Quinta-feira, 11 de Março de 2010

PEC(ADOS)

O PEC aí está com as receitas esperadas. Lembrando um slogan publicitário poder-se ia dizer que, no sítio do costume, as receitas do costume.

 

Um autêntico livro de facturas. Lá está a factura que cabe a cada um e a todos nós: mais impostos, menos salários, pensões abonos e subsídios. A factura que marca o início do fim das ilusões, das que; à nossa maneira, sempre gostamos de viver e das que, irresponsavelmente, nos têm sido vendidas. Quem paga a crise? As classes médias, como sempre e como não pode deixar de ser. É que ricos, e basta que fixemos para critério o rendimento anual de 250 mil euros, há apenas 4 mil portugueses. Não dá para nada, ao contrário do que muita esquerda gosta de apregoar!

 

Que ao menos tenha essa virtude de acabar com as ilusões e de abrir uma nesga à verdade, que tão arredada anda da nossa vida colectiva. E, se não merece o elogio dos portugueses, já mereceu o da OCDE.

 

Para mim, no entanto, é um PEC cheio de pecados. Pecados mortais, sete como os bíblicos:

 

  1. Atraso: Um PEC atrasado, que vem muito tarde, como aqui já referi por diversas ocasiões. Tarde porque vem depois do Orçamento, quando deveria vir antes (assim perde um ano, o primeiro ano já não é este mas 2011, e tarde para o exterior (mercados e credores).
  2. Economia: Este PEC esquece que tudo reside na economia e nem sequer toca no modelo económico, um modelo esgotado, que não permite crescimento.
  3. Poupança: Um PEC que não se preocupa com a poupança. Que nada faz para promover a substituição de dívida externa por dívida interna, não só mais barata e mais saudável mas ainda instrumento de promoção da poupança numa economia que consome mais do que produz.
  4. Falácia da despesa: A medida mais emblemática de controlo de despesa é a famosa regra do 2 por 1 na função pública – entra um novo funcionário por cada dois que saiam. Não só não seria suficiente como é falso – não significa qualquer redução de despesa; antes pelo contrário significa aumento de despesa com o que entra, pois os dois que saem transitam para a reforma, com a mesma despesa.
  5. Mentira: A mentira continua a fazer carreira à boleia do PEC. A mais chocante é a de que não há aumento de impostos ou que, quando há, são apenas excepções. A comunicação do governo insiste em que reduzir deduções fiscais não é aumentar impostos, com uma argumentação ofensiva da inteligência humana. “ O caminho mais fácil seria aumentar impostos”, afirma o primeiro-ministro, reafirmando uma “opção política clara de não aumentar impostos”.
  6. Privatizações: O encaixe de 6 mil milhões, atingível ou não nas actuais condições, que não passará de uma pequenas cócegas na dívida – o seu destino obrigatório – representa apenas a privatização da TAP, dos CTT e dos seguros da CGD. O resto (EDP, REN e GALP), e à excepção da TAP o que realmente conta, são já empresas privadas. Não são privatizações, trata-se apenas de vender, já não os anéis, mas os dedos. E todos sabemos o que isso significa!
  7. Ilusão das grandes obras: Os grandes investimentos, bandeira eleitoral do governo ainda há poucos meses, contra tudo e contra todos, são objecto de adiamento. Não é verdade: terão que ser cancelados, não há mais condições para os levar à prática!

 

tags: , ,
publicado por Eduardo Louro às 08:55
endereço do post | comentar | favorito
18 comentários:
De Pedro Oliveira a 11 de Março de 2010 às 10:37
Penso que ainda vamos ter saudades de Manuela Ferreira Leite....
De anónimo´s a 11 de Março de 2010 às 10:37
Considero que o PEC foi tímido.
As agencias de rating vão responder com seriedade nos próximos dias...
--As prestações sociais como RSI´s e complementos de reforma deveriam acabar.
--O aumento da função pública deveria ser de 1% e nao congelamento.
--Maior carga fiscal a entidades financeiras.
--concordo com as privatizações, imediatamente Fidelidade, REN e GALP. Cautela com a TAP e EDP.
--reforço na diminuição da ficalidade a empresas com volume de negócios inferior a 250 000 Euros/ano.
--reembolso em 30 dias do IRS seja on line ou nao.
*
De João Romeu a 11 de Março de 2010 às 23:30
Boa noite De facto foi mesmo timido,continuamos a ser os mesmos a levar a cornada, Ora vejamos estamos numa situação de poupar dinheiro, porquê o investimento nos famosos submarinos, vendam-nos, quantos milhões é que se pagam a Majores,Coroneis ,Generais em reformas, quantos políticos profissionais têm acumulação de reformas multimilionárias, se houvesse tomates todas estas situações eram resolvidas com um patamar de valores mais pequenos, viviam bem na mesma com 1500 /2000 € mensais. Quanto as privatizações há coisas que o Estado não deve deixar de ter na sua mão, Energia, Agua, uma empresa de combustíveis Galp, um banco Nacional CGD , uma seguradora isto apenas para poderem regular o mercado , não para serem mais caros que as empresas privadas como é o caso neste momento. Se queremos sair desta trampa onde nos meteram devem começar lá bem no topo , se o topo baixar as bases iram subir e isso sim teríamos um Pais socialmente correcto , a isto chamo social democracia
De Pedro Oliveira a 11 de Março de 2010 às 10:42
Será é só "crime" se for provado que sócrates não disse a verdade quanto à PT e Tvi?

http://aeiou.expresso.pt/as-contradicoes-de-socrates-sobre-os-impostos=f570148
De antonio carvalho a 11 de Março de 2010 às 15:22
Como já não tenho pachorra para tanta asneira e tanta mentira, decidi que não gastaria olhos nem tempo com o tão famoso OE/2010, que todos dizem não servir o País (excepto o PS), mas que o PSD e CDS deixaram passar, com a desculpa esfarrapada de sentido de Estado. Afinal se não presta nem resolve nada, para que é que serve!?.
Agora vem o PEC. Eu a pensar que agora é que as medidas concretas vinham corrigir as asneiras e mentiras do OE, eis que a crise continua e é para durar.
Desemprego aumenta -Subsidio de desemprego baixa;
Funcionários públicos: esbolhados de aumentos e retirada de direitos, é um doce;
Trabalhadores privados :- Sem aumentos salariais e perda de regalias, nomeadamente na área da saúde e apoio social a filhos estudantes;
IMPOSTOS: Muito esperto este 1º. Ministro- Retira deduções em sede de IRS e depois diz não haver aumento de impostos- É o explendor da mentira;
Mas, para cúmulo da mentira curta e do engano pseudo-democrático, aumenta em 3%, a taxa máxima do IRS (de 42 para 45%) estimando-se que esta medida dê aos cofres do Estado, apenas 20 milhões de euros a mais, pois apenas existem 35.000 contribuintes que pagaram IRS à taxa de 42%:
Entretanto a taxa de IRC para os bancos, continuará a ser mais baixa do que para as empresas com fins lucrativos e que criam de facto riqueza, emprego e pagam impostos.
Com este bolo tão guloso, quem se ri com o maior cinismo do mundo, são a CE da UE; o BCE, FMI e Agências de rating. e os falsos politicos de oposição, que para gaudio de tanto cinismo, esqueceram tão depressa o que fizerem com Durão Barroso e Manuela Ferreira Leite, Santana Lopes e Catroga, Paulo Portas ou Bagão Félix. Vejam se descobrem alguma diferença objectivamente diferente do que Sócrates faz e promete fazer.
Esses eminentes economistas sem vergonha, que todos os anos vêm falar dos mesmos problemas e apontam as mesmas soluções, não se calam porquê ! ? Que raio de lições dão eles que nunca acertam nas soluções dos problemas ! ?. Será que o Governador do BP (é Banco de Portugal) não a petrolífera inglesa, só falam de economia quando se fala de salários, nomeadamente daqueles que o têm na média nacional e no salário minimo! ?.
Então essa praga de neo-liberais armados em mestres de justiceiros económicos, não se preocupa com a cada vez maior desigualdade social, em que a riqueza está cada vez mais pendente para o lado do capital e não se questiona porquê.! ?.
Eu quero saber, se quando acabarem de vender as empresas que foram nacionalizadas pelos diabos dos comunistas em 1975, onde é que vão arranjar dinheiro para combater o défice. Será que então começam a vender os cidadãos portugueses em leilões de escravos!? Com estas medidas tão eficientes em execução permanente hà dezenas de anos, parece claro que é o único caminho que nos querem permitir utilizar!?
Não digo mais, porque estou a ficar azedo que chega.
De Anómico a 11 de Março de 2010 às 18:00
CAMARADA VASCO, desculpe, Carvalho: vamos pedir aos lusitanos para tirarem pulseiras, brincos e aneis e entregar o ouro ao Estado...bora...bora lá...
De antonio carvalho a 11 de Março de 2010 às 21:27
É só para dizer ao Anómico que só toco em estrume quando o atiro à terra para adubar. É que eu gosto muito de legumes e tuberculos que semeio, planto, colho e reparto com amigos, para uso doméstico.
Quanto ao camarada Vasco, (presumo Vasco Gonçalves) digo-lhe que é uma honra para mim, referenciá-lo como meu camarada, mas se for para me igualar a ele, apenas digo que estou infelizmente muito àquem dele, mas que o recordo com grande admiração, orgulho e homem de grande honradez .
De Anómico a 11 de Março de 2010 às 22:30
Respondido!
Bamos nacionalizar tudo, meu!
De Anómico a 11 de Março de 2010 às 18:02
Camarada, bamos de barapaus, zoengas e chuços a belém e partimos tudo! É a REVOLUÇOM
De Toffes a 11 de Março de 2010 às 22:15
Anda para aí muita gente a dizer que isto só lá vai com porrada. E que é preciso uma ETA em Portugal.
Quando me dizem isso, respondo, - querem mudar mas têm de ser os outros a fazê-lo.
Vamos nós mudar isto.
Nessa altura já poucos estão disponíveis, têm sempre qualquer coisa para fazer.
Não sei se o anónimo, está a gozar.
Deve ser um desses que fala muito mas quando for preciso agir tem piquenique marcado.
De Toffes a 11 de Março de 2010 às 22:23
Falácia da despesa.
Talvez quisesse que os que se reformam fossem pedir para as ruas.

Ou então que os que trabalham o façam até morrer.
E os jovens? quem os sustenta?
Talvez queiram fazer como no meu tempo de criança, comecei a trabalhar com 10 anos, e o meu pai tinha de oferecer galinhas e batatas etc. para me ensinarem uma profissão.
Bem já há para aí uns siameses a defender a ideia que os jovens deviam começar a aprender um profissão aos 12 anos.
O Belmiro já tens lá jovens a trabalhar de borla, chamam-lhe estágios.
De Anómico a 11 de Março de 2010 às 22:33
Azar ter cmeçado aos 10 anos: ficou invejoso.
Azar!
ª
O que é que vc tem de diferente para as criancinhas nao começarem a trabalhar?
Ah, vc é o bom!
De Toffes a 11 de Março de 2010 às 22:43
Não desço tão baixo...
Isso nem merece ser comentado.
Tenho mais que fazer do que perder tempo com pessoas sem escrúpulos.
Acho que até vou apagar este blogue dos meus favoritos.
Está a conspurcar-me o computador.
De Toffes a 11 de Março de 2010 às 22:26
Podem poupar muito dinheiro e endireitar este país se acabarem com a promiscuidade:
Para avivar a memória a quem, por norma, não anota!!!

Um dos Motivos porque o Governo se tornou fiador de 20 mil milhões de euros de transacções intra bancárias......???
Os de hoje, vão estar como gestores de Banca amanhã, pois os de ontem, já estão por lá hoje.
Correcto???? Se pensa que não, vejamos:

Eis uma pequena lista da engrenagem bipolarizada PSD / PSP:

Fernando Nogueira:

Antes -Ministro da Presidência, Justiça e Defesa
Agora - Presidente do BCP Angola

-------------------------------------------------------------


Jorge Coelho:

Antes - Ministro das Comunicações, Transportes e Obras Publicas
Agora - Presidente da Mota & Engil

-------------------------------------------------------------

José de Oliveira e Costa:

Antes -Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais
Depois -Presidente do Banco Português de Negócios (BPN)

--------------------------------------------------------------------------------

Rui Machete:

Antes - Ministro dos Assuntos Sociais
Agora - Presidente do Conselho Superior do BPN;
Presidente do Conselho Executivo da FLAD

------------------------------------------------------------------------------

Armando Vara:

Antes - Ministro adjunto do Primeiro Ministro
Agora - Vice-Presidente do BCP

----------------------------------------------------------------------------------------------

Paulo Teixeira Pinto:

Antes - Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros
Agora - Presidente do BCP (Ex. - Depois de 3 anos de 'trabalho' saiu com 10 milhões de indemnização !!! e mais 35.000EUR x 15 meses por ano até morrer...)
-----------------------------------------------------------------------------------

António Vitorino:

Antes -Ministro da Presidência e da Defesa Nacional
Agora -Vice-Presidente da PT Internacional;
Presidente da Assembleia Geral do Banco Santander Totta (e ainda umas 'patacas' como comentador RTP)

----------------------------------------------------------------------------

Celeste Cardona:

Antes - Ministra da Justiça
Agora - Vogal do CA da CGD
------------------------------------------------------------------------------

José Silveira Godinho:

Antes - Secretário de Estado das Finanças
Agora - Administrador do BES

--------------------------------------------------------------------------------

João de Deus Pinheiro:

Antes - Ministro da Educação e Negócios Estrangeiros
Depois - Vogal do CA do Banco Privado Português.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Elias da Costa:

Antes - Secretário de Estado da Construção e Habitação -
Agora - Vogal do CA do BES

--------------------------------------------------------------------------------------------------

Ferreira do Amaral:

Antes - Ministro das Obras Públicas (que entregou todas as pontes a jusante de Vila Franca de Xira à Lusoponte)
Agora - Presidente da Lusoponte, com quem se tem de renegociar o contrato.

------------------------------------------------------------------------------------

etc etc etc...


O que é isto?
Cunha?
Gamanço?


Disto ninguém fala...
De Anómico a 11 de Março de 2010 às 22:35
Dê-lhes uma coça...bá, bá lá...dê-lhes, mostre a sua garra, ah, ganda home, se o apanhasse...dê, dê-lhes...
De Toffes a 11 de Março de 2010 às 22:38
Uma diferença grade é que não me escondo no anonimato.
assumo o que digo com o nome bem explicito.
De Anómico a 11 de Março de 2010 às 22:37
Toffes, deite-se..."ninguem fala", vc é o heroi...Leia...e mantenho, dê coça, nao lixe a cabeça...

Comentar post

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.connosco à mesa

Os nossos convidados

Dr. Miguel Horta e Costa

Eng. Cláudio de Jesus

Dr. Saúl António Gomes

Dra. Isabel Damasceno 

Prof. Júlio Pedrosa 

Cor. Valente dos Santos

 

Os nossos leitores

Ana Rita Sousa

Carlos Sintra

 

O nosso email

 

Siga-nos 

 

.podcast


Curvas do Livramento

oiça os nossos debates

Ed. Zero

Edição 1 - 04/Jun/009

Ed. 1.1 Europeias

Ed. 1.2 Autárquicas

Ed. 1.3 Casamentos Gay

Edição 2 - 30/Jun/009

com Clarisse Louro

Ed. 2.1 Pós Europeias

Ed. 2.2 Legislativas

Ed. 2.3 Autárquicas

Ed. 2.4 PMós 2º Clarisse Louro

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.Últimos Comentários

Special thanks to MrCosmos
The Feedburner expert

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.Quiosque

diários

semanários
  regionais
 
   

.Filme recomendado

 

 

Trailer

 

 

 

.Leitura em curso


A Revolução dos Cravos de Sangue

de Gerard de Villiers

Estamos em Portugal, no rescaldo do 25 de Abril, e Lisboa é um tabuleiro de xadrez onde CIA e KGB jogam uma partida mortal. Os serviços secretos americanos, desesperados por apenas terem sabido do golpe de Estado através dos jornais, esforçam-se para impedir que Portugal caia nas mãos do comunismo. Do outro lado, a KGB tem em mente um plano diabólico e põe em campo os seus melhores agentes. É então que um golpe de teatro promete desequilibrar esta guerra fria. Natália Grifanov, mulher de um poderoso coronel da KGB, está disposta a passar para o Ocidente e a relatar todos os segredos que sabe. Para organizar essa deserção a CIA escolhe o seu melhor agente: Malko Linge. Mas nem ele conseguirá levar a cabo esta missão sem evitar danos colaterais. E é então que, nas ruelas de Alfama e nos palácios da Lapa, entre traições e assassinatos, a Revolução dos Cravos mostra a sua outra face.

E, acredite, não é bonita!

Um thriller soberbo e original, passado no pós 25 de Abril de 1974.


Saida de Emergência

.Contador de visitas

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds