Segunda-feira, 2 de Fevereiro de 2009

Quando no fim da guerra fica tudo na mesma

Todos nos recordamos da confusão em que Correia de Campos colocou a saúde em Portugal. Fecha ali, transfere para acolá, e depois fecha mais além, enfim uma confusão tal, até que partiu. Chegou, depois, a nova Ministra e passados estes meses todos, a sensação que nos fica é a de que está tudo na mesma ou pior, pois já lá vão quase 4 anos.

Em relação à falta de médicos, a não solução do problema é alarmante. Não se abrem mais faculdades de medicina e não se baixam as médias de entrada. Não consegui compreender, até hoje, a razão que justifica o facto de um aluno com média 13, 14 valores não poder ser um excelente médico, ao passo que o reverso da medalha já pode ser verdadeiro, pois temos a escândalosa proposta da ministra, a semana passada, que afirma ir estabelecer diálogo com as universidades para admitirem estudantes de medicina que estão no estrangeiro a tirar os seus cursos com médias de entrada muito mais baixas que os famosos 18, 19 valores. Digo escândalosa proposta pois esta ministra, o Governo PS, que tanto se vangloria na sua luta contra lobbies, não são capazes de reformar o ensino superior, em particular as faculdades de medicina, de modo a colmatar este crónico problema em Portugal, que dá pelo nome de falta de médicos.

Quanto a mim, se fosse um dos estudantes em qualquer uma das faculdades estrangeiras, fazia um "toma" à proposta da ministra.

Está na hora de fazer as reformas necessárias no país e esta é  uma das mais preocupantes, quando temos hospitais a pagar 85 euros/hora a Pediatras. Como se não bastasse, podemos juntar outros ingredientes para apimentar o sabor, venha lá a questão da Justiça, da Agricultura, da Economia, da Administração Pública, do Ensino, das Finanças e, ... voilá! Podemos concluir que passámos quase 4 anos a ser governados por propagandistas que nos colocaram em situação bem pior que em 2005.

Chegou a hora de dizer a verdade e de desmascarar este não governo, o país precisa de um novo rumo. Que o PSD saiba dar-nos essa esperança.

publicado por Pedro Oliveira às 12:39
endereço do post | comentar | favorito
9 comentários:
De Ricardo a 2 de Fevereiro de 2009 às 13:33
Pegar nesta ou noutra situação é irrelevante e o problema não vem dos últimos 4 anos mas sim dos últimos 33 anos de democarcia.

Vasco Gonçalves foi um idealista. Bem ou mal houve movimento.
Mario soares quer queiramos que não mexeu cordeis muito lhe devemos, mas segundo o que consta ele também se pagou bem.
Cavaco silva apanhou as vacas gordas da união europeia. Tem todo o mérito pois visualizou á 20 anos o que hoje é a salvação de muitas democracias. Ficamos 12, na altura, e hoje somos ----- 27 penso.

Todos os que apareceram a partir daí tem um mérito enorme. São bons coladores de cartazes ehehehe.
E só a saber isso por muitos degraus que subam na hierarquia. Não passam do mesmo...........

COLADORES DE CARTAZES!!!!!!!!!!!!!!..............Nada mais

Enquanto nós votarmos pelos bonitos, sinceros e honestos cartazes. Com as ditas frases de campanha os chamados slogans..... Não melhoraremos.....

Isso eu sei.....
De LR a 2 de Fevereiro de 2009 às 14:02
A ordem dos Médicos é uma vergonha e os ministros até hoje não fizeram nada para alterar a situação, as Universidades que se queixam de falta de verbas, podiam bem abrir mais vagas, mas depois como é que estes senhores nos podiam "roubar" até aos 100 anos?
Enquanto não fizerem como fizeram com os Licenciados em Direito,andaremos sempre a ser enganados por estes senhores doutores.
São centenas de milhões de contos que o estado gasta em horas extraordinárias e em subcontratação.
De ANTONIO ASSUNÇÃO a 2 de Fevereiro de 2009 às 15:36
Meu caro Pedro Oliveira respondendo á sua pergunta Porto de Móz é um pequeno lugarejo com meia dúzia de casas algumas já um pouco degradadas pertence á Freguesia de Aldeia das Dez na estrada que sai da Ponte das Três Entradas para o Piodão passando pelo mais belo Santuário Mariano das Beiras que conta a vida de Cristo desde a ultima ceia até ao sepulcro ( ponte onde se encontram dois rios o Alva e o Alvouco esta ponte é única na Europa ou até no mundo penso eu) tudo isto pertencente á serra do Açor penso ter respondido á pergunta. Quanto ao seu blog vou deixar a minha marca. Não á saùde em Portugal / O pais está doente / A clínica privada/ Essa está contente / Antonio Assunção-----voz do goulinho Pedro voltarei
De Pedro Oliveira a 2 de Fevereiro de 2009 às 16:49
Muito obrigado pela visita, e ficámos todos a saber que existe mais um Porto de Mós em Portugal.
Fica registado esta feliz coincidência e a promessa de uma visita em data oportuna.Temos nos editores um fanático do geocatching, que de certeza vai já ver se têm por lá uma cahce para a ir encontrar.
Será sempre muito bem vindo a este nosso espaço.
Fica o endereço do blogue em que descobri que há mais um Porto de Mós:
http://vozdogoulinho.blogs.sapo.pt/
De Ferreira-Pinto a 2 de Fevereiro de 2009 às 16:37
Meu caro, Leonor Beleza diz-lhe alguma coisa?

Neste País sempre que se tenta tocar em determinados interesses instalados arma-se por aí um escarcéu ... e tanto faz que seja o PSD como o PS ou outro qualquer ...

Ainda recentemente se viu o Bastonário da Ordem dos Médicos insurgir-se contra a divulgação dos abstentistas ou da necessidade dos médicos picarem o ponto!
Ele, pura e simplesmente, não quer nada disso, garantindo-nos que os profissionais da classe trabalham como mouros.

E eu até acredito. Tenho um cunhado para exemplo. O homem entre o hospital público onde está, as aulas, duas ou três clínicas e hospitais privados, mais consultório ... ora como ele vai dormir a casa, está fácil de ver!

Paralelamente, também entendo que mais que as médias elevadas devem contar as apetências e o perfil.
De Nucha a 2 de Fevereiro de 2009 às 17:54
Olá Pedro,
Deixei um comentário no blog da Sónia...Obrigado pela dica...veremos como vamos dar a volta ao texto...
Um Abraço!
De Trilhos Sem Fim a 2 de Fevereiro de 2009 às 18:47
Será que temos um problema grave de falta de médicos? Fico preocupado com a importação de médicos estrangeiros que mal dominam a língua e sem experiencia.
A ter em conta o que se passou nos últimos anos, sei que os nossos políticos não têm noção das verdadeiras necessidades do País, apenas reagem aos problemas , não sabem planear. Não passam de meros bombeiros mal preparados!
Importámos mão de obra para a construção e agora pagamos o subsidio de desemprego e o mesmo se irá passar com os médicos
O que me revolta é que há uns anos uma ministra da saúde nos disse que não havia trabalho para os jovens médicos e que o melhor era procurarem emprego, noutro país. Agora temos falta deles. Onde está o planeamento dos vários governos que nos deveriam ter governado nas últimas três décadas?
Fiquem conscientes de que no futuro próximo iremos pagar o subsidio de desemprego aos médicos que agora estamos a importar, porque tenha sérias dúvidas de que deles precisemos.
De Portomaravilha a 2 de Fevereiro de 2009 às 20:20
Não sei se os meus comentários incomodam ou não.

Caso sim, é fazê-lo-me saber.

Não creio que a selecção em Portugal que permite a entrada na faculdade de medicina seja tão difícil quanto isso.Por exemplo, é aconselhado aos jovens Franceses de origem Portuguesa, cuja média é mediana em matemática, a se inscreverem nas faculdades Portuguesas. Visto a política de quotas.

Talvez aí esteja todo o nó da questão. Hoje em dia já não se formam médicos, mas técnicos. O que não é igual.

Um estudante de medicina tem hoje ( em França ) um primeiro contacto com os doentes no seu quarto ano.

Contrariarmente ao passado, onde as humanísticas existiam, a selecção dos médicos, aqui, é feita pela matemática. Ou seja, caricaturando, um jovem interno é incapaz de fazer um diagnóstico a olho nu.

E por isso os médicos, cada vez mais, têm medo de tocar o paciente. Têm medo do corpo humano. E também é verdade que muitos abrem o para-quedas para se protegerem de eventuais processos. E, logo, se paciente tem uma dorzinha de barriga ( porque comeu muito ou porque a amante já não gosta dele ) vai fazer exames disto e daquilo. O que acaba por custar, quer à segurança social quer ao próprio corpo humano, já que o excesso de ondas não é inocente)

Aqui, em França, a selecção , após o primeiro ano, baseada sobretudo na matemática, dá direito à escolha entre medicina, fisioterapeuta e dentista. Não deixa de ser curioso que os melhores classificados escolham, no leque destas três profissões, fisioterapeuta.

Não creio que seja caro pagar um pediatra 85 euros ( mas o estado tem que contribuir para a despesa dos mais carenciados . Eu por uma visita no pediatra sou reembolsado de cerca de 80 por cento ).

A pediatria é formação mais longa em medicina. Cinco anos a mais . E sem dúvida a que merece mais trabalho. Como diagnosticar quem não fala, uma criança ?

Acho também que começa a haver, em toda a Europa, uma campanha contra os pediatras. Tal foi e é o caso aqui, em França

É que há quem pense que cinco anos de formação ( pediatria ) fica caro.

Fica caro para quem ?

E Viva o Porto !







De AP a 3 de Fevereiro de 2009 às 09:08
Os médicos são das classes mais protegidas e com mais regalias em Portugal, e eles sabem disso.
Por isso não lhes interessa a "concorrência" dos mais jovens...
O ridículo disto tudo é que basta atravessarmos a fronteira e entra-se para a faculdade de Medicina com média entre os 15 e 16 valores, para depois voltar ao nosso país e sermos colegas de quem teve que entrar com 18 ou 19! O Alentejo está pejado de médicos espanhóis, que tiram os seus cursos com médias mais baixas que os nossos. Então os espanhóis já são bons profissionais sem terem sido "crânios" na escola?!
Esta questão, seja qual for o ponto de vista, é demonstrativa do (ges)governo do nosso país e da falta de visão de quem nos tem liderado estes anos todos.

Comentar post

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds