Quinta-feira, 25 de Setembro de 2008

"Estórias" da ADP

Por causa de um comentário a ESTE post do Paulo César no seu "Geração Rasca", fica o convite a todos os Portomosenses, sócios da ADP-Associação Desportiva Portomosense-,atletas e ex-atletas a fazerem o favor de vir ao Vila Forte e/ou ao "Geração Rasca",contar-nos "estórias" divertidas,marcos importantes na instituição e aquelas desilusões que ficaram atravessadas na garganta.

A minha história como atleta resume-se a uma tentativa de ser jogador de Andebol com 9-10 anos,mas com muito orgulho de ter pertencido a um grupo que foi a "marca de água" da modalidade em Porto de Mós durante muitos anos.Como adepto vivi grandes tardes de domingo nas Eiras da Lagoa,ler comentário no Geração Rasca, e ainda hoje à segunda feira vou ver nos jornais desportivos o resultado da ADP.

O Vila Forte e o Geração Rasca ficam à espera dos vossos contributos.

Obrigado!

publicado por Pedro Oliveira às 15:12
endereço do post | comentar | favorito
11 comentários:
De pedrosa a 25 de Setembro de 2008 às 17:28
As maiores alegrias foram as subidas de divisão.Na subida aos Nacionais, senão me engano o Presidente era o Jorge Vala.
Parece que agora há muitos problemas financeiros e que apesar da ADP e os outros clubes do Concelho substituirem o Estado(Câmara) na ocupação dos jovens, continua-se a ver os clubes como saco de pancada politica e assim justificar a falta de apoios.O Mirense é só o caso mais mediático devido á penhora do seu campo.
De Paulo Jerónimo a 25 de Setembro de 2008 às 17:54
Se não for pedir muito, e sem stress bloguianos, que isto trata-se mesmo de uma colaboração do pedro com o MrCosmos (Paulo César) , quem se der ao trabalho nem que seja de fazer um copy » paste para comentar na referida rúbrica e futuros post´s brevemente, iniciado no gERAÇÃO rASCA, Fico agradecido, pelo simples facto que a avaliação e ponderação deste desafio e "estórias" podem resultar perfeitamente em coisas muito giras e saudáveis... nunca se sabe.

Viva a A.D.P.
De Luis Costa a 26 de Setembro de 2008 às 09:11
Bom dia

Vejo com agrado que o papel da Associação Desportiva Portomosense, ao fim de mais de 30 anos de existência, começa finalmente a ser reconhecido por todos.
Normalmente a ADP é falada porque a sua equipa sénior de futebol fez ou faz isto, tem este ou aquele resultado desportivo, o que tenho de compreender, uma vez que é a face mais visivel do clube para o exterior, mas que não concordo minimamente, visto que o futebol sénior da ADP significa actualmente 14% do seu universo.
Posto isto, e para que as pessoas menos informadas do que é a ADP, irei fazer uma breve descrição do que a Instituição siginifica no contexto do Concelho de Porto de Mós e não só.
A Associação Desportiva Portomosense, é uma Instituição de Utilidade Publica, criada com a finalidade de atrair os jovens do Concelho para a prática de actividades desportivas e cul5turais, e que ao longo do tempo se tem posicionado em outras áreas de cariz essencialmente social, podendo considerar que se trata senão o mais forte parceiro do Municipio, um dos mais fortes.
A ADP conta actualmente com um universo de mais de 800 pessoas envolvidas, desde atletas a directores, tendo um volume de negócios que ronda os 80.000 euros mensais, sendo que 70% desse montante respeita à actividades como a Educação e Acção Social, sendo os restantes 30% canalizados para a parte desportiva, contando actualmente com cerca de 30 equipas em escalões de formação das várias modalidades.
A ADP vive e viverá durante alguns anos ainda com algumas dificuldades financeiras, mas entendo ser de todo possivel fazer essa recuperação com o apoio de todos nós.
O investimento tem de sempre ser levado em conta, e na ADP isso nunca poderá ser esquecido, visto que cada ano que passa mais exigências são feitas e temos de estar preparados para isso, tal como acontece nesta altura em que vamos ter de nos desfazer do nosso autocarro, pois o mesmo só poderá ser utilizado para transportes escolares, por mais este ano lectivo, segundo a legislação em vigor, o que nos obrigou a fazer um investimento superior a 100.000 Euros, para a aquisição de um autocarro com todas as caracteristicas adequadas ao transporte de crianças. No mesmo sentido, estamos a levar a cabo também a construção de um edificio anexo ao Centro de Formação ADP, onde iremos ter um posto médico condigno, uma arrecadação de bens alimentares e similares, sendo ainda feito um piso para sala de troféus e sala de recuperação fisica para atletas, sócios e simpatizantes, que rondará num investimento superior a 70.000 Euros.
A ADP fornece actualmente mais de 700 refeições diárias às escolas do 1ª ciclo e Jardins de Infância do nosso Concelho, tem ainda o serviço de ATL, a funcionar até as 19 horas diárias, dando ainda apoio a crianças desfavorecidas, com a contribuição de algumas refeições gratuitas nesse ambito.
Mais por certo haveria a dizer, mas penso que por aqui as pessoas ficarão com uma imagem difernte da Instituição, nunca sendo por demais pedir a colaboração de todos , e que todos são bem vindos a esta casa, pois todos os dias se debatemos com problemas de vária ordem.
Colaborem com esta casa que tanto precisa de todos vós, para o bem de todos, mas principalmente para o bem do Concelho de Porto de Mós.

Um abraço

Luis Costa
De Paulo Jerónimo a 26 de Setembro de 2008 às 12:09
Caro Luis costa,
aprecio o teu comentário que aqui leio, e que pretendo cita-lo com os devidos créditos, na rúbrica «a.D.P.-cONTEM-ME cOMO fOI», do gERAÇÃO rASCA, dando continuidade a essa mesma rubrica a que me propus iniciar e levar avante, e que o amigo Pedro Oliveira tem divulgado também. Em principio haverá alguns vídeos desconhecidos, inclusive. São precisamente os aspectos de intervenção social da ADP, ou formação / ocupação desportiva da juventude, o cerne da questão em muita da minha opinião. A ADP, agrade a ideia ou não, é muito mais que futebol sénior, não desprezando essa modalidade que sei ser a menina dos olhos no clube para muitos, e com a sua legitimidade.
A tua visita / opinião, ou a de qualquer outra pessoa, serão sempre (também por lá) bem vindas.

Cumprimentos a todos,
Paulo César.
De Pedro Oliveira a 26 de Setembro de 2008 às 10:27
Bom dia Luís,
Em primeiro lugar agradeço este teu comentário, que mostra bem que a ADP é muito mais que um clude de bola.
Era importante perceber quais são as receitas para gerir este barco e qual é o peso delas na gestão(quotas,mensalidades dos putos,estado,Câmara,...).
Vejo que a ADP tem uma compinente social importante, como são asseguradas essas competências em termos de recursos humanos qualificados e em infra-estruturas?
Na formação de jovens desportistas, como é assegurada a componente civica para além da desportiva? pois sabemos que hoje em dia todos querem ser Phelps,Ronaldos e Carlos Resendes,mas nem todos o podem ser.Que tipo de envolvência têm os pais nesta questão, quando sabemos que são eles os primeiros a exigir aos filhos que sejam os melhores do mundo.
Mais uma vez a minha homenagem a todos dirigentes actuais e do passado que permitiram o crescimento da ADP e a sua relevância no Concelho de Porto de Mós.

Gostaria de ver mais gente ligada à ADP de agora e do passado a contar as suas "estórias".
abraço
De Luis Costa a 26 de Setembro de 2008 às 12:22
Bom dia Pedro

As Associações como a ADP, ainda para mais com um passivo actual a rondar os 300.000 euros, vive do apoio de algumas empresas sediadas no nosso Concelho, embora algumas delas podendo contribuir mais não o podem fazer, pois como se costuma dizer, não está fácil para ninguém; ainda com o contributo dos seus associados, embora num barco destes não seja significativo esse montante em termos de quotas, por outro lado estamos a implementar nas nossas modalidades um valor seja ele mensal, seja anual, para tentar criar outras formas de minimizar custos, pois para quem não sabe, nós vamos buscar e levar todos os atletas a casa de segunda a domingo, além de outras formas de apoio a esses mesmos atletas;
Por outro lado e sendo nós uma empresa de reinserção social, obtemos por parte do Estado um subsidio importante, para o apoio à integração e criação de novos postos de trabalho, tendo ainda também protocolos celebrados com outras empresas, para a integração de pessoas com deficiências, criando abertura para elas no mercado do trabalho.
Relativamente à Câmara, e aqui junto também as Juntas de Freguesia, obtemos dai os valores monetários inerentes aos protocolos celebrados, quer sejam eles por serviço de refeições, por transportes escolares, serviço de ATL, e apoios às equipas dos escalões de formação, conforme regulamento existente para o efeito, sendo de salientar ainda o apoio para a realização das férias desportivas, que por ano normalmente movimentam mais de 500 crianças de todo o Concelho.
Em relação aos recursos humanos para fazer a tudo isto, temos a trabalhar connosco várias pessoas habilitadas para o efeito, como sendo nutricionista, educadoras de infância ou equivalentes, etc, etc....
Relativamente aos espaços existentes, temos 2 amplas saulas de apoio ao serviço de ATL, com capacidade para cerca de 50 crianças cada, devidamente apetrechados para o efeito, uma ampla sala de refeições onde diáriamente perto de 100 crianças, que vamos buscar às escolas e aos jardins de infância, ali almoçam, entre outros espaços com caracteristicas adequadas ao desenvolvimento de actividades ludicas.
Na parte desportiva, tocas num ponto que para mim enquanto pai, tambem se torna essencial, que tem que ver com o que a actividade desportiva pode ou não influenciar no comportamento curricular. Nós temos a preocupação de no final de cada periodo saber as notas dos atletas/alunos para que eles compreendam que os estudos nunca podem ficar para trás, tentando que os pais se envolvam cada vez mais nas actividades extra curriculares dos seus filhos.

Aproveito a oportunidade para lançar aqui um desafio a todos os Portomosenses, para que se juntem a nós nesta causa nobre, pois todos são desejados, e só com o apoio de todos podemos continuar a desempenhar o papel que temos vindo a ter no futuro.

Precisamos de pessoas, por isso envolvam-se neste projecto que é extremamente gratificante.

Todos nós podemos contribuir para o desenvolvimento do nosso Concelho não só se tivermos cargos politicos, mas principalmente se estivermos ao dispor da população

De Anómico a 16 de Setembro de 2009 às 10:08
Bom dia, bela dissertação, lindas palavras no fim de ter as infraestruras e tudo em marcha, é fácil, dificil foi por em marcha todas essas amplas saulas para o ATL, todos os equipamentos edificio, TODA ESTA MÁQUINA QUE NÃO FOI FÁCIL, mas que esqueçe muito rápido, começando pelo telhado é muito mais fácil, com o comboio a andar também eu ia longe, é mesmo dizer "FIZ OBRA" GRANDE HEROI "
De Pedro Oliveira a 26 de Setembro de 2008 às 12:35
Por estas e por outras é que considero que ,nós os cinco editores do Vila Forte,somos uns felizardos, pois criámos uma "ferramenta" que nos une(aos Portomosenses) mais do que divide.
Agradeço-te mais uma vez esta explicação tão importante que muitos de nós que desconheciamos a realidade da ADP.Acredito que apartir de agora todos vamos olhar para a ADP e seus colaboradores de forma diferente.
O Paulo César lançou-me um desafio que vamos trabalhar em conjunto.Irei contactar-te e se tiveres de acordo com a ideia, ela irá para a frente.Os nossos visitantes(do vila forte e do geração Rasca), vão ser informados sobre a surpresa.
Entretanto o Paulo eu continuamos à espera das vossas "estórias" e opiniões.
De patti a 26 de Setembro de 2008 às 23:19
Foi engraçado ler os vossos comentários aqui e o post lá no Gerção.
De Luis Costa a 3 de Outubro de 2008 às 12:35
Bom dia a todos os Portomosenses

Venho aqui a este espaço desta vez com a intenção de pedir colaboração a todos os que se preocupam com os jovens do nosso Concelho, pois a Associação Desportiva Portomosense debate-se com falta de pessoas com disponibilidade para abraçar esta causa tão nobre.
Queremos continuar a prestar um serviço de qualidade nas mais variadas vertentes, mas para que tal aconteça necessitamos do apoio de todos sem excepção, e se todos derem um pouco de si a esta Instituição tudo se torna mais fácil.
O tempo urge, e por isso este apelo, esperando que todos aqueles que sentem orgulho em pertencer a este Concelho, abracem esta causa.
Esperando a receptividade de todos vós, disponibilizo o meu contacto para todos os interessados.

Um bem haja para todos

Obrigado pela atenção dispensada

Luis Costa : 916650844 depois das 17 horas
De Anómico a 16 de Setembro de 2009 às 13:12
Queria, não é Luís Costa? Mas o lar doce lar e o cafézinho onde se desdenha tem muito mais encanto. Qual causa nobre ... se desse algum e nenhum trabalho ainda vá lá agora ofereces precisamente o contrário!

Comentar post

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds