Terça-feira, 18 de Novembro de 2008

João Salgueiro não está de acordo com 2/3 das promessas eleitorais do PS para 2009

                                            

João Salgueiro comenta promessas do PS para 2009    
Escrito por Luísa Patrício   
17-Nov-2008

O presidente de câmara de Porto de Mós, João Salgueiro, comentou as promessas anunciadas por João Paulo Pedrosa, líder da Federação Distrital do PS, no último Congresso Distrital de Leiria. João Paulo Pedrosa anunciou três medidas que quer implementar nas autarquias onde o PS vencer nas eleições de 2009. À margem da última Assembleia Municipal, o presidente da Câmara Municipal de Porto de Mós, João Salgueiro, afirmou que uma possível redução do IRS não é uma boa medida para uma altura de crise. Quanto ao subsídio de natalidade, João Salgueiro não hesita em afirmar que é importante o incentivo para combater a redução da natalidade. Sobre os licenciamentos, é proposto que as autarquias do PS garantam isenção de taxas e encargos financeiros e que reduzam o prazo de licenciamento. No entanto, João Salgueiro considera que a medida não é exequível, uma vez que o licenciamento depende de várias entidades externas. João Salgueiro foi convidado pelo PS para uma recandidatura à autarquia de Porto de Mós, no entanto, sublinha que a decisão só dera tomada no primeiro trimestre de 2009.

 

in oportomosense

 

publicado por Pedro Oliveira às 14:05
endereço do post | comentar | favorito
11 comentários:
De 7 Setes a 18 de Novembro de 2008 às 14:35
O Ministro da Finanças de Portugal foi considerado o PIOR Ministro das Finanças dos 19 países analisados pelo insuspeito Finantial Times .
Ou seja o jornal analisou países do mesmo espaço físico , União Europeia, na mesma conjuntura internacional e tirou conclusões, e não se pôs a mandar bitaites comparando com outros ministros que os precederam, como se costuma fazer por estas bandas.
O que eu gostaria é que a nossa classe politica e a nossa classe jornalística conseguisse fazer estas avaliações objectivas.
Gostaria mais ainda que em Porto de Mós, o nosso dito jornal tivesse a mesma coragem e fizesse uma análise objectiva à governação Salgueiro & cia em comparação com os concelhos com os quais competimos directamente, e assim saberiamos com certeza se este marasmo é geral ou se é ou se é somente incapacidade para governar.

(já que a nossa dita oposição continua muda e calada)
De anonimo a 18 de Novembro de 2008 às 14:57
Parece que a oposição anda mais preocupada com outras coisas.
De Pedrosa a 18 de Novembro de 2008 às 17:14
Sócrates bem pode esconder a cara : É este Senhor a inspiração para o PS, o que é que deram de beber ao ministro para dizer uma coisa daquelas.OH valha-me Deus!..........
De Fernando Matos a 18 de Novembro de 2008 às 19:42
No meio de aldrabices qualquer coisa serve.
Salgueiro que não passa de um imitador,visto não ter ideias,teve a coragem de não estar de acordo.
Mas pelas piores razões:
a redução de IRS nos tempos de hoje,significa para quem vive só do seu vencimento,uma ajuda ao seu orçamento familiar e era o recohecimento que conviria desagravar não só o capital,mas desagravar o produto do trabalho.
Assim pensa um Socialista.Mas Salgueiro é o que lhe dá jeito.
.Complicado para o Salgueiro que acumula o seu vencimento, mais a sua reforma desde 2005;
Como se dar mais 20 ou 30 € por mês resolvesse o custo do infantário, a insegurança no emprego, a ausencia de respostas sociais á familia,etc
É verdade, mas Salgueiro em vez de pedir a simplificação dos procedimentos, como é seu hábito, atira com as culpas para o lado.
Com a crise que atravessamos, não entra sequer um processo de obras por dia na Câmara, que faz Salgueiro para os obrigar a despachar? Quem for ao sector de obras e olhar para a secretária do vereador, os papeis são tantos e tão bem arrumados que não há espaço para uma esferográfica.Salgueiro trabalhe e obrigue a trabalhar.
Mas pensar assim dá muito trabalho.
É mais fácil ir ver se os 20 metros de muro estão a ser rebocados.
Como dizia o Mário Lino, ´"é um deserto".Jamais.
Salgueiro é um deserto de ideias e um paraíso de vaidades.
De forma mais simples- porque não te callas- acertas mais.
De Paulo Sousa a 18 de Novembro de 2008 às 22:15

Não deixa de ser curioso estas fracturas políticas assumidas por Salgueiro perante o PS distrital e nacional, especialmente considerando que quando esteve no PSD sempre esteve em sintonia com as orientações que lhe davam.
É normal que este seja um João Salgueiro políticamente mais maduro e mais seguro de si, o que é compreensível depois do que lhe foi dito pelo PS na pessoa do Ministro da Justiça.
No passado, enquanto foi Vice-Presidente da Câmara, as suas convicções não passavam de uma paciente gestão do calendário com vista ao ataque final ao poder. E foi bem sucedido na sua táctica.
Assim, pode dizer-se que o actual João Salgueiro será diferente do João Salgueiro escolhido por João Paulo Pedrosa em 2005. Perante o actual o PS faz-se por se tornar atraente, e está disposto em digerir estes desencontros de opinião.
João Paulo Pedrosa é também uma figura merecedora de análise.
Segundo li no Região de Leiria tem na manga oito possíveis candidatos para a Câmara de Leiria.
Será que ele faz parte da lista? Ou está a guardar-se para outros voos em dirtecção a Lisboa. Se ganhar a Câmara, tem o bilhete de ida garantido. Mas se a perder, a culpa será do seu candidato que não conseguiu passar a mensagem. Azar para o PS. Para ele continua a ser uma questão de tempo. Outras oportunidades surgirão. Para não queimar a passagem para Lisboa basta não ser candidato a nada e assim não se arriscar a perder. Ou será novamente candidato à Câmara da Marinha Grande, qual Lulla da Silva dos vidreiros? Nã! Não me parece. O melhor mesmo é ficar nos bastidores a mexer nos cordelinhos. Quem quiser que dê a cara. Se a coisa correr bem agradeçam-lhe, mas se correr mal, a culpa não foi dele e assim não se queima.
E assim se evolui até deputado da nação. Darwin no seu melhor.
[Texto colocado em simultâneo no blog http://ambicaodevencer.blogspot.com/]
De Anómico a 19 de Novembro de 2008 às 01:38
Acho no mínimo abusador.
Criarem um título vosso e depois transcreverem um texto de uma jornalista carteira profissional e uma posição imparcial a defender.
Escrevam o que pensem o que acharem que devem escrever, não metam os outros ao barulho.
De Pedro Oliveira a 19 de Novembro de 2008 às 08:44
Caro anonimo(a),
Relevo a sua coragem em assinar o seu comentário.

Se por ventura tivesse colocado o texto sem revelar a fonte ou deturpado o texto, o seu reparo ,a quente, teria sentido.
São milhares, minto, milhões, os blogues que existem nesta blogosfera mundial e que muitas das vezes utilizam os textos de jornais para poderem ser discutidos, como forma de valorizar um texto que é relevante por esta ou aquela razão.
Temos sido elogiados por comentadores por estarmos atentos e colocarmos textos que são pertinentes. Foi o que aconteceu, achámos que este texto merecia destaque pelos seu conteúdo, limitei-me a fazer um título através da constatação de um facto. Já não á a primeira vez que alguém , perdoem-me este abuso e peço desculpa se não corresponde à verdade mas.., da CINCUP se insurge com a exposição de textos do Jornal aqui no Vila Forte. Sinceramente não percebemos a razão.
Nunca percebi o porquê de se sentirem melindrados com os blogues, são tantos os exemplos de parcerias de blogues e jornais que inclusive partilham textos, para não referir jornais nacionais, que são muitos, dou o exemplo do Região de Leiria.
Devem repensar essa vossa forma de olhar para os blogues e aproveitar para permitirem que os vossos leitores e outros vos possam ler e comentar.
Já dei esta ideia a alguém com responsabilidade na CINCUP, que tal darem hipótese dos vossos textos serem comentados? Seria interessantepenso eu.
Nós como gostamos do contraditório, e que nos critiquem, não nos passa pela cabeça não permitir comentários neste espaço.
Abraço
De Ricardo a 19 de Novembro de 2008 às 04:01
E onde está a história?

Digam o que disserem. Mas o João Salgueiro nas próximas eleições é o que tem mais hipóteses de ganhar? (Cerca de 80%).
Só se até lá alguma catástrofe politica" acontecer e ele meter os pés pelas mãos de uma maneira irrefutável. ( NÃO ACREDITO. Mas...)

Quanto aos ideais políticos .

O homem é presidente pelo PS.
Tem o passado de 20 anos no PSD.
Nunca lhe vi ou ouvi uma frase ou um acto socialista na sua politica.

Ex: Taxa de água / Ou esta da redução do IRS

. Ele está com algum jogo na mão e pode-se dar ao luxo de um pequeno BLUFF dentro do partido. Ele próprio sabe que os socialistas "duros" da nossa região nunca o apoiaram verdadeiramente apenas o consideravam um mal que vem pelo bem.
E assim suportavam-no!

O PSD ainda não apresentou candidatos ( também não vejo algum dos "conhecidos" a conseguirem ganhar a câmara ).

Ele entrou como independente nunca se assumiu verdadeiramente como socialista limitou-se a inscrever-se no partido.

Frase generalizada nos meios pequenos. " Para as autárquicas contam é as pessoas e não os partidos."

Quem me diz a mim que a Sra. Antonieta não consegue um apoio dito "independente" para uma nova saga do João Salgueiro na câmara , desta feita pelas cores do CDS/PP.

Não menosprezem o jogo do homem. Ele está para tudo.
De Maria Antonieta a 20 de Novembro de 2008 às 23:03
Ricardo não me meta nessa guerra. Logo eu que tenho estado tão quietinha no meu canto
De Rui a 19 de Novembro de 2008 às 11:51
Realmente não se percebe esta questiuncula entre a CINCUP e o vila forte, quando escrevem regularmente para lá praticamente todos os editores do blogue.
Normalmente vou ao sapo e ao LOCAL, saber sobre o que se escrve sobre o nosso Concelho, ás vezes há surpresas de jornais que escrevem sobre Porto de Mós que nós não chegamos a saber, mas é interssante ver que lá as noticias podem ser comentadas e as noticias estão tal qual são escritas pelos seus autores, que eu tenha reparado nunca vi nenhum comentário de Jornalistas encartados a insurgirem-se contra a plataforma SAPO. Curioso este amuo da CINCUP,muito curioso.Terão recebido algum telefonema........................?
De M.Soares a 20 de Novembro de 2008 às 16:55
A coerência é uma coisa lixada. Num dia elogia-se a cincup por ceder som e imagem dos eventos que promovem e os individuos são os melhores do mundo, depois noutro dia, não há piores profissionais só porque gostam que o que produzem seja tratado com respeito e de acordo com as regras que são do conhecimento geral.
Será que o reparo do anónimo ou anónima merecia mais um ataque de algumas pessoas e dos seus alter-egos? Não é legítimo que quem passa por aqui queira saber as regras de funcionamento do blogue e não as sabendo, critique o que acha menos bem?
Quem gosta de se pavonear dentro e fora do blog com os endereços IP das pessoas que comentam no vila forte, tem uma grande legitimidade para criticar seja quem for. A não ser que a ideia da Manelita tenha sido já aceite e estejamos a viver os tais seis meses de ditadura (e as suas ferramentas pidescas) que ela ironicamente diz que seriam necessários para se fazer as reformas que o país tanto precisa.
Definitivamente, até os bons pescadores têm os seus dias menos felizes.

Comentar post

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds