Segunda-feira, 18 de Janeiro de 2010

As escolhas de Marcelo

 

 

 

O programa da RTP com este título tem os dias contados. À primeira vista nada de anormal. É normalíssimo que os programas das televisões, como tudo na vida, tenham o seu próprio ciclo e, portanto, atinjam o seu fim de vida.

A presença habitual do Marcelo Rebelo de Sousa nos ecrans da TV pública surge na sequência do afastamento polémico dos da TVI há cerca de 5 anos, em pleno consulado Santana Lopes, de que todos nos recordamos.O programa está no ar há cerca de 4 anos, que é tempo de vida mais que aceitável para um programa de televisão. Mesmo para os programas de grande sucesso!

O problema é que no caso não é nada assim. E em vez de nada de anormal temos tudo de anormal!

Na realidade o que deveria ser um mero programa de televisão, acaba por ser, primeiro que tudo, mais um exemplo do funcionamento do nosso regime partidocrático. Os dois maiores partidos do sistema, que constituem o bloco central e ditos do arco do poder, acham que devem retalhar entre si tudo o que mexe neste país. Não lhes basta dividirem os lugares do aparelho político, todos os cargos públicos do aparelho administrativo e ainda todas as presidências de empresas e institutos públicos. Não, têm ainda de distribuir equitativamente os programas na televisão pública: Marcelo tem um programa e António Vitorino tem outro, a bem da democracia

E como o António Vitorino parece que tem mais que fazer do que programas de Notas Soltas, a RTP acha que não pode manter as escolhas do Marcelo. Sem um o outro não se pode manter! A bem da democracia, da pluralidade de opinião! Sim, porque desde que estejam contemplados os dois partidos que mandam na nossa democracia, está garantida a pluralidade…

Esta é a mentalidade instituída. É a ditadura do bloco central dos interesses apresentada como a coisa mais natural deste mundo.Tão natural como o ar que se respira!

A RTP acha que os dois programas não são mais que legítimas oportunidades de expressão dos dois partidos na antena pública e, com isto, não respeita o seu público nem os autores dos programas. Não respeita o seu público porque o engana, servindo-lhe manifestações de expressão política encapotadas de programas de informação. E não respeita os autores porque os trata como meras correias de transmissão dos respectivos aparelhos partidários.

 

publicado por Eduardo Louro às 07:12
endereço do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds