Quinta-feira, 27 de Novembro de 2008

Há comentários que merecem destaque!*

"Obrigados pela abordagem ao 25/Novembro.É sem dúvida uma data muito esquecida pelos politicos e consequentemente pelos Portugueses, tanto que os Médias pouco ou nada focam deste evento que finalizou um estado de sitio que se vivia em Portugal.
Foi sem dúvida um marco histório para a nossa pobre Democracia. Coragem e empenho de Ramalho Eanes, Jaime Neves e o apoio Politico de Mário Soares e Sá Carneiro e Freitas do Amaral. HONRAS lhes sejam feitas.
Estava EU a cumprir o meu serviço Militar na Base Aerea-5 de Montreal quando esta foi invadida pelas tropas Pára-Quedistas. Horas muitro dificeis de uma confusão total. Ninguém sabia o que se estava a passar e o que poderia acontecer. O Meu Comandante com quem tive sempre uma excelente relação Coronel-Seara, dizia-me, Que é isto?! sobre prisão no seu gabinete de Comando.
Felizmente o que poderia ser uma tragédia, acabou em PAZ. A vida miltar no seu apoio politico deixou de ser tão activa para se deixar para os Parlamentares e figuras politicas de destaque como Sá Carneiro, Mário Soares e Freitas do Amaral.
Sem dúvida que estes figurinos tiveram um influência muito grande na altura, sem esquecer que o próprio Alvaro Cunhal, aparcebendo-se da situação também ele discretamente acalmou as hostes mais revolucionárias-esquerdistas. Era um tempo de FERRO-e-FOGO. Quem não se lembra do que se passou no Rossio de Porto de Mós?!
Valia tudo, aonde a troca de acusações e de gritos de ordem pública eram frequentes.
Quero apenas referir que esta foi uma data em que se desfez o mais rude ataque esquerdista em Portugal, mas nunca esqueço o 11-Março em que o vivi com muita intensidade, em que lamento muito a Traição feita ao General- Spínola.Este para mim foi muito mais dificil de gerir e que custou a vida de um militar no ralis em Lisboa com o Ataque feito pelos T-33 e F-56 da Força Aerea sobre o Comando de General Lemos Ferreira que mais tarde veio a ser nomeado Chefe de Estado Maior das Forças Armadas. O mesmo que traiu o General-Spínola em que o colocou no Quartel dos Pra-Quedistas em Tancos como Comandante e este a que mandava tudo (Lemos Ferreira). Situação em que o Spínola teve de rosolver coma sua fuga para Espanha.Foram coisas vividas por mim e acompanhadas muito de perto minuto-a-minuto.
Por isso hoje tenho algumas visões de certa gente diferentes dos demais, é que ouvir e viver de perto o que os Homens são capazes de dizer e fazer nas nossas costas, é de brandar aos céus.
Por isso hoje dizem que as escutas telefónicas podem ser verdades, mas como são ilegais....assim se vive em Portugal e com a Justiça.
Obrigado Pedro pela lembrança aqui postada. Quis apenas contribuir de algum modo com o eu testemunho, não querendo ser chato ou maçador. Quando me recordo de certas figuras fico com uma revolta enorme e acho que nunca houve tanta razão para fazer um outro 25/Abril como agora. A luta de classes em Portugal cada vez é maior."

 

Rafael Marcelino

 

 

* O Vila Forte aceitou a sugestão do Paulo César e, achámos por bem destacar este comentário do Sr. Rafael Marcelino sobre o 25 de Novembro, por ser um testemunho na primeira pessoa em relação ao que se passou nesse dia tão importante para a nossa democracia.

 

Dentro do mesmo espirito, e porque o contributo do Meu Amigo, Hugo Besteiro, é também relevante, deixo o link que ele sugeriu para aprendermos mais sobre esta data!

Obrigado

 

http://www1.ci.uc.pt/cd25a/wikka.php?wakka=th10

publicado por Pedro Oliveira às 23:35
endereço do post | favorito
De Rafael Marcelino a 28 de Novembro de 2008 às 23:37
Caro Rui Fonseca, venho aqui mais uma vez não para criticar ou contra-por o seu depoimento sobre o que acha ou achou do 25/Novembro, mas para tentar esclarecer alguns dividendos que se tem juntado ao post. Quando foi o 25 de Novembro a maioria dos Portugueses era completamente analfabeta politicamente (90%) minimo, agora todos sabem até demais (dizem... alguns), eu também fazia ou faço parte desses 90%. claro que agora todos sabem jogar na esquerda, centro e direita e ao fim do resto ninguém sabe é nada, como se comprova pelo estado da Nação. Mas voltando atràs, os factos nada tem a ver com clivagens de esquerda ou direita, se assim entendem então eu deixo de comentar aqui, ou se ouvem verdades factuais ou temos de ser confrades da mesma confraria?!. Nisso eu não jogo.
O facto exposto foi de narrativas em memórias do 25/Novembro par quem consegui-se testemunhar algo a acrescentar sem politiquices como o Sr.Pedro Oliveira lançou o desafio em post. e como era a politica nessa época.Certo?!
Eu quis testemunhar alguns aspectos que achei revelantes, que para mim foram ao Vivo e Ouvido.
Não faltam hoje actores, sabidos e ressabidos para tentarem saber os efeitos colacterais deste facto que aconteceu na história de Portugal.
Eu muitas vezes estou como se costuma dizer;O papel aceita tudo o que lá quiserem escrever, mas daquilo que eu vi e ouvi ninguém me é capaz de desmentir. Acompanhei junto do meu Comandante Coronel Seara, Meu Chefe e amigo Chefe de Estado Miaor da Força Aerea General (Graduado) Morais da Silva (Que muito me estimava também) por razões que miltares e de chefias, e bem assim com a Torre de control e todas as comunicações controladas no edificio do Comando da Base Aerea n°5 Montreal.
Posto isto, aqui ninguém falava de partidos politicos, havia era sectores em que se diziam mais progressitas dentro dos quarteis, nunca Partidos.
Se bem que no exterior a batalha partidária era por mais evidente com todos os sectores a tentarem remarcar-se, sendo os mais trivais os MRPP, MES, UDP, etc., para depois os Politicos Chefes apostarem nos lugares cimeiros. Essa nunca foi a nossa luta, queria-se era estabilidade.
Não me venham com debates em salões muito bem recheados de estudiosos politicos e pensadores que vão saber ou desmentir aqueles que viveram e ouviram tudo de perto o quanto foi toda a revolução de Abril 74. Eu apenas falo do que sei, vi e ouvi sem politiquices. Participei desde a primeira hora no 25/Abril de 1974.
Hoje é muito fácil opinar-se de isto ou aquilo repensando os dividendos mais influentes nesta ou naquela matéria, mas o que se propôs debater foi o 25/NOV.Nessa altura nem NET havia e TVs eram poucas. Muitos estão esquecidos destes factos e para eles é uma treta uma vez que como nasceram depois do PREC já tinham no quarto da maternidade que os acolheu o PC e TV.
Como disse em anterior comentário, o 11/Março para mim meteu-me mais medo no sentido militar-sem politica. Aquilo que eu VIVI e como nunca me farto de dizer, o que OUVI ninguém me pode desmentir.Como foi a Traição ao General Spínola (Metia dó o Homem) e como o Sr General Lemos Ferreira mandou o Comandante Coronel -Carrilho da BA-5 levantar os F-56 com bombas de 500-Kg sobre-voar o Ralis e Lisboa com os Pilotos, Maj. Vitor Silva de Castanheiro (Trás-os-Montes) e Maj. Ayala de Lisboa, pilotos da primeira linha militar.
Isto foram realidades e quem quiser falar de politica ou partidária neste caso não conte comigo.
Ainda me lembro como disse antes do que se pasou no Rossio de Porto de Mós?!, era ..era..era uma coisa de arrepiar em todo o lado, o que se disse e fez muitos devem de ter a consciência pesada e caladinhos agora para que ninguém os aponte. Também fiz uma buscar miliatar na casa dos Poças de Porto de Mós pela noite sobre ordens de comando por denúncia feita de alguns Portomosenses de que estavam lá albergados homens da PIDE-DGS. As coisas que a gente se lembra. Afinal ninguém estava lá. Tinha sido em tempos local de algumas reuniões Militares antes do 25/abril.
De uma forma singela dei o meu testemunho sincero e sem politiquices. Ainda sei como sempre soube viver sem ser afeco a qualquer sector partidário ou pertencer a confrarias. Gosto mais de uma boa Confraria do Bacalhau.
Saudações Patrioticas para a mesa
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds