Sexta-feira, 12 de Fevereiro de 2010

Futebolês #14 Assistência

Assistência? Então mas esta não é uma expressão universal, utilizada para tudo o que é espectáculo que vive de público?

Não. Apesar do futebol viver de espectadores, das assistências, a expressão em futebolês tem outro significado.

O que não deixa de ser curioso. Parece vislumbrar-se aqui uma forma de sublimação que é muito comum no futebol. Quase idiossincrático! Se a sublimação pode até ser uma arte, o futebol foi sendo encaminhado para dela fazer uma arte suprema.

É que com a queda das assistências, de espectadores, particularmente visível em Portugal, encontrou-se forma de lhe dar outro significado. E logo uma significação baseada numa ideia forte do jogo, que absorve um dos principais momentos do espectáculo: o passe para golo. Assistência é, em futebolês, o último passe para o golo

É também a sublimação do passe. Não se trata pois de um passe qualquer, de um dos muitos que ocorrem durante um desafio de futebol (é curioso como esta expressão se foi perdendo, ao ponto de quase já soar a estranha), nem sequer do último passe, esta também uma expressão do futebolês. Não, é ainda um último passe especial, é o que antecede o golo!

O último passe já tem, por si, uma enorme importância no jogo. Define a finalização. É de tal forma assim que há até o chamado jogador de último passe, para salientar que o último passe não está ao alcance de qualquer um, pelo que exige de qualidade técnica e táctica, de posicionamento. Mas nem sempre o jogador de último passe por excelência é o que faz mais assistências, como o mais rematador nem sempre é o melhor marcador. Têm, ambos, mais probabilidades de o virem a ser, mas só isso.

Assistência deixou, assim, de ser um termo associado a um dos pesadelos das gentes do futebol, precisamente a falta de gente nos estádios. Ao contrário dos grandes campeonatos, e em particular dos dois maiores – o inglês e o espanhol, onde as assistências esgotam normalmente as capacidades dos estádios, com a particularidade de, por exemplo, o Nou Camp, do Barcelona, esgotar apenas com os associados do clube – em Portugal temos a maioria dos estádios às moscas. Um verdadeiro pesadelo (como vemos aqui em Leiria, já tema de chacota nacional), apenas aliviado quando, uma vez por ano, recebem a visita do Benfica, a andorinha que não consegue fazer a Primavera.

Em época de maré vermelha, como a que está em curso, o Benfica é campeão de assistências, ou de bilheteira. No final da primeira volta tinha uma média a rondar os 50 mil espectadores por jogo, mais 12,5 mil (mais de 30%) que o Porto e mais do dobro do Sporting. E ainda dá para ser o abono de família dos pequenos, a quem enche as casas, algumas vezes reforçadas com mais uma bancada amovível. E ainda há quem duvide da tal tese dos 6 milhões…

Mas também nas outras assistências o Benfica domina a temporada, estando inclusivamente o título de rei das assistências a ser discutido entre o Di Maria e o Fábio Coentrão, com o Cardoso e o Saviola à espreita, apesar de serem ainda dos melhores marcadores da liga!

Às vezes estas duas assistências são incompatíveis, como se viu na terça-feira em Alvalade. À assistência do César Peixoto para o golo do Ramires, correspondeu o abandono da assistência das bancadas. Pode parecer um paradoxo – uma assistência que não assiste – mas não é. Porque aquela não era a assistência que não queria assistir, era a que não queria assobiar nem agitar lenços brancos, duas das disciplinas preferidas das assistências cá do burgo quando as coisas não correm bem. As outras, está bem de ver, é chamar nomes bonitos aos adversários e aos árbitros. E especialmente aquela de entoar um dos cânticos do adversário, trocando-lhe um nobre adjectivo por uma deselegância para a uma mãe (não se chega a saber qual), criada há uns anos no Porto mas entretanto adoptada para os lados de Braga, Guimarães (quem diria!) e até ali pelo Campo Grande!

Estranha coisa essa de trocar o apoio e incentivo à sua equipa pela provocação ao adversário ausente! Não é com certeza uma assistência para golo, esta também uma expressão muitas vezes ouvida da boca de narradores e comentadores mas, claramente e como vimos, um pleonasmo!

 

publicado por Eduardo Louro às 07:23
endereço do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds