Quinta-feira, 25 de Setembro de 2008

Mais do que ignorância, demagogia!

A recente crise dos mercados financeiros tem dado pano para mangas para o normal aproveitamento que os políticos fazem de realidades não políticas. Acontece muitas vezes no mundo do desporto, nas catástrofes e outras tragédias várias. Desta vez foi a crise financeira.

A esquerda envergonhada, especialmente aquela que vive fora da gaveta do Soares, apesar de reconhecer quando lhe convém os inegáveis méritos da economia de mercado, não perdeu tempo a apontar a ganância dos operadores financeiros como pecado capital. Até porque classificar como crime o acto ignóbil de ganhar dinheiro, já sabemos que é uma música com auditório garantido.

O nosso PM confessou hoje no Parlamento que soube há dias e no decorrer da referida crise que existia uma coisa chamada short selling. Só faltou mesmo foi dizer que ficou agoniado com tamanha aberração. Ele não sabe mas um dos seus ministros da Economia ou das Finanças poderiam ter-lhe explicado que a possibilidade de vender ou comprar uma mercadoria de que ainda não se é possuidor existe há décadas e destina-se a fazer cobertura de risco.

Aponto como exemplo o caso do café que pode ser negociado antes da colheita, pois essa é a forma de poder defenir um preço de fornecimentos de bens durante um período de tempo no futuro. Uma empresa como a conhecida Delta pode concorrer ao fornecimento de café a uma superfície comercial como o Continente durante um ou mais anos pois já sabe hoje o preço que lhe irá custar a matéria-prima no próximo ano. Para isso compra o café antes da sua colheita e assegura um preço futuro (chamada posição longa). Naturalmente que existe uma contraparte neste contrato que pode ser o produtor do café que assim pode planificar as suas receitas futuras e reduzir o seu risco (chamada posição curta). Se a colheita for abundante a Delta perde a oportunidade de comprar o café mais barato após a sua colheita, mas ao fazer o contrato reduziu o seu risco. Se a colheita for excassa poderá executar os contratos e assim assegurar o preço inicialmente previsto. O processo é em tudo comparável a um seguro contra um determinado risco. A companhia, neste caso um operador financeiro, perante um determinado prémio assume o risco do preço futuro. O mesmo processo existe para taxas de câmbio e para uma lista enorme de mercadorias, como os cereais, gado, metais, algodão, petróleo, etc. Outro exemplo quando se diz que o petróleo está a ser hoje transacionado hoje a 105 USD, esta cotação respeita ao petróleo a ser extraído em Novembro, Dezembro ou até bem mais tarde.

Quando a economia financeira funciona normalmente e dessa forma potencia a criação de riqueza da economia real o Sr. Sócrates, e outros como ele, puxam dos galões e gabam-se da perfomance que implementaram à economia. Quando a coisa não corre bem, neste caso por deficiente regulação dos mercados, matéria que depende da classe política, mais do que sacudir a água do capote, gritam num auto-de-fé histérico e amaldiçoam os gananciosos.

Porque é que não chamou também ganancioso, ou no mínimo incapaz, ao seu camarada Constâncio que não foi capaz de evitar o escândalo do BCP?

 

publicado por Paulo Sousa às 00:13
endereço do post | comentar | favorito
12 comentários:
De Anómico a 25 de Setembro de 2008 às 07:47
BOAS NOTÍCIAS PRÁ MINHA FILHA
filha, este ano tá garantido. podes ir prá net ver o youtube e cagar prás aulas e tpc's. já fizeste o 9º pá, que o Governo quer 100% de aprovações no 9º ano. Queres um i-Phone de prenda?
http//:marretas.blogspot.com
De Pedro Oliveira a 25 de Setembro de 2008 às 10:22
Pois o Sr. Sócrtaes só lembra do que lhe convém, ontem fez o favor de lembrar que no programa eleitoral do PS não constava qualquer iniciativa em relação aos casamentos "gay" e que por isso não fazia parte da agenda politica, foi pena ninguém na oposição ter pegado na deixa e lembrar ao PM quais as promessas do PS que também deixaram de fazer parte da agenda politica e que lhe fizeram ganhar as eleições, Parece que estava muito calor na sala do Senado e por isso a memória do PM e da oposição estivesse queimada, será que a do "magalhães" dá para esta gente?...
De Rafael Marcelino a 25 de Setembro de 2008 às 15:49
Caro Pedro Oliveira, por falar em Magalhães, este é extensível a todos (Sem excepção) alunos ou uns são filhos e outros enteados? sabe-me dizer algo se chega algum até às nossas paróquias?
Outra questão que lhe fugiu e compreensível, é que com o desenrolar das Eleições Norte-Americanas, o Governo do CANADA sem maioria absoluta no Parlamento de Otava deixou-se cair e provocou eleições antecipadas em cerca de um ano, o que quer dizer que se vai votar no Dia 14-Outubro, Terça-Feira, Curioso????!!!, pois é, aqui é sempre durante a semana, normalmente à Segunda-F. mas desta vez é à Terça-Feira porque na Segunda-F. dia 13 é Feriado no Canada, dia de Acção de Graças e nos EUA é o Dia do Peru.Desta forma os eleitores nunca ficam prejudicados sem a sua liberdade-gozo do Fim de Semana.Mesmo nos dias de Votos é um dia de Trabalho normal, todos tem tempo para ir votar.Assim deveria ser em todos os Países, nomeadamente em Portugal. Certo?!
Obrigado pela atenção. Um Bom Dia.O almoço hoje correu melhor que ontem?! eheheheh.
De Pedro Oliveira a 25 de Setembro de 2008 às 15:52
Pelo menos a sobremes foi de mais fácil digestão
De Rafael Marcelino a 25 de Setembro de 2008 às 19:03
Caro Pedro O.Sério. Sem ironia. O Magalhães vai fazer alguma visita até ás nossa paróquias?
Ou se calhar vai só para algumas Autarquias de momento do PSD?! eheheheh.
De Rafael Marcelino a 25 de Setembro de 2008 às 16:17
Em relação aos post.Parece que a economia de mercado ligada ao liberalismo, está falida.Foi preciso o PR Cavaco Silva ir aos EUA para enviar uma mensagem ainda mais negra aos Portugueses;
Realmente é verdade sr.foi preciso o Cavaco ir aos States para constatar que a crise que afecta practicamente todos os países do mundo tem por principal culpado as políticas de Direita do louco do Bush que destabilizou os mercados internacionais e gerou a maior instabilidade desde a 2ª Guerra Mundial, ao iniciar uma cruzada contra o Iraque porque aquilo lá estava cheio de armas químicas?!
Onde estão elas?!
E lembram-se quando a Coligação da Tanga através do mordomo Barroso veio dizer aos portugueses que viu armas químicas no Iraque?! Esta foi a maior mentira que um político português pregou aos portugueses.
E que contabilidade de sangue derramado isso já custou!! E que contabilidade de desgraça amigos!! Que frete esse mordomo carrega consigo!
Será que o Cavaco pensava que a culpa da crise internacional que a todos nos afecta era do Sócrates?!
O Preasidente Cavaco acha que os portugueses também vão sentir a crise.
E é necessário falar lá de tão longe? Mas alguém duvida? Será que o presidente ainda não sabe que as políticas de Bush são responsáveis por este estado de coisas? E os administradores das empresas, bancos, seguradoras em falência andaram a emprestar dinheiro a quem não podia pagar, pode-se acreditar em tal imbecilidade? Esses administradores emprestaram, crédito mal parado, a eles mesmos, aos familiares, aos amigos intimos. Alguém acredita que tenham emprestado a gente sem nome e pé descalço? Então o presidente ainda não sabe que o mundo está governado por especuladores, inúteis, imbecis? E espera o presidente para ouvir aqueles mesmos que têm responsabilidades nas desgraças
sério???
nós já sabiamos todos que o aumemto do crude internacional, o aumento mundial nas matérias primas e dos alimentos era culpa do Sócrates!
e também já sabiamos que a culpa da crise do subprime americano, o aumento da taxa de juros decretado pelo banco central europeu também era culpa do Sócrates .
E já agora tambem sabiamos todos que a guerra no Iraque e instabilidade nos países todos do mundo foi devido às políticas do Governo do Sócrates
Não vamos por aqui neste contexto de o Socrates ser o culpado de todas as desgraças.Não. Tem algumas, disso ninguém pode duvidar. Nada tenho a favor ou contra ele até porque nunca me identifiquei com qualquer partido ou personagem politica, apenas uma, mas como era o que eu pensava ser (mataram-no antes de se submeter 48-horas depois ao sufrágio-Universal para PR).
Venha quem vier a crise está instalada e está para durar. veja-se o que os EUA-BUSH fez hoje em solicitar uma Reunião urgente em que todos se inclinam para nada de boas Novas. Tamanha é a desgraça. E os Europeus a que pagam e muito os erros deles.
Tenho com alguma curiosidade vendo o silêncio de António Borges e Pedro Passos Coelho, eles que eram ou são favoráveis a este tipo de economia. Agora caladinhos.O mundo está= Dificil.
Curiosamente, enquanto as taxas de juros habitação nos mercados UE e nomeadamente em Portugal se agravam todos os dias, no CANADA nem mexem.
Curioso.
De Rafael Marcelino a 25 de Setembro de 2008 às 16:34
Para concluir mais o meu raciocinio do ponto de vista actual
António Borges e o Pedro Passos Coelho ambos visionários do liberalismo económico têm andado caladinhos a assobiar para o lado.
É o ínicio da falência do sistema econónico actual.
Não percebo é porque é que os EUA estão a nacionalizar os bancos e as seguradoras... então o capitalismo não diz que os privados é que devem inovar?
É um poço sem fundo. Vai cão, vai casota, vai tudo...

De Ferreira-Pinto a 25 de Setembro de 2008 às 17:05
Gostei do que li pois foi uma aula de "economês" dada de forma simples e directa.
Tivessem todos os economistas a mesma capacidade e às tantas tínhamos mais apetêencia para as coisas da economia.
Quanto aos liberais andarem calados, qual é o espanto?
Isto é muito bonito mas na hora do aperto viram-se todos para o mesmo lado .... o tal Estad de que não querem ouvir falar enquanto as vacas estão gordas!
De Rafael Marcelino a 25 de Setembro de 2008 às 17:41
Agora com um pouco de bom Humor.

Uma História para sorrir

Um velho Padre, durante anos, tinha trabalhado fielmente com o povo africano,
mas agora estava de volta a Portugal, doente e moribundo, no Hospital de S.
José.
De repente ele faz um sinal á enfermeira, que se aproxima. - Sim, Padre? diz
a enfermeira. - Eu queria ver o Primeiro M José Socrates e o Ministro
das finanças Teixeira dos Santos antes de morrer, sussurrou o Padre.
- Acalme-se, verei o que posso fazer, respondeu a enfermeira. De imediato,
ela entra em contacto com o Palácio de S. Bento e com José Socrates. E logo
recebe a noto­cia: ambos gostariam muito de visitar o Padre moribundo.
A caminho do Hospital, Socrates diz a Teixeira dos Santos:
- Eu não sei porque é que o velho padre nos quer ver, mas certamente que
isso vai ajudar a melhorar a nossa imagem perante a Igreja, o que é sempre
bom.
Teixeira dos Santos concordou. Era uma grande oportunidade para eles e até
foi enviado um comunicado oficial à imprensa sobre a visita.
Quando chegaram ao quarto, o velho Padre, pegou na mão de Socrates, com a
sua mão direita, e na mão de Teixeira dos Santos, com a sua esquerda. Houve
um grande silêncio e notou-se um ar de pureza e serenidade no semblante do
Padre. Socrates então disse: - Padre, porque é que fomos nós os escolhidos,
entre tantas pessoas, para estar ao seu lado no seu fim ? O velho Padre,
lentamente, disse: -Sempre, em toda a minha vida, procurei ter como modelo o
Nosso Senhor Jesus Cristo. -Amém disse Socrates. -Amém, disse Teixeira dos
Santos. E o Padre continuou:
-'Então... como Ele morreu entre dois ladrões, eu queria fazer o
mesmo...!!!'
De Maria a 25 de Setembro de 2008 às 19:23
Parabéns pelo post que está excelente. Forma simples e correcta de explicar o mercado de futuros. Eu que sou leiga, não penso que o problema esteja nos day traiding ou outros produtos simples. A raiz do problema é sempre a ganância humana, as especulações, a necessidade de poder, o esconder um erro com outro maior, o brincar com o dinheiro e em ultima analise com o futuro alheio, etc, etc. e por aqui me fico.
De Paulo Sousa a 25 de Setembro de 2008 às 20:17
Obrigado Maria e Ferreira-Pinto.
Pelo que tenho lido a génese desta crise não se deve, nem pouco mais ou menos, à existência destes produtos financeiros mais ou menos sofisticados mas sim à consecutiva fixação de objectivos irreais de crescimento de volume de negócio por parte das empresas financeiras que levam a um 'vale tudo' inclusive à sobreavaliação de imóveis dados em garantia de empréstimos. A questão do subprime, que originou tudo isto prende-se exactamente com a conduta de empresas imobiliárias que certificavam avaliações de imóveis dados em garantia de empréstimos. Antes de rebentar a crise era fácil conseguir um empréstimo de 100% do valor atribuído pelas tais empresas a um imóvel. Meio milhão de dólares para uma operação destas era um valor razoável para a classe média americana.
Quando se fala em falta de supervisão refere-se ao facto das práticas destas empresas Real Estate não serem supervisionadas pelas autoridades financeiras.
Mas como dá jeito dar nas orelhas da direita liberal aí vai disto, que o público aplaude. Mais do que ignorância, demagogia!
De carlosbarbosaoli a 26 de Setembro de 2008 às 00:08
É preocupante saber que Teixeira dos Santos nunca informou Sócrates sobre o shot selling, pois isso demonstra que o omem anda com rédea livre.
Quanto a Vítor Constâncio, há muito que devia ter sido demitido do Banco de Portugal.

Comentar post

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds