Domingo, 9 de Agosto de 2009

Efeito 'cartão do cidadão' nas eleições

"Natural de Abrantes, Maria do Rosário Silva, 41 anos, sempre votou no concelho onde nasceu. Mas desta vez, vota pela primeira vez em Oeiras, onde vive há mais de 20 anos. 

A advogada, que já tem Cartão de Cidadão, reconhece que "faz algum sentido" votar onde reside, mas preferia votar em Abrantes, até porque isso a aproximava das suas raízes."

 

Público, hoje

 

 

Uma das funções do Cartão do Cidadão é a de dispensar o cartão de leitor. Esta inovação leva a que muitos portugueses que sempre votaram numa determinada freguesia, passem a ter de votar naquela onde residem.

Em poucos anos os cadernos eleitorais irão por isso mudar, na sua dimensão assim como na sua composição. Não tenho dados sobre isso, mas em alguns concelhos do país, especialmente os mais marcados pela interioridade e pelo êxodo rural, a população votante e não residente tem um peso bastante significativo no universo eleitoral. A sua exclusão do grupo de votantes em freguesias do interior do país, por via do efeito 'cartão do cidadão' poderá mudar as tendências de voto em muitos ciclos eleitorais.

E entre nós como será?

Terça-feira, 28 de Abril de 2009

Atitude perante o cliente

Como alguns se recordarão, tive uma má experiência por causa do cartão de cidadão da minha filha,ver AQUI , AQUI e AQUI,pois muito bem, passado quase um ano e porque tive de tratar do cartão do cidadão do meu filho mais velho, pude constatar,felizmente, que as coisas mudaram.Provavelmente a minha reclamação ajudou e se assim foi fico satisfeito,mas fiquei mais contente por ver que agora o normal cidadão é tratado como cliente, ou seja, tudo correu bem,o tempo de espera, a forma de tratamento e até o tempo que medeia a vinda do "papelinho" para levantamento do cartão foi rápido,10 dias uteis.

Faço esta referência, primeiro porque acho que era meu dever referir a melhoria, não é só dizer mal... e porque tive uma auditoria de um cliente a semana passada e comecei a perguntar: e se nós,clientes do estado, fizesse-mos auditorias ao fornecedor estado? Qual seria a sua postura? Não teremos esse direito? Porque é que as reclamações ,no estado, são,normalmente, vistas como um gajos que querem é chatear?

É que nós, que estamos no sector privado e em actividades de competição, feroz, temos de ser pro-activos em relação às reclamações: 1 dia para acusar a reclamação,3 dias para definir acções e 5 para validar a eficácia das mesmas.

O estado está sempre a falar em produtividade, respeito pelos cidadãos, competitividade, etc,etc.

A postura das instituições que constituem o estado perante as nossa reclamações também não devia mudar?

publicado por Pedro Oliveira às 07:44
endereço do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 9 de Março de 2009

Visionários

Os pais de Manoel de Oliveira eram uns visionários, saiba porquê, AQUI!

 

estou: que está tudo doido
Quarta-feira, 29 de Outubro de 2008

Finalmente,ao fim de 4 meses

A minha filha tem o cartão de cidadão.Fui hoje buscá-lo.

Ler ou Reler Aqui e Aqui toda a "telenovela" que foi todo o processo para obter o cartão de cidadão para a minha filha.

.vasculhar neste blog

 

.quem esteve à mesa

Ana Narciso

Eduardo Louro

Jorge Vala

Luis Malhó

Paulo Sousa

Pedro Oliveira

Telma Sousa

.Palestras Vila Forte

Prof. Júlio Pedrosa - Audio 

 

Prof. Júlio Pedrosa - Video 

 

Prof. António Câmara - Palestra

Prof. António Câmara - Debate

Prof. António Câmara - Video

 

Agradecemos à Zona TV

 

.Vila Forte na Imprensa

Região de Leiria 20100604

Público 20090721

O Portomosense20081030

O Portomosense20081016

Região de Leiria20081017

Região de Leiria20081017

Região de Leiria2008052

Jornal de Leiria 20080529

O Portomosense 20071018

Região de Leiria 20071019 II

Região de Leiria 20071019 I

Expresso 20071027

O Portomosense 20071101

Jornal de Leiria 20071101

Região de Leiria 20071102

.arquivos

.arquivos blog.com

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

.Vizinhos Fortes

.tags

. 25 abril(10)

. 80's(8)

. académica(8)

. adopção(5)

. adportomosense(11)

. aec's(21)

. alemanha(7)

. ambiente(9)

. amigos(5)

. amizade(7)

. angola(5)

. aniversário(9)

. antónio câmara(6)

. aquecimento global(7)

. armando vara(9)

. ass municipal(12)

. autarquicas 2009(46)

. avaliação de professores(9)

. be(7)

. benfica(13)

. blogosfera(16)

. blogs(38)

. blogues(19)

. bpn(6)

. casa velório porto de mós(10)

. casamentos gay(17)

. cavaco silva(8)

. censura(7)

. ciba(6)

. cincup(6)

. convidados(11)

. corrupção(7)

. crise(35)

. crise económica(8)

. cultura(7)

. curvas do livramento(10)

. democracia(7)

. desemprego(14)

. disto já não há(23)

. economia(25)

. educação(63)

. eleições(7)

. eleições 2009(55)

. eleições autárquicas(40)

. eleições europeias(12)

. eleições legislativas(46)

. escola(8)

. escola primária juncal(9)

. eua(8)

. europa(14)

. face oculta(18)

. freeport(14)

. futebol(39)

. futebolês(30)

. governo(6)

. governo ps(39)

. gripe a(8)

. humor(6)

. internacional(18)

. joao salgueiro(38)

. joão salgueiro(15)

. josé sócrates(7)

. júlio pedrosa(10)

. júlio vieira(6)

. juncal(31)

. justiça(11)

. liberdade(11)

. magalhães(6)

. manuela ferreira leite(13)

. médio oriente(10)

. medo(12)

. natal(13)

. obama(6)

. orçamento estado 2010(7)

. pec(8)

. pedro passos coelho(7)

. podcast(11)

. politica(12)

. politica caseira(6)

. porto de mós(119)

. porto de mós e os outros(41)

. portugal(27)

. presidenciais 2011(6)

. ps(48)

. psd(54)

. psd porto de mós(11)

. publico(9)

. religião(6)

. rtp(12)

. s.pedro(6)

. salgueiro(16)

. sócrates(81)

. socrates(62)

. teixeira santos(6)

. tgv(6)

. turismo(8)

. tvi(6)

. twitter(17)

. ue(17)

. vila forte(24)

. todas as tags

.subscrever feeds