Terça-feira, 27 de Janeiro de 2009

Sobre a entrevista ao Região de Leiria

Há algumas questões que se podem levantar após ler esta entrevista.

Sobre a primeira resposta - Mais uma vez Salgueiro reage à oposição dizendo que se o incomodam é porque não aceitam a sua vitória. A ideia já está rota de tanto uso e fica-lhe mal, pois pressupõe que esperava que a actual oposição fizesse o mesmo que o PS faz no passado, isto é propunha votos de louvor ao Executivo. Espero que um dia consigam atingir o próximo nível de cultura democrática.

 

Sobre a segunda resposta – Existe algo de inédito nesta resposta!! João Salgueiro reconhece que cometeu erros. Nunca até hoje isto tinha acontecido. Gostava que tivesse concretizado a(s) situaçõ(es) a que se refere.

 

Sobre a terceira resposta – O medo

O medo que existe no concelho ultrapassa a relação entre a Câmara e as Juntas de Freguesia. Mas por sugestão do Sr. Presidente falemos sobre as Juntas. Falo do que conheço. Em Novembro de 2007 a Junta do Juncal depois de ter tomado conhecimento da saída do seu Centro de Saúde do PIDDAC enviou uma carta à Câmara via fax a pedir ‘a melhor atenção’ sobre o assunto. Passada uma semana e não tendo tido qualquer resposta a mesma foi publicada em publicidade paga (100€) no Portomosense, sobre a forma de carta aberta. Em resposta, o Executivo marcou uma conferência de imprensa no Juncal onde, além de outras promessas que passados 14 meses ainda estão por cumprir, classificou esta carta como “uma facada nas costas” e acrescentou que “não aceitamos que esta situação se venha a repetir!” (ver última página do Portomesense do dia 29/Nov/2007edição 599). Atenção que a Junta não pede dinheiro para obras, nem máquinas para arranjo de caminhos (os camiões desviados, outro episódio) representa apenas os interesses da população da Freguesia. Esta intolerância é a imagem de marca deste executivo que tenta intimidar quem não o aplaude.

Muitos outros episódios ocorreram que os leitores se poderão lembrar. Muitos deles passados com os colaboradores da Câmara, com as colectividades, com a imprensa, com os deputados municipais e até com a população. Todos sabemos do que falo. Não adianta negar uma evidência.

 

Sobre a quarta e quinta resposta – O tabu

Salgueiro tenta fazer o que bem sabe e que é criar uma intriga, lançar um não assunto. É claro que será candidato!

Com estes ‘fait-divers’ João Salgueiro terá assunto para várias entrevistas evitando mostrar assim a confusão que faz entre táctica e estratégia. Podia antes falar do Multiusos ou das contrapartidas que o concelho teve pelo abandono do projecto da OTA (que até o fez mudar de partido) ou da definitiva localização da Casa Velório de Porto de Mós ou ainda do nulo aproveitamento que o concelho está a ter do CIBA, sendo que neste caso seja importante referir os interesses eleitoralistas do Sr. Helder Paulino e o ascendente que tem sobre todo o Executivo. Assim alimentando o tabu, evitam-se as questões importantes. É caso para dizer “Salgueiro já trabalha”.

 

Sobre a sexta resposta – Desfaz de imediato o tabu

 

Sobre a sétima resposta – Quinze valores. Quinze são vinte menos cinco.

Confesso que fiquei surpreendido com este quinze. Sempre pensei que um Presidente que está na Câmara às 7h30 se avaliasse com vinte valores. Os cinco valores em falta foram-se pelo endividamento que herdou, até porque nem era vice-presidente da Câmara! Dá para intrepretar que não sendo isso teria vinte. Pessoalmente e olhando apenas para as dívidas de longo prazo que contraíu dava-lhe os mesmos cinco valores, mas para todo o mandato.

publicado por Paulo Sousa às 12:28
endereço do post | comentar | favorito
6 comentários:
De anonimo a 24 de Janeiro de 2009 às 13:20
Como é que podia ter vinte se há 3 anos atrás considerava-se pior candidato que o jorge vala?
Eu dou-lhe 8 (mediocre mais). E o mais é porque alcatruou a estrada até á minha porta. Não fez mais nada de jeito
De Ana Narciso a 24 de Janeiro de 2009 às 21:53
Pensameeto do dia:
Eric Hoffer " A única forma de prever o futuro é ter o poder de o moldar "

Este Presidente só sabe justificar o passado e segundo consta com séria lacunas e inverdades . para quando a discussão do futuro?

Hoje " O Portomosense" traz um projecto estratégico assinado por João Neto. È para discutir onde?
De Paulo Sousa a 27 de Janeiro de 2009 às 13:53
Errei:
Onde se lê "Multiusos"
Deve ler-se "Pavilhão da Utopia"
De LR a 27 de Janeiro de 2009 às 17:25
Há coisas fantásticas não há!!
Ontem tivemos alguém ,e bem, da Câmara a esclarecer a história da transparência sem atacar ninguém simplesmente esclarecer.O que vemos hoje da parte de alguém do PSD, atacar Dr.Luís Malhó e Pedro Oliveira.Será que não têm opinião sobre esta entrevista, ou sobre as ideias aqui lançadas ultimamente pelo Dr. Malhó?
O Guarda Rios coloca várias questões interessantes sobre a não actuação do PSD eu só coloco mais uma ,
Se tanto criticam este blog, porque não criam um vosso para vermos as diferenças de qualidade?
Eu respondo já, NÃO SÃO CAPAZES E TÊM INVEJA!
De Pedro Oliveira a 27 de Janeiro de 2009 às 18:15
O Senhor Presidente como é vaidoso e não acredita na avaliação de desempenho, optou pela auto-avaliação. Quando nos auto avaliamos, apesar de sabermos o que valemos, empolamos sempre os números, como tal onde se lê 15, na realidade, ele sabe que o seu desempenho nem 7 merece.
De Ricardo a 28 de Janeiro de 2009 às 01:10
Em relação ao preâmbulo - Ele (João Salgueiro) Para combater a surpresa (Qual o candidato que vai surgir pelo PSD) e provar aos Portomosenses que está de boa fé com o seu mandato devia, já hoje... Apresentar-se como candidato.

1 - "2/3 em Mira de Aire 1/2 em Porto de Mós", não serve. Quantas e porquê... Isto é transparência.
P.S. O Fernando Amado é de que partido?

2 - "Cometi os meus" ( gosto ).... Quais? Outra "maneira de conduzir as reuniões"..... Há parcialidade nas reuniões?
"Hombriedade nas reuniões" ... Queremos cavalheirismo ou profissionalismo. Quem faltou e por quê? É a pergunta.

3 - Medo, complicado. Pode-se opinar como cidadão livre ou tem de se ter em atenção a vivência numa mesma sociedade e sofrer possivei represálias. É mesmo complicado nem Deus agradou aos anjos todos. Entre troia e grécia a muralha é que sabe mas é a única que não se pode mexer e leva as porradas dos dois lados.

4 - Está no preâmbulo.

5 - Pergunta maldosa que é respondida com cavalheirismo, sem ferir, com direito a palmadinhas nas costas..... Mas eu pensava que ele era independente e assim o foro interno do partido não seria propriamente das suas principais directivas era escusado tão "falso" bom senso.

6 - É normal essa crispação a resposta é correcta e demonstra coragem e intuição quando entra (Como se diz no futebol) "Mind games" .... "Prevejo que por parte do PSD as coisas compliquem". Sem dúvida será candidato é a minha leitura entrelinhas.

7- Auto-avaliação quando um pede o que quer pois é a sua sardinha que está no lume a resposta ele vai ter no fim do "Periodo" quando se souber o resultado das votações.


Comentar post

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.connosco à mesa

Os nossos convidados

Dr. Miguel Horta e Costa

Eng. Cláudio de Jesus

Dr. Saúl António Gomes

Dra. Isabel Damasceno 

Prof. Júlio Pedrosa 

Cor. Valente dos Santos

 

Os nossos leitores

Ana Rita Sousa

Carlos Sintra

 

O nosso email

 

Siga-nos 

 

.podcast


Curvas do Livramento

oiça os nossos debates

Ed. Zero

Edição 1 - 04/Jun/009

Ed. 1.1 Europeias

Ed. 1.2 Autárquicas

Ed. 1.3 Casamentos Gay

Edição 2 - 30/Jun/009

com Clarisse Louro

Ed. 2.1 Pós Europeias

Ed. 2.2 Legislativas

Ed. 2.3 Autárquicas

Ed. 2.4 PMós 2º Clarisse Louro

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.Últimos Comentários

Special thanks to MrCosmos
The Feedburner expert

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.Quiosque

diários

semanários
  regionais
 
   

.Filme recomendado

 

 

Trailer

 

 

 

.Leitura em curso


A Revolução dos Cravos de Sangue

de Gerard de Villiers

Estamos em Portugal, no rescaldo do 25 de Abril, e Lisboa é um tabuleiro de xadrez onde CIA e KGB jogam uma partida mortal. Os serviços secretos americanos, desesperados por apenas terem sabido do golpe de Estado através dos jornais, esforçam-se para impedir que Portugal caia nas mãos do comunismo. Do outro lado, a KGB tem em mente um plano diabólico e põe em campo os seus melhores agentes. É então que um golpe de teatro promete desequilibrar esta guerra fria. Natália Grifanov, mulher de um poderoso coronel da KGB, está disposta a passar para o Ocidente e a relatar todos os segredos que sabe. Para organizar essa deserção a CIA escolhe o seu melhor agente: Malko Linge. Mas nem ele conseguirá levar a cabo esta missão sem evitar danos colaterais. E é então que, nas ruelas de Alfama e nos palácios da Lapa, entre traições e assassinatos, a Revolução dos Cravos mostra a sua outra face.

E, acredite, não é bonita!

Um thriller soberbo e original, passado no pós 25 de Abril de 1974.


Saida de Emergência

.Contador de visitas

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds