Segunda-feira, 19 de Janeiro de 2009

Flash do dia!

Ás nove horas e quatro minutos o telefona toca:

Pai, vem buscar-me não tenho aulas.

 

Porque é que na sexta feira não avisaram os putos?

publicado por Pedro Oliveira às 09:39
endereço do post | comentar | favorito
13 comentários:
De Ana Narciso a 19 de Janeiro de 2009 às 10:37
Os Pais e Educadores , nestes dias de greve , devem decidir o que fazer com os filhos. Contudo parece-me que a comunicação social não divulgou amplamente esta greve dos professores. A Ministra está a tentar vencê-los pelo cansaço, não pela razão das coisas. "
De Pedro Oliveira a 19 de Janeiro de 2009 às 10:43
Ana, eu sabia da Greve, mas nenhum professor,incluindo a directora de turma, confirmou,na sexta, se fazia greve ou não hoje, daí a confusão quando fui buscar o miúdo à escola depois do telefonema dele. Têm direito à greve,mas penso que podiam ter avisado os miúdos, é que à segunda feira sabe bem ficar na cama...
De Já agora... a 22 de Janeiro de 2009 às 00:04
É só para explicar o porquê da greve numa segunda feira, caso não o saiba ainda...
Foi no dia 19 de Janeiro de 2007 que foi publicado e imposto um malfadado Estatuto da Carreira Docente que tantos problemas tem dado, como é sabido. A partir daí passou a ser esse dia, 19 de Janeiro, um dia Nacional de luto e de luta dos Professores e educadores portugueses, (proclamado pela Plataforma Sindical), até que a situação se altere.
Os professores já provaram que a luta em que acreditam se faz em qualquer dia e a qualquer hora da semana, incluindo fins de semana! ...ou não tem dado conta disso?
De salvoconduto a 19 de Janeiro de 2009 às 11:04
Mas eles avisaram, entregaram um pré-aviso de greve. Nós é que temos o mau hábito de querer saber antecipadamente quem não faz greve.
De Hugo Besteiro a 19 de Janeiro de 2009 às 11:08
Isso é um desvirtuamento do direito à greve. Os professores, tal como os outros trabalhadores, não têm de informar previamente se vão ou não fazer greve.

Ainda que em alguns casos possa ser pior que outros (o caso das consultas marcadas com alguns meses de antecedência).

Já não se fazem putos como antigamente... Dantes ou ficávamos na escola a aproveitar os "feriados" ou íamos sozinhos para casa... :P
De patti a 19 de Janeiro de 2009 às 11:27
Claro que os professores que tinham o horário de 2ª feira tinham de ter avisado os miúdos, pois há porfessores que não aderiram à greve e se não avisarem, os miúdos não adivinham.

Este é um exemplo de como este país está. Querem fazer greve, querem reivindicar os seus direitos, acho muito bem que o façam, mas sem prejudicar os outros, principalmente os miúdos que têm de se levantar às 7 da manhã para nada.

Um aviso dos próprios professores ou da DT não custava nada!
De LR a 19 de Janeiro de 2009 às 11:39
Ouvi esta coisa fantástica de um sindicalista, "é normal que esta greve tenha menos adesão que a outra, é que as pessoas ao fazerem greve perdem o dia de ordenado e em 2 meses é a segunda greve".Pensava que quem corre por gosto não cansava....
De 7 Setes a 19 de Janeiro de 2009 às 12:13
Não consigo perceber uma sociedade em que é legal e até politicamente correcto esconder uma atitude para daí causar os maiores danos colaterais possíveis, as pessoas têm de ser respeitadas nos seus direitos e se quiserem fazer greve que façam, mas têm de se fazer respeitar, caso contrário a população que trabalha e "não tem direito" à greve deixa de respeitar e a partir daí ninguém se respeita e os conflitos sociais agudizam-se. Qual é o problema de por exemplo numa escola os professores e ou funcionários que queiram fazer greve informarem o conselho executivo de que a irão fazer, e deste modo se decidirá se a escola fecha ou não e o objectivo da greve era cumprido, porque a desculpa de retaliações não colhe visto que no dia da greve se sabe quem a faz ou não
De Pedro Oliveira a 19 de Janeiro de 2009 às 12:22
Caro 7 concordo consigo, pois já sabiam que havia greve, só assim se justifica que hoje não haja cantina aberta, a senha do almoço já era, pois não vão devolver o dinheiro já assim foi na outra, porreiro para ele que vai com o Pai e um cliente meu almoçar,a mãe está fora a trabalhar, os avós a alguns,bons, kilómetros e o ATL não serve almoços.Devem estar satisfeitos com a complicação que geram às familias.Porreiro pá!
De Ferreira-Pinto a 19 de Janeiro de 2009 às 12:27
As minhas, por acaso, sabiam que de manhã não tinham uma única aula. Por isso, ficaram em casa.
Mas, de facto, é vergonhoso que os professores que fazem greve (um direito que lhes assiste) ignorem e desprezem olimpicamente o Estatuto do Aluno que tem lá um ponto que fala que ao aluno deve ser dado tratamento respeitoso.
De Anómico a 19 de Janeiro de 2009 às 13:46
Os professores de miudos pequeninos ate 7 a 8 anos nao deveriam ter sido avisados?

Eu acho que sim.

Pelo menos a professora do meu avisou.

LT
De Ana Narciso a 19 de Janeiro de 2009 às 17:57
Meu caro Pedro, às vezes não estamos de acordo e nesta matéria não estamos mesmo. Os professores não têm que avisar ninguém: e na dúvida os pais decidem o que fazer com os filhos. Uma greve é mesmo para perturbar assim como o ensino e o trabalho que fazemos nas escolas é para os vossos filhos. Por isso sempre defendi que somos faces
( Encarregados de Educação/professores)diferentes mas da mesma moeda - a escola -. E os pais perguntaram à escola qual seria o grau espectável/expectável de adesão à greve. Insisto espectável e expectável porque nem os conselhos executivos sabem quantos professores aderem ou não. Mas também sabem o grau de descontentamento que existe na sua escola! Ou então andam a dormir!!

De Portomaravilha a 20 de Janeiro de 2009 às 21:43
Realmente, aprendem-se mais coisas sobre Portugal nos blogs ou jornais regionais que em certos mídias portugueses com dimensão nacional.

O problema levantado é aqui, em França, igual.

Estamos,verdadeiramente, na aldeia global, para o pior ou o melhor.

Aqui, quando se lança uma greve, há sempre um pré-aviso de greve. Aí não sei. Depois, quanto a mim, compete aos encarregados de educação de se informarem. É que não podemos considerar a escola como um centro de acolho.

E talvez por muitos pais a considerarem como um centro de acolho, e não como um espaço de aprendizagem do saber, existam tanto problemas de incivilidades, isto é, de delinquência. Leia-se o artigo da ocde relativo às directivas sobre a escola.

E,depois, existe a dimensão da greve que pode ser reconduzida ou não. Há dois anos houve na minha escola uma greve que durou duas semanas. Sobretudo para salvar matérias do ensino superior ( seria agora complicado explicar tudo, mas onde trabalho existe também o ensino superior ) . Os pais andavam muito preocupados. E amanhã há greve ou não ? Pouco a pouco, foram (re) aprendendo a democracia . A greve era votada ou não todos os dias. E sempre com buletim secreto ( os votos com braços levantados no ou ao ar são uma palhaçada ).

E os encarregados de educação começaram pouco a pouco a se organizarem, apoiando a greve e participando.

Salvaram-se matérias importantes e distintas (distintas é uma maneira de escrever): Matemática pura ( sem aplicação concreta no imediato do cotidiano) , Latim, História da Arte...

Não é um conto de fadas, mas o resultado duma relação de forças.

Dia 29 deste mês, já devem ter ouvido falar, está prevista uma enorme greve geral em França. Esta dirá respeito não só ao sector público como também privado. Desde há anos que não se via uma união sindical tão forte entre sindicatos ditos de esquerda, moderados ou de direita.

Será também um teste para o governo Sarkozy que quer impor um serviço mínimo de acolhimento nas escolas, aquando dos dias de greve. Até agora, começando por Paris, as autarquias, na sua maioria, têm recusado, sejam de esquerda ou de direita, de aplicar tal directiva. Que no fundo, destina-se a furar a conquista do direito de greve.

Ainda é bom viver em França por causa destas coisinhas. Apesar de tudo, é o país da declaração dos Direitos do Homem.

Concordo com Pedro Oliveira quando escreve que não é normal que tenha perdido a validade da senha para o almoço da cantina. Espero que a minha memória não me tenha traído porque não tenho o comentário debaixo dos olhos.

Nós não funcionamos com senhas mas com cartões magnéticos. Estes são carregados para 5 ou 10 refeições (acho que o máximo é 30, mas não estou seguro ) . E o cartão é válido durante todo o ano. Se comprar 5 refeições, tenho o ano escolar completo para gastá-las ( ou comê-las ) ou não.

Mas cartão magnético ou senha, enquanto não há consumo a validade deve ser mantidada.

Associar ideias não é pecado, pois não ?

E Viva o Porto !












Comentar post

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds