Quinta-feira, 11 de Dezembro de 2008

Tumultos na Grécia

1- O quotidiano de Atenas foi interrompido há seis dias para um tumulto que ainda não terminou.

A morte do Alexandro Grigopoulos terá sido o catalizador para um aumento exponêncial do número de manifestantes. Face à dimensão dos estragos, não se pode culpar apenas algumas dezenas de anarquistas e de radicais. O descontentamento da opinião pública perante o governo envolvido com casos de escutas ilegais, corrupção, escândalos sexuais, negócios imobiliários do estado com beneficio de um ministro e com a crise e o desemprego crescente, fizeram das manifestações e greve geral uma válvula de descompressão com efeito contrário, ou seja a pressão para que o governo se demita é cada vez maior. As palavras de ordem pedem eleições antecipadas.

 

 

2- Não terá nada a ver para o caso mas foi ontem apresentados os resultados de um estudo na Assembleia da República com os seguintes dados:

 

Grau de satisfação dos portugueses com a democracia em Portugal:

Em 1985: 40%

Em 1999: mais de 35%

Em 2008: 28,5%

 

Grau de satisfação dos deputados com a democracia em Portugal: 60,6%

 

Sentimento de representação dos portugueses na Assembleia da República:

Portugueses: 19,6%

Deputados: 63,8%

 

3- Quandos vires as barbas do vizinho a arder...

publicado por Paulo Sousa às 22:49
endereço do post | comentar | favorito
14 comentários:
De Pedro Oliveira a 12 de Dezembro de 2008 às 08:46
Os politicos em geral e os politicos Portugueses em particular, penso que ainda não se aperceberam que estão a afastar-se cada vez mais do país/mundo real e que todos os dias são só noticias que descredibilizam a politica e os politicos e nada fazem para mudar atitudes, a do Guilherme silva dizer que para acabar com o problema das faltas às sextas é só irem à AR de 3ª a 5ª, só vem demonstrar a falta de respeito que existe para connosco.É só mais uma entre tantas, se formos falar do Zé que fazia falta, dos processos de corrupção que na maioria envolvem autarcas, no braqueamento de capitais que envolve conselheiros de estado(noticia de hoje correio da manhã),se e se e mais ses........................................
Chegamos a ponto que vai se suficiente uma pequena ignição para isto explodir, começou em Paris, está em Atenas e é como se nada existisse.
De Virgínia a 12 de Dezembro de 2008 às 11:56
Snr . Pedro Oliveira, o senhor tem toda a razão.
Os nossos políticos estão a "esticar a corda" e os portugueses, gente amável e hospitaleira, estão a demonstrar o seu descontentamento, para já, de forma pacífica.
É sabido que, boas e calmas pessoas, quando "picadas", tornam-se autenticas feras!
Era bom que os nossos políticos, com a sua política, não obrigassem as pessoas a demonstrar o seu descontentamento de forma violenta, como vemos já por esta Europa (e não só) fora!
Espero que o resultado do estudo da Assembleia da República seja lido pelos seus representantes e que eles o "saibam ler"!
De Virgínia a 12 de Dezembro de 2008 às 12:05
Só mais um apontamento...
"Quando vires as barbas do vizinho a arder....
Põe as tuas de molho...
Antes que elas também peguem fogo!"
Prevenir antes que não seja possível remediar...
De Pedrosa a 12 de Dezembro de 2008 às 12:22
Desculpem mas em Portugal não se vai passar nada disso porque, eu acredito no nosso Peimeiro-ministro que disse que para o ano vai ser um bom ano para os Portugueses devido à baixa, dos juros, da prestação da casa e dos combustiveis, e como ele nunca nos enganou e até tirou a licenciatura com esforço e mérito, para dar o exemplo, discordo de quem diz que vamos ter uma ano terrivel e dramático como foi o caso do Vanzeller ontem.Eu acredito do Engenheiro Doutor Sócrates.Fala sempre a verdade e contribui e muito para a credibilização dos politicos, ele e os seus ministros, que também são pessoas sensatas e com bom senso.
Somos um povo feliz com estes governantes a oposição tem é inveja.
De maria Antonieta a 12 de Dezembro de 2008 às 17:54
Senhor Pedrosa eu também penso como o senhor.
O= Mundo está todo voltado ás avessas á beira do colapso, mas por magia os nossos governantes vão fazer de Portugal um paraíso onde todos nós só teremos regalias e bem estar.
Isto é que é falar....... eles claro falam muito bem....nós os pacóvios que não vivemos nba capital
é que não percebemos nada disto.... somos provincianos... está tudo dito.
De Rui Fonseca a 12 de Dezembro de 2008 às 16:44
Caro Paulo Sousa,quererá dizer que perante os factos que escreve somos um país de maricas?
Não quero que se sinta mal em ser um deles...
Passar bem!
De Rafael Marcelino a 12 de Dezembro de 2008 às 17:16
Bom o Rangel disse ontem que iria apresentar como solução a falta dos deputados na AR com um projecto lei. Que diabo virá agora por aí?!...vai de vento em poupa este PSD, vai..vai...e a velhota que se desenrasque a ler papeis que alguns escrevem e levar na tola.
A Zita Seabra depois de passar pelo PCP, (veja-se?!) agora é uma ilustre do PSD, mas disse ter abandonado o Parlamento para não votar. Bom, se calhar agora quer fazer a cama para ir para o PS.
Oh Vá-lha me Deus.
OH meus caros confrades..isto sem Justiça Séria e Célere nunca vai a lado nenhum. Eles não querem nada com alterações e o farrabadó tem sido e vai continuar a ser bom.
O Jorge Neto disse que nem fazia sentido algum, pois era desumano vir para Lisboa votar depois de estar no Porto num jantar (Quinta-F.) para angriar fundos para o FCBOAVISTA, veja-se?!
De maria Antonieta a 12 de Dezembro de 2008 às 17:59
Senhor Rafael Marcelino, mas que desumanidade um deputado vir do Porto para Lisboa.
Clao que o futebol é muito mais importante que governar um país, missão para a qual foram eleitos com os nossos votos e cujos ordenados são pagos com os nossos impostos.
Eu não diria desumano, mas sim de uma crueldade extrema.
Ah! Valha-me Deus como diz a Dra Ana, masw olhe que as asneiras já são tantas que até Deus já anda a ficar farto.
Um resto de Santo Dia como o senhor costuma dizer.
De Rafael Marcelino a 12 de Dezembro de 2008 às 20:55
Cara Antonieta. Nem mais. Foi o que o homem disse em que estes meus ouvidos (Que a minha Mãe me deu) ouviram ontem e os olhos viram na RTP-INt.noticias.
Isto como estou farto de dizer, não tem volta a dar. existem algumas boas vontades, ms nunca houve tanta razão para outro 25/Abril em Portugal.
Já viu esta hoje do nosso conterrânio Luis Amado com os presos de Guantanamo?!
Só me aparece disto ou cartas de nada.
Eu até fico meio maluco com esta ganga, caras sem vergonha. Patifes.É tudo farinha do mesmo saco.
Tenha um Santo e Bom Fim de Semana,para si a para Todos
De Ricardo a 12 de Dezembro de 2008 às 21:14
Sr. Paulo Sousa é de guerra que precisa. Eu voluntario-me para uma das linhas. Agora meu amigo, não me mandem para lá sem armas... Pois carne pa canhão, eu não sou.

Se em vez de guerra se proclamar o pensamento livre esquecer os lobbies. Derrotar o sistema em causa ou pelo menos substitui-lo por um um tanto melhor.

Quando a realidade nos for entregue como ela é sem "ilusionismos", podendo assim o "comum utente" ter uma opinião sobre o assunto com base na veracidade ( Seja esta a que for, correcta ou não ) e a conseguir defende-la com argumentos válidos.
Quando tiver instituido esta verdade e com os "Generais" correctos meu amigo. Para mim até a pá do pão da velha padeira me dá.

Agora guerrear sem saber porque ou de que maneira só me lembra a república do congo.... E até tal acontecer prefiro andar na república das bananas mesmo que as bananas que nos são endereçadas estejam podres e velhas, quem quer sabes ver sabe e só come quem tem de comer.

Meu amigo o grito de ipiranga já não se houve, o mau feitio do King Edward já não se sente a ingenuidade dos nossos Reis D. Sebastião e D. Fernando já não se tolera.

Agora um bom e válido argumento de revolta pode ter idoneidade.


P.s: Mas quem o tiver de fazer não se pode deixar ficar com um rebuçado meio descacado.


OU VAI, OU RACHA............................!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

De José Ferreira a 12 de Dezembro de 2008 às 23:37
A democracia está muito doente em Portugal.Já não bastava as pessoas sem escrupulos,nem memória que nos vão governando, tivemos no dia de hoje mais três casos, que demonstram que não há qualquer vergonha, e que podem conduzir a que venhamos a ter em Portugal, à semelhança da Grécia, a violencia nas ruas.
1º caso-9.30m da manha, a Comissão Parlamentar de Economia e Finanças,não reune porque, dos seus 18 deputados, 8 faltaram. Provavelmente, seria muito cedo.
2º caso-uma Sra Deputada do PS, afirma na televisão que faltara a tal reunião,justifica-se dizendo que era mais importante estar na votação do Estatuto dos Açores.
Problema-esta votação não era hoje, SIM na próxima semana.NOTÁVEL
3º caso- O deputado Guilherme Silva do PSD(o meu partido) defende que não deveria haver reuniões de Plenário e votações porque à sexta-feira os Srs Deputados tem saudades da familia e pretendem regressar a suas casas.NOTÁVEL.
O Dr Almeida Santos (PS) acha muito bem, que a sexta feira é vespera de sábado,logo não deveria haver Assembleia.
E mais, que os Srs Deputados deviam ter melhores salários.Ou seja fazer menos e ganhar mais.NOTÁVEL.
Olhem que não estou a brincar, Eu OUVI.
Continuando por este caminho, não sei como se credibiliza a actividade politica.
Pobre país que definha diariamente,logo não me admiraria que os acontecimentos de violência que vão ocorrendo, não nos venha a bater à porta.
De anonimo a 13 de Dezembro de 2008 às 01:41
Dr José Ferreira
O seu amigo, Deputado Eleito por Leiria e companheiro Feliciano Barreiras Duarte também faltou à votação. Tinha um dos filhos doente e foi obrigado a ir á Escola buscá-lo, quando voltou ao Parlamento (diz que voltou) a votação já tinha terminado.
Desculpa ou azar, mas que faltou faltou e olhe que não se cansa de vir para os jornais criticar os que faltaram... (por ex. no região de leiria de hoje).
O facto é que já não faltam muitos meses para esse Senhor e outros como ele não faltarem a nenhuma saida de missa ou mercado a apelarem ao bom senso do povo e à moralidade do sistema politico (deixando sempre implicito que o voto certo é neles...).
Faz-me confusão quando os politicos falam em aproximação entre os eleitos( eles) e os eleitores como se isso fosse algo mensurável, quando o que vemos de facto são actos de perfeita defesa de interesses pessoais, capeados por principios que caducaram no momento em que a Politica passou a ser Profissão: O Serviço Público e espirito de Missão.
Neste momento todos os que já lá estão começam posicionar-se, a criar lobie para continuar. Pois porque esta coisa do espirito de missão é engraçada, só alguns é que podem ter este espirito...e pensam eles a capacidade...
O facto é que muitos deles não têm sequer para onde ir se não integrarem as listas em lugar elegivel, mas pior..não sabem fazer mais nada, porque de facto o que têm feito é nada. E para fazer nada a ganhar 3 ou 4 mil euros liquidos...quem é que não tem espirito de missão? O patrão não chateia, as obrigações poucas e se não fizer o serviço hoje, amanhã também é dia...
Bem, a Politica no seu melhor e os eleitos cada vez mais enfiados na redoma e os eleitores com cada vez mais adjectivos para descarregar na imagem deles, tipo capacho já gasto de tanta esfregadela.
Para terminar comentar apenas uma frase dum politico aborrecido com esta coisa da limitação de mandatos...
Digo eu que a Renovação na cabeça destes politicos é algo de fundamental para a Democracia, determinante para "refrescar" os Partidos e dar sangue novo ao sistema, associando-lhe naturalmente
novas ideias, mais discussão e consequentemente uma maior ligação entre a sociedade civil e o sistema Politico! Pois é só que isto é tudo muito bonito, mas Renovação na ideia dos que falam assim é para os outros, porque eles acham-se insubstituiveis...PUDERA!!
ESTA MALTA NÃO SE ENXERGA MESMO.
De José Ferreira a 13 de Dezembro de 2008 às 19:53
Caro anónimo,quando escrevi não sabia quem faltou.
Mas isso não importa,mantenho a amizade com o DrFeliciano, e a melhor prova de amizade é dizer-se o que se pensa.
Não retiro uma virgula ao que escrevi.porque infelizmente temo não estar errado.
Aliás penso que devemos corrigir todo o actual quadro de sistema representativo.Mas isso é outra conversa-
No respeito que a democracia exige, o respeito pela diferença de opinião é fundamental-
Despeço-me pedindo-lhe que se identifique, porque as palavras anónimas leva-as o vento.
Cumprimentos.
De Rafael Marcelino a 13 de Dezembro de 2008 às 20:20
Caro José Ferreira, li com atenção o seu comentário das 23;37 de dia 12, achei graça quando disse a determnada altura (meu partido), e lembrei-me de uma coisa, mas como a crise agora não é nada aconselhável devido há recessão, que era Vende-lo. e que tal?!.eheheheh
Já agora quero adivinhar que a proposta que o Paulo Rangel quer apresentar na AR por causa das faltas (Deputados) seja de como combater a crise de emprego passando a trabalhar-se 4-dias por semana (começar pela AR) ganha decerto o projecto lei.
esta rapaziada é mesmo boa...lembram-se de tudo.Estamos muito servidos.
Vamos com este humor desejar um bom fim de semana para si, toda a sua familia e a todos que aqui nos visitam.
Saudações Patrioticas

Comentar post

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.connosco à mesa

Os nossos convidados

Dr. Miguel Horta e Costa

Eng. Cláudio de Jesus

Dr. Saúl António Gomes

Dra. Isabel Damasceno 

Prof. Júlio Pedrosa 

Cor. Valente dos Santos

 

Os nossos leitores

Ana Rita Sousa

Carlos Sintra

 

O nosso email

 

Siga-nos 

 

.podcast


Curvas do Livramento

oiça os nossos debates

Ed. Zero

Edição 1 - 04/Jun/009

Ed. 1.1 Europeias

Ed. 1.2 Autárquicas

Ed. 1.3 Casamentos Gay

Edição 2 - 30/Jun/009

com Clarisse Louro

Ed. 2.1 Pós Europeias

Ed. 2.2 Legislativas

Ed. 2.3 Autárquicas

Ed. 2.4 PMós 2º Clarisse Louro

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.Últimos Comentários

Special thanks to MrCosmos
The Feedburner expert

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.Quiosque

diários

semanários
  regionais
 
   

.Filme recomendado

 

 

Trailer

 

 

 

.Leitura em curso


A Revolução dos Cravos de Sangue

de Gerard de Villiers

Estamos em Portugal, no rescaldo do 25 de Abril, e Lisboa é um tabuleiro de xadrez onde CIA e KGB jogam uma partida mortal. Os serviços secretos americanos, desesperados por apenas terem sabido do golpe de Estado através dos jornais, esforçam-se para impedir que Portugal caia nas mãos do comunismo. Do outro lado, a KGB tem em mente um plano diabólico e põe em campo os seus melhores agentes. É então que um golpe de teatro promete desequilibrar esta guerra fria. Natália Grifanov, mulher de um poderoso coronel da KGB, está disposta a passar para o Ocidente e a relatar todos os segredos que sabe. Para organizar essa deserção a CIA escolhe o seu melhor agente: Malko Linge. Mas nem ele conseguirá levar a cabo esta missão sem evitar danos colaterais. E é então que, nas ruelas de Alfama e nos palácios da Lapa, entre traições e assassinatos, a Revolução dos Cravos mostra a sua outra face.

E, acredite, não é bonita!

Um thriller soberbo e original, passado no pós 25 de Abril de 1974.


Saida de Emergência

.Contador de visitas

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds