Terça-feira, 3 de Fevereiro de 2009

O que nós temos, os outros não, e vice-versa #4 – Marca / Branding

A utilização de uma Marca tem como objectivo comunicar / divulgar / vender um produto, um serviço, um pais, uma região e até uma terra.

 
As qualidades desse “produto” devem garantir que pelas suas características, se distingue dos seus concorrentes. O objectivo é que o consumidor associe ao produto, uma imagem mental distinta de qualidade, através de uma marca. A avaliação dessa marca é efectuada pelo consumidor, através de um valor mais psicológico e subjectivo, ou seja, através de percepções.
 
Branding, é o trabalho de construção e de gestão de um marca junto do mercado, onde se pretende actuar. Cria-se uma imagem que seja reconhecida no mercado, de forma a que o produto rotulado por aquela marca, transmita confiança ao consumidor.
 
Um exemplo, próximo da utilização destas técnicas a um município é sem dúvida Óbidos. É tão óbvio que dispensa explicações. Foi um trabalho recente com resultados excepcionais.
 
Outros municípios, com mais ou menos sucesso, já criaram a sua marca:
 - Lousã: Lousã conVIDA naturalmente…
 - Vila de Rei: Uma Jóia no Coração de Portugal
 - Tomar: Cidade Templária

 - Oliveira de Azeméis: Azeméis é Vida

 - Oeiras: Oeiras Marca o ritmo
 - Ponte de Lima: A Vila mais antiga de Portugal
 

E nós quando é que vamos ter uma marca?

estou: A vê-los passar
publicado por Luis Malho às 00:01
endereço do post | comentar | favorito
15 comentários:
De Paulo Sousa a 3 de Fevereiro de 2009 às 00:30
Temos uma marca subliminar:
Porto de Mós é a capital das Rotundas.
Não fosse Vila Nova da Rabona e Porto de Mós constava no Guiness Book.

http://www.youtube.com/watch?v=uwbYhjl48Ko

Tenham atenção ao critério usado por Ezequiel Valadas para as suas obras... são bonitas!! Quem é que também fala assim?
temos de concordar com Alberto Costa: João Salgueiro é uma inspiração!!
De anonimo a 3 de Fevereiro de 2009 às 01:27
Porto de Mós a VILA FORTE
Querem melhor marca?
E já tem Embaixadores. É mesmo só dinamizar.
De LR a 3 de Fevereiro de 2009 às 10:17
Dr. Luís que injusto, então não temos marca?
-Presidente em vésperas de eleições troca PS por PSD
- A APN troca Mira d´Aire por Vice-Presidência da Região de Turismo a tempo inteiro e com grande ordenado.
Que marca lhe sugere?

A mim sugere isto:
Porto de Mós a terra dos Tachos e Panelas
De HB a 3 de Fevereiro de 2009 às 10:38
Porto de Mós, sempre sós.

que tal? :)
De aurora a 3 de Fevereiro de 2009 às 12:11
Sr. Luis Malhó, está muito preocupado com a marca, como pesidente da assembleia municipal é a marca o mais importante para este concelho???? Não Há mais nada que o preocupe??? O sócrates tambem só está procupado com o casamento dos GAYS!!!!!!!Ambas as coisas criam riqueza e qualidade de vida e preparam um futuro melhor aos nossos filhos!!!!!!!
Aurora
De Pedro Santos a 3 de Fevereiro de 2009 às 14:53
Um dia ainda gostava de perceber o que certas pessoas consideram de «o mais importante», «realmente importante» «assuntos prioritários» e mais uma série de chavões que recorrentemente se utilizam por aí para qualificar temas...
Um dia gostava de perceber que espécie de trauma homofófico é este que varre o país para constantemente se invocar o tema d' «OS GAYS» (só falta dizer essas coisas) - seja casamento, adopação ou outra coisa qualquer - como algo de menor, fútil, menos importante em relação aos temas decisivos.
Tenho a sensação que a ignorância, por vezes, turva a consciência de certas pessoas que se devem julgar no direito de definir o que é importante ou relevante em determinada altura. Será que se esquecem que a democracia, a liberdade de expressão e a internet permitem essa coisa fantástica que é poder falar e debater sobre tudo e mais coisa?
Perdoe-lhes Senhor porque não sabem o que escrevem...
De aurora a 3 de Fevereiro de 2009 às 16:51
Sr. Pedro, este concelho precisa de pessoas como o sr. sem traumas homofóficos e sem consciências turvas, com marca e com todos os GAYS felizes e casados e com filhos com 2 Mães ou com 2 Pais, mas adoptados poi eles não os conseguem fazer.....e isto sim é qualidade de vida, cria posto de trabalho numa altura que as familias comuns não conseguem dar de comer aos seus proprios filhos.......haja crise em tudo menos na futilidade!!!!
Aurora
De Pedro Santos a 4 de Fevereiro de 2009 às 14:55
Cara Aurora, não faço ideia quem seja e espero não saber pois a sua homofobia assusta-me...
Fosse o processo de adopção um processo social mais rápido e eficaz haveria certamente crianças mais felizes. Fossem adoptados por gays ou não. É que não sei já se apercebeu mas entre casais heteros também há quem não possa procriar e precise de adoptar. Serão essas familias no seu entender «familias comuns»?
Se tivesse uma mentalidade um pouco mais aberta talvez a sua qualidade de vida fosse melhor...
De Pedro Oliveira a 4 de Fevereiro de 2009 às 15:41
Sobre homofobia nas escolas, ler esta noticia:

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1357639&idCanal=62

E se um destes jovens fosse um dos nossos filhos?
De Pedro Santos a 5 de Fevereiro de 2009 às 03:18
Caro Pedro, um filho da senhora Aurora não seria certamente, uma vez que ela terá uma «família comum», com problemas comuns que serão tudo menos fúteis.
De Platypus a 3 de Fevereiro de 2009 às 17:24
Infelizmente na maioria dos políticos deste país o que interessa é o imediato e salvo raras excepções enunciadas no post e outras que felizmente vão aparecendo, o que as auroras querem é o presente porque quanto ao futuro logo se vê que vem longe.

Já pensaram quantas pessoas vão a Montalegre por ser a Capital do Fumeiro ou a Monsanto por ser a "aldeia mais Portuguesa de Portugal", estas "marcas" conjugadas com actividades regulares trazem pessoas e criam empregos mais estáveis do que a indústria tradicional.
De Pedro Oliveira a 3 de Fevereiro de 2009 às 18:17
Acabo de chegar de uma Reunião com sentimentos multiplos, como alguns de vós sabe, como Administrador de uma PME já há muitos anos que temos uma forte ligação com o IPL de Leiria em projectos industriias, tendo em vista o aumento de produtividade e melhoria de Design de celulas produtivas, tendo como objectivo a melhoria das condições de trabalho dos nossos colaboradores bem como o aumento de notoriedade e qualidade percebidapelos nossos clientes. Um desses estudos levou mesmo à criação de um novo nome/marca para um dos nossos pontos fracos, que agora se tornou uma oportunidade de negócio fantástica e que levou a uma re-estruturação interna muito grande, inclusive com a admissão de novos quadros na empresa.
Dizia eu que a reunião me provocou vários sentimentos porque, através do responsável do Curso de Markting, fiquei a saber que a Câmara da Nazaré tem uma parceria com o IPL na questão de perceber quais os pontos fortes e fracos, bem como identificar oportunidades de Negócio tendo em vista aquilo que a diferencia dos demais locais de Turismo Nacional e Internacional e qual a percepção dos locais identificativos da Nazaré que podem potenciar a terra e efectivamente marcam a diferença.
Foi efectuado um inquérito a 2500 pessoas, incluindo residentes e turistas, nesta fase estão a identificar as cores com as quais as pessoas identificam a Nazaré(netes momento já não é preto),bem como as riquezas naturais e patrimoniaias que cada uma das populações(residentes e turistas) valoriza. Só depois é que vão definir qual o "slogan" que vai identificar o "produto".
Perante Isto, e com o máximo respeito, não posso concordar consigo D. Aurora, identificar quem somos, para onde queremos ir e saber "vender" isso, faz toda a diferença no desenvolvimento de uma Terra/Concelho.É evidente que isto não resolve os problemas de agora,que deviam ter sido acautelados em tempo oportuno, mas não tenha dúvidas que se este trabalho não for feito,AGORA, jamais daremos o salto qualitativo na vida dos Portomosenses.
De Pedro Oliveira a 3 de Fevereiro de 2009 às 18:19
Peço desculpa, mas faltou dizer que paralelamente está a ser efectuado um programa de eventos que seja coerente com todo este estudo.Eu fiquei encantado.Fiquei a saber mais pormenores,mas por questões de confidencialidade, não poderei aqui escrever.
De Paulo Sousa a 3 de Fevereiro de 2009 às 19:51
De Maria Antonieta a 4 de Fevereiro de 2009 às 03:31
Eu penso que é necessário uma marca sim e temos muitos recursos para encontrarmos essa marca, como também penso que deveriamos certificar o nosso queijo, o mel, o azeite , o cabrito ou mesmo a carne de vaca que é criada practicamente de forma natural pastando livremente . Como todos sabemos a carne de gado que se movimenta livremente e não está preso em estábulo é de muito melhor qualidade, pois eliminam muitas toxinas.
Há coisas que são elementares e que atraem turistas que deixam dinheiro.
Quantas pessoas vão a Boticas por causa dos seus enchidos?
Hà locais no interior deste país onde feiras anuais levam milhares de pessoas apenas porque publicitaram um produto.
O caso da lampreia, da sopa de cação enfim tantos produtos. Nós temos produtos de eleição que ninguém conhece, apenas e tão só porque não sabemos divulgar, não certificamos, em resumo não tiramos proveito económico da qualidade que temos.
Em compensação, em tempo da maior crise mundial nunca vista, cujas consequências ninguém ainda conhece, compramos feijão daArgentina, azeite Espanhol, verduras Francesas que se vendem no Intermarché
Olhem meus amigos façam como eu com lei ou sem lei, autorizado ou não vão ao lagar buscar azeite, batatinhas de Alcaria, galinhas de Alvados e cabritinho de S. Bento.
È que assim temos a certeza que o dinheiro que se paga por esses produtos fica em Portugal, possivelmente nem sairá do distrito.De outra forma o dinheiro passará para fora do país e na maior parte das vezes nem impostos por cá ficam.
E olhem que queijinho fresco da nossa terra é o melhor que há.
Eu sei que o francês é mais in, mas que o nosso é bem melhor é.

Comentar post

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds