Terça-feira, 18 de Novembro de 2008

A (des)Educação em Portugal

 

 

Assisti, no sábado, a duas situações que para mim eram impensáveis, poderem acontecer .

 

 O meu filho mais velho, este ano, decidiu jogar Futebol depois de estar 7 anos no Judo. Por motivos de horários, condições de treino e corpo técnico, decidimos que o João fosse para a Academia do Sporting na Marinha Grande.

O responsável pela Academia, é uma pessoa que tem o maior respeito pelos pais das crianças e que coloca logo os pontos nos "iis" em relação ao nosso comportamento, dos pais, quer nos treinos quer nos jogos, percebi no sábado porquê.

Sábado de manhã jogo treino dos sub-13, fui ver o jogo, o do João foi à tarde, o jogo correu mal para a equipa visitante e os pais dessa equipa não paravam de mandar bocas aos seus próprios filhos, e aos treinadores das duas equipas, chegando ao ponto de um dos treinadores da Academia do Sporting ter chamado a atenção a uma das mães,  que estavam ali para treinar os miúdos e que a senhora estava a perturbar o jogo treino. Acumulando isso,a chamada de atenção, com os 10 a zero da equipa onde o seu filho joga, no fim do jogo essa senhora não tem mais nada, entra dentro do campo e dá duas chapadas ao treinador do SCP. Vergonhoso, eu próprio, não sei se tinha a calma do treinador que simplesmente pediu que retirassem a senhora do campo.

 

Á tarde o jogo do João, boa estreia para quem nunca tinha jogado futebol "a sério", duas assistências e um golo de cabeça, temos levezinho.... A equipa adversária tinha um conjunto de treinadores que estão, também, a educar crianças com menos de doze anos, os palavrões, as ameaças de castigo por um lance que correu mal e principalmente a nítida falta de competência para lidar com crianças, culminou numa valente chapada que o treinador deu a um jogador só porque ele, o jogador, tinha falhado uma oportunidade de golo e quando o treinador o substituiu o rapaz disse que não tinha marcado porque o árbitro estava á frente dele, é evidente que o rapaz não falou de forma calma, mas o treinador com aquele gesto á frente de todos, mostrou claramente que anda gente muito mal educada a cuidar dos nossos filhos.

 

Como é evidente a minha mulher que até não foi de acordo com a mudança do Judo para o Futebol, depois destas duas cenas ainda ficou com mais dúvidas em relação à mais valia do futebol na ajuda do crescimento do João como Homem. Vale que a Academia do Sporting na Marinha Grande, até agora, tem demonstrado que é diferente nestas situações.

Uma mãe a bater num treinador e um treinador a bater num miúdo, infelizmente, mostra bem em que nível estamos quando falamos de educação, em Portugal.

 

 

publicado por Pedro Oliveira às 07:04
endereço do post | comentar | favorito
13 comentários:
De Luis Costa a 18 de Novembro de 2008 às 09:06
Bom dia Pedro

Hoje sou eu que te vou provocar um pouquinho............
E que tal vires com o teu filho até Porto de Mós visitar os teus pais e aproveitares para ele ser atleta da ADP?
São só 15 min de viagem que até nem te custa muito fazer, não é Portomosense de gema?
É que assim mostravas ao teu filho o que é sentir a camisola da ADP, como tu sentes, certo?

Um abraço" provocador" deste teu amigo
De Pedro Oliveira a 18 de Novembro de 2008 às 09:18
Meu caro e bom amigo, adoro provocações...
Sabes, nós decidimos colocar o João no SCP na Marinha porque, como sabes, eu e a minha esposa trabalhamos na Marinha Grande e em termos de logistica familiar,temos outra filha, com outras actividades, é importante podermos ter as actividades perto do local de trabalho. Os treinos do João são ás 18:30 dá para gerirmos o ir levá-lo a ele é à irmã, não termos problemas de horários no emprego e chegarmos a casa relativamente cedo, o treino é "só" de uma hora.
Como a escola do SCP, "só" tem, por agora, até aos 15 nunca se sabe no futuro, isto é claro se o rapaz não for contratado....
Mas o que custa, como pai, é ver que há pessoas com responsabilidade formativa que não têm o minimo de noção do que é lidar com miúdos.Tu que estás envovido nestas coisas, explica-nos lá esta questão do treinadores;Que tipo de formação e respectiva credenciação é que estas pessoas têm? e por parte de quem?Como controlam e avaliam a formação dada?

Abraço
Sábado vai jogar contra esse clube fantástico do nosso concelho que são os "Andorinhas".

P.S.(D): agora a minha provocação, aquelas riscas verdes e brancas é que lhe fican muito mal, mas sabes como é, um pai faz tudo para que um filho esteja bem...
De Luis Costa a 18 de Novembro de 2008 às 10:05
Ora muito bem

Por isso e por muito mais, nós cada vez tentamos que as pessoas que estejam a lidar com as crianças sejam o mais bem acompanhadas possivel, embora todos nós saibamos que nem sempre isso é possivel, pois a formação infelizmente não é assim tão barata.
No entanto, posso te dizer que hoje temos alguem à frente dos escalões de formação, com créditos firmados quer em termos de Educação, quer em termos de formação desportiva, do melhor que existe no distrito de Leiria, como é o caso do professor Rui Bandeira, que está no topo, pois ostenta o nivel máximo atribuido pela UEFA, sendo que 2 outros elementos que compõem esta estrutura que são os casos do Hugo Almeida e do Joaquim Pereira, terem o nivel 2 da UEFA. Todos os outros estão habilitados com os niveis exigidos pela FPF, sendo que alguns destes são professores de Educação Fisica, logo com a componente de formação presente.
Perguntas-me agora em termos de comportamento destas pessoas, o que é por vezes complicado nós estarmos a dizer que eles fazem tudo bem, lógico que não, mas que tentamos errar o menos possivel.
Temos tido um enorme problema que tem que ver com o acompanhamento dos pais a estas crianças, que embora o prof. Bandeira tente em todas as apresentações que foram feiitas envolver os mesmos, por este ou por aquele motivo não tem acontecido como todos nós gostariamos, mas vamos continuar a tentar que os pais se envolvam neste projecto, e não só ao que o futebol diz respeito, mas em todas as vertentes onde a ADP está envolvida.

Um abraço
De patti a 18 de Novembro de 2008 às 09:35
A educação e o futebol, Pedro.
O mal está na raiz, sempre o disse.
De Anómico a 18 de Novembro de 2008 às 11:45
Sei que não vem muito a propósito, no entanto como falam de educação, aqui vai.
A titular desta pasta aqui no blog tem sido como era de esperar a Dra Ana Narciso. Entre outros problemas levantados, referiu o processo de obras à entrada da EB2 e o seu resultado. A confirmar-se que os ecopontos não estão adequados ao sistema de recolha da valorlis, realmente dá para rir.
Queria era desde já dar-lhe os parabéns pelas fotos, mas deixe dizer-lhe ou foram tiradas ao fim de semana ou fora do horário lectivo, pois caso contrário não conseguiriamos ver os ecopontos. É que durante o dia os passeios viraram parque de estacionamento e as pessoas se quiserem circulem na estrada. Mas isto ainda não lhe causou estranhesa? Custa-lhe denunciar estas atitudes? Onde está a coragem? Interessa-lhe mais o lixo ou as pessoas?
Pois mas isso não dá para bater na câmara, não vale a pena cansar os dedos.
Tem que haver coragem se querem ou se estão dispostos a mudar o que quer que seja.
De Ana Narciso a 22 de Novembro de 2008 às 17:17
Num post anterior e com fotgrafia , já tinha levantado esta questão. Mas a pedido de alguns amigos e amigas retirei as fotos com os carros estacionados em cima do passeio. É uma questão cívica e de preguiça que só terá fim quando a guarda efectivamente multar quem ali estacionar.
Já dediquei a este assunto , o tempo suficiente para percber que há situações que só se resolvem com a força da multa e da autoridae da polícia. O resto são palavras que não passam do registo em acta nos Órgãos internos da Escola.
Só para esclarecer a hora e o dia em que tirei as fotos 8.30 da Manhã e uma outra num fim de semana alargado . E ainda não há fotos com cheiro... porque se houvesse ..........!!!
De Pedrosa a 18 de Novembro de 2008 às 12:03
Penso que não seja o caso, mas o problema hoje em dia é que os pais vêm no futebol, uma forma rápida de os seus filhos serem vedetas e aparecerem nos jornais.Esquecem que a formação, não tem que ver com resultados imediatos,nem com o ganhar jogos.É lamentável o que se vê nos jogos das camadas jovens, os pais a incentivarem os filhos para a cacetada e a chamar nomes aos árbitros.Nem percebem que o treinador naquele tempo e nos treinos é quem manda, quem conduz os jovens aos objectivos que pensa serem os melhores na formação deles como atletas e não simplesmente jogadores da bola.Não percebem que ao dizer aos filhos vai para aqui vai para ali, estão a desrespeitar o treinador e abaralhar o seu próprio filho.
Se tivesse acontecido o que escreve ao meu filho esse treinador nunca mais treinava camadas jovens, ia denunciá-lo à policia e à Associação de Futebol de Leiria.
Tudo começa na mama,lembram-se?
De carlosbarbosaoli a 18 de Novembro de 2008 às 12:10
Arrepiei-me com este relato, Pedro! Incrível o comportamento destes "formadores de Homens" e dos progenitores de alguns rebentos. Resolkvem tudo à chapada e depois querem o quê? Que os miúdos não lhes sigam mo exemplo em campo?
Já agora permito recordar que dar um estalo num miúdo passou a ser crime público, pelo que se alguém denunciasse a situação à autoridades, ese formador de Homens poderia passar um mau bocado. Isto, claro, se as leis em Portugal não fossem meros instrumentos decorativos para pendurar na árvore de Natal da indiferença...
Abraço
De Sónia Pessoa a 20 de Novembro de 2008 às 13:11
Não duvidando, obviamente de ti, até me está a custar acreditar no que li... por isso mesmo vou escrever, no meu cantinho, um post sobre este assunto... apareçam por lá mais logo... bjos
De Pedro Oliveira a 20 de Novembro de 2008 às 17:12
Podes acreditar que é,infelizmente, verdade. Pelo que fui sabendo não é caso único os pais pressionarem crianças e treinadores, chegando a ameaçar treinadores se os filhos não jogarem.
De Pedro Oliveira a 21 de Novembro de 2008 às 08:55
Um texto importante sobre a formação desportiva dos nossos filhos.

http://oslivrosqueninguemquisdaraler.wordpress.com/2008/11/20/a-proposito-de/#comment-1595
De Rui a 21 de Novembro de 2008 às 22:30
Esta história faz-me lembrar quando o actual nº1 do PS em Porto de Mós e nº2, na prática, do executivo obrigava os putos a ouvir as táticas de joelhos ou quando apertava a orelha com brinco de um chavalo até fazer sangue.Por acaso é hoje em dia o responsável da educação no nosso concelho.Não é preciso dizer mais nada em relação ao que nos espera na educação do concelho pois não?A banda larga,ou a falta dela, é só mais um pormaior na gestão da formação das nossas crianças.
Assim se pratica a lei do Frei Tomás, faz o que eu digo não faças o que eu fiz e que eu faço!
De um ex-aluno a 22 de Novembro de 2008 às 00:02
Só faltou referenciar os gizes voadores, para não falar dos apagadores que seguiam atrás dos mesmos.
Há aulas que uma criança não esquece, ou devo dizer, professores que não se esquecem…
Ainda bem, porque se assim não fosse, que raio de homem seria eu hoje… :-(

Comentar post

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds