Sábado, 10 de Abril de 2010

Turquia - União Europeia para quê?

                 Uma paisagem única no mundo, as " Chaminés de Fadas" criam uma atmosfera de encanto e de deslumbramento que ficarão na memória do visitante muito para além do tempo que ali permanecemos.

O Turismo  na Turquia  significa criação de produtos ( pacotes) prontos serem consumidos  consoante a bolsa   de cada um. Uma verdadeira indústria que gera  postos de trabalho, emprego e riqueza para um país que  viveu dias de angústia com uma quebra de 100% após o acto de terrorismo das Twin Towers nos Estados Unidos. Ao fim de 50 anos de sucessivos adiamentos da entrada da Turquia na União Europeia, chegará a hora em que será vez da Turquia dizer "Não Obrigada". Os laços privilegiados que têm com a Arménia, Azerbaijão, e outros países terminados em -jão  ( hoje estados   independentes) poderão criar entre eles  uma verdadeira União de Estados  da Anatólia. A Europa teme este país com um potencial enorme em termos económicos, 70 milhões de almas onde 65% são jovens  escolarizados  que preenchem , por um prato de cuscus , todos os lugares disponíveis em todas as áreas desde o comércio à indústria e ao artesanato. Muitas mulheres disseram adeus ao véu e ao lenço, mas não deixaram de se virar para Meca. Muçulmanos Sunitas ( 99,8%) diria que o facto de não terem um líder espiritual como os Iranianos ( Komeni), deixou-lhes espaço para abraçarem outros caminhos e outras formas de organizar o Estado. Sorte a deles, (digo eu)

 O berço da civilização Ocidental merece este respeito não só pelo que  fizeram no passado o que fazem  actualmente como também pelo que poderão fazer no futuro. 

A acompanhar  com atenção este dossier ( A Turquia) na União Europeia, alegadmente o "clube dos Cristãos". 

 

Já temos um blog sobre a viagem .Está fixe!!

tags:
publicado por Ana Narciso às 17:27
endereço do post | comentar | favorito
5 comentários:
De Pedro Oliveira a 10 de Abril de 2010 às 19:48
Bem regressada seja.
Quero saber tudo sobre esse País que quero visitar: Capadócia,Antalya, Ankara,Istambul,....
bj
De Ana Narciso a 10 de Abril de 2010 às 22:20
É uma inesperada surpresa! Já estava com saudades.!
De Paulo Sousa a 10 de Abril de 2010 às 23:41
Istambul é uma cidade fantástica cheia de história e a Turquia é também uma potência regional de relevo.
A sua possível entrada na UE tem feito correr muita tinta. Podem apontar-se algumas efectivas vantagens, nomeadamente porque dessa forma se dava força a uma Turquia laica e ocidental e também se poderia atrair uma parte da população turca que no cenário da não adesão virará definitivamente as costas à Europa e a tudo o que representa. Também a sua elevada percentagem de população jovem seria interessante para refrescar as estatísticas etárias da UE.
No entanto a sua adesão não deve ser feita a qualquer preço.
Quando toda a Europa se indigna com o resultado do referendo suíço sobre as mesquitas, ignora certamente a questão do Seminário Halky (cristão) que foi encerrado por motivos que aparentam ser exclusivamente religiosos e que apesar de apelos internacionais para que seja reaberto, incluindo dos EUA, os partidos nacionalistas e islâmicos insistem para que isso não aconteça.
Existe também a questão do Chipre. Não faz sentido a Turquia entrar na UE mantendo o estado de alerta permanente, com um enorme aparato militar junto de uma fronteira encerrada há décadas, com um Estado Membro da UE de pleno direito.
A questão curda é também uma pedra no sapato da Turquia. Os curdos constituem uma nação sem pátria e são perseguidos especialmente na Turquia e no Iraque. O líder do PKK, partido independentista Curdo, está preso por motivos políticos há bastantes anos, o que não é aceitável que isto aconteça dentro da UE.
Se a Turquia quer pertencer ao clube europeu, será bem vinda, mas terá de fazer por isso e ainda tem um caminho a percorrer.
De José Ferreira a 11 de Abril de 2010 às 18:08
Paulo
A tendência será a do progressivo desinteresse em pertencer á UE.
É sintomático que tenha sido criada a organização económica do Mar Negro,onde a Turquia é o 2º membro mais poderoso, militar e económico, atras da Russia.
Mas a Turquia tem na sua história todo o movimento populacional que vindo do Oriente, em várias etnias, mas todas de origem otomana,que se instalou em toda aquela região.
Toda a região nos ultimos 300 anos girou em torno do império russo e império turco.
Olhando só o seculo XX, até ao fim da 1ª guerra mundial,o império otomano era a potência dominante,e em 1923, é a criação da Republica Turca e vimos o avanço da União Soviética, a predominancia desta, que durou até 1990.
Hoje temos um conjunto de republicas, para quem a Turquia vende imenso e compra gaz natural.
A Turquia tem sido o parceiro priveligiado da Georgia,Arménia,Azerbeijão, Cazaquistão, para a modernização destes.
Por sua vez, com os outros vizinhos, mantém relações tensas -Irão e Iraque, bem como com os árabes.
É notoria a influência alemã dominante.poucos falam inglês, muitos falam alemão.
Neste mosaico nota-se claramente o desejo do seu próprio protagonismo, sempre vigiado pelo grande vizinho russo, mas com uma relação próxima aos Estados Unidos, não muito interessados numa Turquia na UE, mas sim na NATO.
Uma Turquia que espanta.
Veja-se que mantem um contrato com Angola para fornecimento de diamantes,sem passar pelo filtro holandês, caso único no planeta, e que faz com que sejam a 2ª potencia no negócio das joias.
Uma Turquia que é a 17ª economia do mundo.
Que responde ao problema curdo de forma singular.
o problema não é dos curdos que vivem numa democracia, como é a Turquia.
O problema são os curdos que vivem em países de ditadura-Iraque e Siria.
Na Turquia, dizem, os curdos têm autonomia e podem votar.O território não é problema.O problema é a ausencia de democracia nos outros, que impede o diálogo. Inteligente.
Para Chipre a sua análise é também interessante.
40% da população da ilha é turca.
Assim , reclamam a partilha de poder, por equilibrio, defendendo que, se o 1º ministro é grego, o vice-primeiro-ministro deve ser turco, mas que os gregos rejeitam tal proposta.
Mas o mais importante é de facto a separação do Estado com a religião.
Até quando?
Se a UE e os EU não conseguirem manter um estatuto especial á Turquia, não saberemos até quando os seus inimigos ancestrais-os arabes- através do fundamentalismo islãmico, ganham este conflito entre campanários e minaretes.
O facto é que a Turquia foi um berço dos primitivos cristãos e muito da igreja ortodoxa, mas que hoje só com lupa se vê uma igreja aberta ao culto cristão.
Vi-a em Kónia, antiga capital do império turco na sua fase seljúcida, ou seja, antes dos otomanos,sec.IX , os actuais turcos.
Uma cultura interessante, miscelânea de civilizações, de que somos herdeiros.


De Paulo Sousa a 11 de Abril de 2010 às 20:38
A questão cipriota reveste-se de particularidades interessantes.
A população da República Turca do Norte do Chipre, país reconhecido apenas pela Turquia e cujo território foi ocupado militarmente nos anos 70, manifestou em referendo, não há muitos anos, a sua vontade em não se integrar na República do Chipre. Apesar disso todo o território foi integrado na UE, sendo que todos os direitos inerentes à cidadania europeia estão suspensos para os cipriotas turcos. Se, no entanto, solicitarem a sua cidadania cipriota da República do Chipre já poderão ser cidadãos europeus de pleno direito.
A relação entre as duas comunidades é enorme e resulta dos confrontos militares mais e menos longínquos no tempo mas também diferenças culturais e religiosas.
Existem ódios ancestrais também entre a Grécia e Turquia que não estão desligados deste conflito.
Lembro-me de numa conversa em Salónica dizer que dali seguiria para Istambul, e ter sido veementemente corrigido... não é Istambul é Constantinopolus.

Comentar post

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds