Domingo, 4 de Janeiro de 2009

Ainda as pistolas

Hoje é notícia do Jornal Público. O que mais espanta nisto tudo é o facto do Presidente não conseguir  um argumento consistente de jornal para jornal.

Ora vejam:

 

 "A oferta de pistolas de plástico para a prática de tiro ao alvo a alguns alunos do 1.º ciclo do concelho de Porto de Mós, Leiria, deixou indignados alguns encarregados de educação. A situação foi denunciada recentemente por elementos da oposição. João Salgueiro, presidente da autarquia socialista, fala em aproveitamento político e Manuel Coutinho, psicólogo clínico, desdramatiza o caso.
As pistolas em causa foram oferecidas após um espectáculo de circo financiado pela câmara, que decorreu no passado dia 4 de Dezembro, juntamente com outros brinquedos distribuídos pelas crianças. Artigos que tinham sido oferecidos por uma empresa falida à autarquia, que optou assim por poupar a verba que tinha investido em anos anteriores com a aquisição de brinquedos.João Salgueiro remete explicações para o vereador da Educação, Rui Neves, por desconhecer a situação, já que se encontrava hospitalizado nessa data. Não deixa, contudo, de considerar que a oposição está a fazer um aproveitamento político da situação, já que o caso foi denunciado pelo presidente da assembleia municipal, Luís Malhó, eleito pelo PSD, quase um mês depois de os brinquedos terem sido oferecidos.
"Nem sequer são pistolas. Servem para atirar a um alvo. Estão a empolar uma situação sem pés nem cabeça, quando há situações bem mais graves, das quais ninguém fala", lamenta o autarca, que garante que irá esclarecer o caso na segunda-feira, junto de Rui Neves, que se escusou a comentar o assunto.
O psicólogo clínico Manuel Coutinho desdramatiza a situação. "Não devemos extremar posições. Este tipo de brinquedos não é o ideal, mas não é daí que vem o mal ao mundo. Há coisas muito mais graves que as crianças vêem diariamente", afirma, em alusão a jogos electrónicos que envolvem casos de violência.
Apesar de ser favorável a uma cultura de não-violência, Manuel Coutinho entende que, neste caso, o brinquedo nem funciona como uma pistola, mas como um instrumento para atirar setas ao alvo. O psicólogo refere, por outro lado, que nem sempre as crianças fazem a leitura que os adultos fazem em relação aos objectos.
"Quando uma criança está a brincar com uma pistola, está a recorrer ao imaginário dela e a usá-la de uma forma útil." O mais importante de tudo, alerta, é verificar se os brinquedos oferecidos cumprem os requisitos legais de segurança e são adequados à idade dos mais pequenos.
O PÚBLICO tentou ouvir Luís Malhó, mas tal não foi possível até ao fecho da edição."
 

 

Aqui a culpa jão não é das psicólogas, passa a ser do Vereador da Educação; as pistolas passaram a ser oferecidas e o grande malandro é o Presidente da Assembleia Municipal.

 E se for o  jornal Expresso a perguntar ? Qual será  a próxima mentira?

 

 

 

estou: As pistolas
publicado por Ana Narciso às 10:40
endereço do post | comentar | favorito
22 comentários:
De anonimo socialista a 4 de Janeiro de 2009 às 12:41
Confrangedor.
Como é possivel?
Ao Regiao de Leiria,(31/12/2008) as pistolas foram compradas a uma empresa que faliu.
Ao Correio da Manhã(2/01/09), a culpa da compra era das tecnicas do gabinete de educação.
Ao Publico(4/01/09), as pistolas foram oferecidas por uma empresa falida.
O circo para as crianças foi no dia 4 de Dezembro.
Diz o presidente desconhecer a situação visto estar internado nessa data.
Ora,sabe-se que o presidente esteve no circo.
Sabe-se que o presidente foi ao Hospital de Leiria, na noite de 28para 29 devido a problemas de estomago.
Que se sabe nada de grave,visto ser visto no próprio dia.
Qual será a próxima "justificação"?
Onde estará hospitalizado na próxima declaração?
Existe uma doença de foro psiquico, chamada confabulação, em que o paciente imagina e mente,sem ter no entanto,consciencia da sua ilusão,tomando-a como verdade.
Será que estamos perante tal situação?
Ou será que estamos perante um desvio da doença, e o paciente deturpa de forma intencional?
Chamam-lhe os tecnicos, mentira compulsiva.
Aguarde-se o resultado da conversa com o vereador.
Regista uma evolução positiva-deixou de acusar as técnicas.
Confrangedor.
De Mirense a 4 de Janeiro de 2009 às 13:44
Não concordo.
Porto de Mós tem motivos de orgulho.
Digam lá qual é o concelho,que tem um presidente que em meia dúzia de dias, aparece na comunicação social (2 jornais nacionais)com seta para baixo'
Provavelmente, nem será pelas pistolas,que os garotos deitaram fora,porque estavam avariadas.
Também coisas "dadas" por uma empresa falia, o que querem mais?
Será sim pela falta de vergonha, pela irresponsabilidade e falta de respeito dos nossos responsáveis.
As crianças se calhar já se não lembram.
Interessante será saber se os adultos portomosenses, gostam de se ver representados,por esta gentalha.
Se gostam, não se queixem, porque o futuro do concelho será negro.
Aguardemos pela próxima mentirinha.È só mais uma.
De Paulo Sousa a 4 de Janeiro de 2009 às 13:25
Na próxima vez que for abordado sobre o assunto, o Presidente ainda vai culpar o pai natal.
A forma como se esquiva e aponta culpados em todas as direcções não é uma questão política mas mostra uma forma de estar.
Quando se diz que nas autárquicas não se vota nos partidos, mas nas pessoas, convém que se lembrem que o candidato Salgueiro tem esta carateristica pessoal.
Podem entender que as questões pessoais não devem entrar na política, mas refiro-me neste caso a atitudes tomadas no âmbito da esfera política e por isso não podem deixar de ser avaliadas.
De Largo do Rossio a 4 de Janeiro de 2009 às 15:19
Sou um dos que lamenta o facto dste blog não ter consequências na gestão Autárquica em 2009. Basta ver em quem temos de votar, João salgueiro, júlio Vieira, para vermos que esta terra merece muito mais e quem está há 3 anos todos os dias a escrever e a dar a cara merecia outro destaque prático. 2009 começa mal para os protagonistas das eleições autárquicas, salgueiro confirma o que é em termos politicos, cata vento sem conhecer dono e dispara para todo o lado sem ser capaz de assumir responsabilidades politicas dos actos do seu executivo e Júlio Vieira tem uma derrota monumental do seu mandato como líder das associações de futebol, o cacique dos "xulos" da bola perde para os principais intervenientes do negócio ;atletas e treinadores, a luta pela qual se envolveu nos últimos anos deu azo á sua maior derrota pessoal, é este derrotado e caciqueiro que queremos como chefe do nosso concelho?
Nesta luta de velhos do nosso concelho, realço a clareza de Jorge Vala ao assumir que faz parte da história do concelho e que quer os novos, e estes senhores?o lugar deles é no museu! que o vilaforte se traduza em alternativa, o Dr. Luís Malhó seria o protagonista que conseguiria envolver e aglotinar os interesses do Concelho, que aqui nasça um movimento de apoio ao actual presidente da Assb.Municipal.
De Anómico a 7 de Janeiro de 2009 às 21:07
Como seria possível o Dr. Luís Malhó aglutinar os interesses dos portomosenses se nem a Assembleia Municipal consegue dirigir?!
Haja dó!... De politiqueiros estamos todos fartos!
Como Presidente da Assembleia Municipal que se deveria prezar, nem sequer deveria escrever neste blog.
Para mim um verdadeiro Presidente de uma assembleia não deve ser tendencioso nem gerador de conflitos. Deve, isso sim, manter um clima de diálogo e apaziguador...desculpe se estou errada; de facto não entendo muito de política!
De Anónimo a 4 de Janeiro de 2009 às 20:04
Nem sequer são pistolas. Servem para atirar a um alvo.

adorei, lol
De Anómico a 5 de Janeiro de 2009 às 12:00
Hoje fomos alvo de chacota na RFm no café da manhã a propóssito das pistolas...
De Pedro Oliveira a 5 de Janeiro de 2009 às 12:21
De Anómico a 5 de Janeiro de 2009 às 13:54
Somos chacota nacional!
De Conus (caracol marinho) a 5 de Janeiro de 2009 às 19:58
Hoje foi um dia grande para o presidente.
Todo o dia a ser falado nas principais rádios.
Isto é que é. A sua vaidade hoje estava ao nivel das torres do castelo.
Um dia que não teve tempo para ir ver mais um murete.
Pena é que fosse por tão fracas razões.
Mas passou o dia a dar entrevistas ao telefone.
Cada entrevista,mais uma explicação.
Mas todas tinham algo em comum.
Ele era os técnicos, ou o pelouro respectivo,ou era compras numa empresa falida, ou afinal não foi compra,mas ofertas,ou são os maldizentes, ou a oposição irresponsável, enfim, o que vier á cabeça..
Mas, isto faz questão de pôr em evidência-nada tem a ver com o assunto- ele que até delega todos os poderes.Nada com ele.
Pode ter a ver com Tudo ou com todos, mas ele Não.
Como dizia Eça de Queiroz , no livro "As Farpas"
"A câmara não tem consciencia.O seu critério, a sua moral, é a intriga"(sic)
Que personagem queirosiana se encaixa melhor no nosso presidente?
Conhecem o Conde de Abranhos?
Encaixa que nem uma luva.
De Anómico a 5 de Janeiro de 2009 às 21:39
As tais funcionárias responsáveis pela infeliz prenda - psicóloga, sociológa e assistente social, mandaram hoje para a imprensa uma declaração a dizer que não são responsáveis pelas prendas.Aguardemos o texto.
De Maria Antonieta a 5 de Janeiro de 2009 às 23:55
È bom que aqui seja publicado o texto.
Sinceramente depois de um dia extremamente cansativo e com montes de xatices esta novela de andarmos na comunicação nacional por causa disto é surrealista.Aguardemos os próximos capítulos
De Pedro Oliveira a 6 de Janeiro de 2009 às 08:49
Andei a investigar na net o que o anónimo diz,mas a única noticia que encontrei foi esta no CM:

06 Janeiro 2009 - 00h30

Porto de Mós
Lamentada oferta de pistola a miúdos
As técnicas do Gabinete de Acção Social da Câmara Municipal de Porto de Mós, que ofereceu pistolas de plástico como prenda de Natal a alunos do 1º ciclo, lamentaram ontem a distribuição daqueles "kits de tiro ao alvo", que não pretendia "incitar à violência".


As técnicas esclarecem que os polémicos ‘kits’ – constituídos por uma pistola de plástico, duas setas e um alvo de cartão – foram oferecidos a 14 por cento (250) das 1790 crianças que frequentam as escolas do primeiro ciclo. O cabaz dos brinquedos incluía ainda ‘kits’ de bonecas, ‘fishing game’, carrinhos, moinhos de vento, pianos, ‘batmen’ e ‘homens-aranha’.

Os brinquedos e um brinde de chocolate foram distribuídos no final do espectáculo de circo oferecido pela Câmara Municipal.

De Maria Antonieta a 6 de Janeiro de 2009 às 20:42
Que novidade. Isso já nós sabemos. O que se pretende saberé quem foi resp+onsável por tão absurda idéia.
Já vi que nem com inquéritos nunca se vai saber. Todos sacodem a água do seu capote.
Assim sendo para mim são justamente todos culpados.
Ou então digam preto no branco quem foi.
Todos temos o direito de errar. Devemos é assumir os nossos erros.
De Ricardo a 7 de Janeiro de 2009 às 01:53
Dr. antonieta. É de mau gosto esta história....

Eu nem sequer falo do acto em si (oferecer pistolas). É mau.... Sem dúvida, mas não é acto para tanta referências nos jornais, uma noticia nos breves é no minimo esperada. Agora no verso da primeira página a tal setinha para baixo. É um tanto vergonhoso para a terra e obviamente para as suas gentes.

E agora só para deixar no ar um tanto do humor.

Não se esqueça a doutora dos seus panfletos das últimas autárquicas em que ficou conhecida por Porto de Mós.

Como a senhora da pistola e para maior riso.

A Sr. Desconhecida Mirense de pistola em punho.

Fosse ou não fosse.... Pistola ou Isqueiro... Eis a questão.

Sem ressentimentos espero.....

De Anómico a 7 de Janeiro de 2009 às 21:17
Drª Antonieta
Parece-me que a senhora também está muito esquecida.
Lembra-se daquela vez em que uma candidata apareceu numa fotografia, numa notícia, ao lado de uma arma?
Pelos vistos até somos gente de armas. Só é pena não aproveitarmos as nossas tendências para causas mais proveitosas.
estamos sempre prontos é para atirar as pedras (as armas) aos outros!
Este assunto teria sido evitado se, por exemplo, a Câmara não tivesse oferecido circo nenhum às crianças. Ah!...mas então viriam vozes, talves o sr. Malhó ou a esposa, a levantar voz contra a Câmara que nem no Natal se lembrava das crianças...
Em que ficamos?

Comentar post

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds