. Porque é que o caso face oculta não foi para os jornais antes das eleições, quando já havia certidões, logo investigação, em finais de Agosto?
Há quem salte à vara "as paredes" ,mas também há quem bate todos os dias nelas e não vê forma de as ultrapassar.Há sempre duas faces na moeda...a boa e a má...Lembra-se?
Passar bem.
De anónimo a 10 de Novembro de 2009 às 17:01
Perante tantos assuntos...nem sei.
Angela Merkel disse aquilo que assinalou. O que não significa que esteja a vociferar contra a actual Alemanha. Conheço gente que passou os melhores anos da sua infância na Alemanha de trinta...
Conhece as certidões, sabe para que servirão? Participação criminal? Acções cíveis? Eu nao conheço, e nao falo do que não sei.
Falhou o 25 de Abril por causa de um empresário de Ovar? Foi isso que quis dizer...?

De anónimo a 10 de Novembro de 2009 às 17:31
vejo que é especialista em tirar frases do contexto para manter a conversa acesa, aceito o desafio sem que alinhe no seu guião, não.Não disse que por causa do empresário de Aveiro que não se cumpriram os designios do 25 Abril, digo é que o nosso sistema Politico e Judicial não honram quem lutou por um Portugal livre e democrtrático, hoje temos um Portugal libertino e onde vale tudo para se ser rico,ter uns cobres,carros de luxo,em casas tipo maison..., depois há o estado com o RSI..., pouco importanto os valores que importámos das democracias europeias, também,muitas delas em crise desses mesmos valores, mas com o mal dos outros....Por certo concordará comigo.
Passar bem
De anónimo a 10 de Novembro de 2009 às 17:39
Percebo a sua raiva...
Sofá...
Eu quero que todos os portugueses tenham carros de luxo, maisons, etc..
Nao tenho inveja dos ricos e dos poderosos.Muitos merecem: trabalharam.
O mundo nao se reduz a isso.
O que sabe do Sistema Politico Português para dizer "não honram quem lutou por um Portugal livre e democrtrático"? Se lutou fez o seu dever. Sinceramente o meu muito obrigado pois devo a minha liberdade de expressao a esses grandes homens.
Concordo consigo (porque posso, pois foi claro) no que diz respeito ao rendimento do camarada Guterres agora RSI...é uma vergonha.


De anónimo a 10 de Novembro de 2009 às 18:04
Continua no jogo de palavras retiradas de contexto, não tenho inveja de quem tem carros de luxo, ou maisons, sim sou revoltado por um sistema judicial,fiscal e politico que xicos espertos à conta de quem trabalha tenha acesso a essa ostentação por vias que um País livre e justo, não devia permitir, mas quando há gente que acha tudo isto normal, o que fazer? Não mexer da dita cuja,porque cheira mal e incomoda?
De anónimo a 10 de Novembro de 2009 às 18:36
"jogo de palavras"? "Fora do contexto"? Se fôr claro, talvez eu o perceba, larachas nao percebo como qq pessoa de boa fé.
*
Vejamos.
"não tenho inveja de quem tem carros de luxo, ou maisons",: parece que é, é o que se denota do seu contexto.
"sim sou revoltado por um sistema judicial,fiscal e politico que xicos espertos à conta de quem trabalha tenha acesso a essa ostentação por vias que um País livre e justo, não devia permitir, mas quando há gente que acha tudo isto normal": admita que há gente que trabalha honestamente...ninguém disse que era normal...ah, e o bolo e a cereja, o que sabe do sistema judicial? do fiscal? e político? em concreto, perante o auditório, diga-nos. Eu vou elevar...é a favor de um sistema semi-presidencialista? Como se tributaria o rendimento do trabalho? E, nosso processo penal,...concorda com o sistema acusatório mitigado que está pela base? Pergunto para ver se não saio do contexto...
De anónimo a 10 de Novembro de 2009 às 20:12
Penso que já chega de baile, ainda por cima quando o(a) companheiro (a) troca valsa com corridinho...
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds